História Sunshine - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais, Suga
Tags Fluffy, Jimin, Sad, Sugamin, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 34
Palavras 1.302
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


mais um cap pra vcs aí
aproveitem

boa leitura

Capítulo 3 - Tarefa semanal


Fanfic / Fanfiction Sunshine - Capítulo 3 - Tarefa semanal

Uma semana.

Fazia uma semana que o pequeno Min esperava uma resposta da sua cartinha. Mas não obteve nenhuma.

Lembra-se de chegar empolgado na escola, mas ao ver o semblante penoso de sua professora para si, sua animação foi se esvaindo pouco a pouco, até sua professora confirmar com palavras aquilo que ele tanto temia:

— Sinto muito, meu amor. Ele não respondeu ainda. – lembra-se dela dizer antes de concordar e ir cabisbaixo até a sua mesa.

Todos da sua sala já tinham recebido a cartinha menos ele, já estava se sentindo deprimido, achando que o garotinho não queria falar consigo:

— Hyung, o seu amigo já respondeu você? – o Jung logo perguntou quando o moreninho sentou ao seu lado.

— Não, Hobi. – apoiou a bochecha na mão, olhando o amigo com um bico tristonho nos lábios. – Acho que ele não gostou da minha cartinha. – concluiu.

— Como não, hyung?! – o outro arregalou os olhos, quase ofendido. – Sua cartinha estava muito bonita e colorida, como ele não gostou? – seu semblante tornou-se duvidoso, com o cenho franzido e dedinhos no queixo.

— Sei lá, – soltou um muxoxo – talvez ele não goste de coisas coloridas. – e no mesmo momento que o Min disse aquilo, a inspetora entrou na sala com um papel amarelo em mãos, que chamou a atenção de Yoongi.

A inspetora chamou a professora sutilmente e trocou algumas palavras com ela, viu a face de sua professora se iluminar em compreensão, antes dela olhar para si e sorrir. Despediu-se da inspetora após pegar o papel amarelo, sorriu na direção de Yoongi  e estendeu o – agora que pode constatar – envelope:

— Carta para Min Yoongi. – arregalou os olhos e sorriu largo, junto à professora.

-x-

Andou apressado até o carro, quase correndo com suas perninhas curtas. Gritou um “tchau” para o Jung, que acenava alegremente para si, mesmo que ele não tivesse deixado o outro ler a cartinha que veio num envelope amarelo mais cedo. Sorriu mais e foi correndo para o carro preto, não tardando em se jogar no estofado do banco, já que a porta de trás estava aberta. Seu pai fechou a porta do carro para si, logo entrando no veículo novamente para dar a partida:

— Como foi a escola hoje, filho? – olhou no retrovisor, seu filho colocando o cinto e sorrindo em seguida.

— Eu recebi a cartinha, papai! – sorriu, mostrando o papel colorido para o mais velho, que sorriu ao ver a alegria do filho.

— Que legal, filho! – voltou sua atenção para a estrada – Vai ler em casa?

— Uhum! – afirmou animadamente, olhando a paisagem pela janela.

Se sentia tão feliz que quando chegou em casa, a primeira coisa que fez – depois de ter tirado os sapatos na entrada – fora se jogar e jogar sua mochila no sofá, para, enfim, abrir a cartinha.


"Oi Yoonnie

Eu gostei bastante do apelido! Todo mundo aqui me chama de Jiminnie, eu gosto bastante também. Eu tenho uma mamãe e um papai, mas eles não tem muito tempo pra virem me ver.


Eu nunca joguei videogame, mas eu sei jogar damas! Você sabe jogar? Eu sempre jogo com umas das enferdeiras'… eu não sei se posso ir na sua casa, talvez se eu pedir com jeitinho o hyung deixe! Aah, seria bem legal mesmo…


Hmm… o hospital é branco, mas onde eu fico é bem colorido! Tem desenhos na parede e tem uma parede pintada de amarelo, aí a outra é verde e tem uma azul também e hm, a branca eles deixam a gente desenhar, é bem legal, mas eu não consigo as vezes. As vezes tem muitas pessoas e é a maior barulheira! Jiminnie quase não consegue dormir nesses dias… não sei se vão deixar você entrar, precisa vir com um adulto! Ya! Tô te respondendo agorinha!


A noona falou que é normal ficar triste nessa situnação’? Acho que foi isso… mas eu vou tentar ficar mais felizinho sim.

ass: Jiminnie

ps: desculpe a demora para responder, o pequeno Park estava muito mal esses dias. Mas ficou muito feliz ao receber a carta”.

 

O pequeno Min leu e releu a carta várias vezes, principalmente a parte do PS. O seu amigo estava muito dodói? O que será que ele tinha? Apoiou o queixo na mão, fazendo um biquinho e franziu o cenho pensativo, balançando as perninhas no ar devagarzinho:

— Será que o Jiminnie pegou um dodói muito forte? – pensou alto, olhando a cor da cartinha, já pensando no que iria escrever na sua.

— Olá, meu amor! – virou para trás rapidamente quando ouviu a voz de sua mãe, pulando do sofá e indo correndo de braços abertos em direção a mulher.

— Mãe! – agarrou as pernas da mulher e olhou para cima após receber um afago em sua cabeça – O Jiminnie me respondeu, mãe!

— Ora! Isso é ótimo! – pegou a criança risonha no colo, seu peito se aquecia ao ver o filho tão feliz assim, já que antes estava triste por não ter tido a resposta do garotinho no hospital. – E cadê o papai?

— Ele tá na cozinha. – abraçou o pescoço da matriarca, estava com tanta saudades.

— Dong Dong, meu bem? – chamou pelo marido, indo em direção a cozinha.

— Sunnie, meu bem? – respondeu risonho, com a atenção ainda nas panelas, mas virou minimamente o rosto para beijar a esposa. – Como foi o trabalho?

— Cansativo, como sempre. – suspirou – Ainda bem que você saiu cedo hoje, já estava preocupada com o Yoonnie.  – beijou a bochecha do filho que sorriu.

— Se eu não saísse, iria buscá-lo e deixar ele comigo no trabalho. Ou pedir pra noona. – deu de ombros.

— Eu ia ficar sozinho na escola? – o pequeno Min perguntou depois de raciocinar um pouco melhor, arregalando os olhinhos.

— Não! Claro que não, meu amor. – a mãe logo negou, indo em direção ao banheiro – Eu pediria para a Yeon-noona ir te buscar.

— A Yeon-noona é legal… – pensou – ela me dá bolo quando vou lá.

— Sim, ela é muito legal. – sorriu. – Quer tomar banho com a mamãe hoje?

— Sério?! – olhou para a sua mãe com expectativa, os banhos, com qualquer um dos seus pais, eram os melhores. Quando viu a mais velha concordar, levantou os braços em animação. – Sim!

-x-

Depois de ter tomado banho, se vestido adequadamente e jantado, Yoongi estava enroladinho em suas cobertas esperando seus pais darem boa noite para si. E quando os dois deixaram um beijo na testa do filho e saíram do quarto, o pequeno Min se desenrolou dos cobertores, saltou da cama e andou apressado até sua mesinha, onde ligou o abajur, pegou um lápis, uma folha e pôs-se a escrever:

 

“Oi Jiminnie!

 

Uaa, mas eu achei ele sem graça… eu não quero ser todo mundo, vou inventar um apelido pra você! Que tal, hmm… ChimChim? Eu gostei, se você gostar posso te chamar assim? Mas eu tenho certeza que os seus pais gostam bastantão de você, Jiminnie!

Eu não sei jogar damas, mas posso aprender pra jogar com você hihi as enferdeiras’ são suas amigas? Você vai me apresentar elas? Se você não puder vir em casa, eu vou aí pode deixar! Vamos brincar bastaante’!

Deve ser bem colorido! Ei, será que eu posso levar meus lápis de cor pra gente desenhar na parede branca? Isso seria muito legal! E… por que você não conseguiu pintar? Você tava muito dodói? Ele já passou? Tem muitas pessoas no hospital… não deveria ser assim… espero que você melhore pra dormir direitinho! Dormir é muito bom.

Se sua noona disse… mas eu vou tentar fazer você ficar felizinho com as minhas cartinhas… você fica feliz quando recebe elas, Jiminnie? Eu gosto de escrever elas pra você…

Sabe, eu gostei muito da cor do seu envelope, tem a cor do Sol… eu gosto do Sol, e você?

 

Ass: Yoonnie”.

 

— Boa noite, ChimChim… – desejou, como se o outro pudesse ouvir.

Caminhou rapidamente até sua cama, enrolou-se nas cobertas novamente e dormiu feliz.


Notas Finais


espero que tenham gostado sz
um dia sai mais

bjsz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...