História Sunshine (YoonMin e Vhope) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Suga, Taehyung, Vhope, Yoongi, Yoonmin
Exibições 35
Palavras 549
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá queridões e queridonas.

Hoje vai ter atualização dupla só porquê eu não tenho nada para fazer e quero pular para a parte "interessante" da fanfic. Então, depois que eu postar este cap, o outro vai logo em seguida.

Boa leitura <3

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Sunshine (YoonMin e Vhope) - Capítulo 5 - Capítulo 5

...

 

O Termo "morrer por dentro" era o mais adequado ao estado que Taehyung se encontrava.

 

Hoje faziam exatos um mês desde a morte de Jungkook, o dia exato, na provável hora exata. Sete horas da noite.

 

Lembrava-se da briga que tivera com o mais novo poucas horas antes, das palavras que não queria ter dito e, o pior, do soco que não queria ter dado. 

 

— Você é um ridículo! Como eu ainda sou amigo de alguém como... como você. Saia da minha frente, Jungkook! Suma daqui! Não olhe mais na minha cara, ouviu? Não olhe mais na minha cara! Ou melhor, esqueça que eu existo! Finja que eu morri, sei lá, mas só não fala mais comigo. 

 

Talvez, se Taehyung tivesse dado chances ao moreno se explicar, ele estaria vivo agora.

 

Lembrou-se do rosto triste e raivoso de Jungkook no momento, ele saiu enfurecido da casa dizendo que odiava Taehyung. O noticiário havia avisado da morte do mais novo.

 

"Temos um acidente na Via Dezesseis, repito, um acidente na Via Dezesseis! Os policiais e bombeiros estão se aproximando do local, temos muito feridos" 

 

Taehyung bufou triste, achando que era só mais uma notícia horrível de um acidente como todos os outros, mas não era apenas um acidente como os outros, era o acidente de Jeon Jungkook.

 

Horas depois, o noticiário voltou a interromper o dorama que passava. Avisando da morte de um garoto de vinte e um anos, cujo se chamava Jeon Jungkook, originalmente de Busan.

 

Taehyung gritou. Gritou de dor, tristeza, angústia, desespero. Gritou como se uma parte de si tivesse sido arrancada. Ligou para Hoseok aos prantos, gaguejando entre lágrimas, repetindo "Ele morreu, hyung. Ele morreu".

 

Naquela noite, não só Jungkook havia partido, Taehyung parecia ter ido junto.

 

Pegou o celular, tremendo, e então discou o número da primeira pessoa que lhe vinha em mente — Além de Jungkook 

 

— Ho-H-Hoseok? — Chamou baixo — V-Venha aqui... em casa.... p-po-por favor hyung. E-Eu preciso de você.

 

...

 

Hoseok chegou mais rápido do que Taehyung desligou a ligação. O ruivo entrou correndo na casa do Kim, procurando-o.

 

O encontrou na cozinha, o moreno tinha os olhos inchados e vermelhos, algumas lágrimas estavam escorrendo enquanto ele bebericava seu chocolate quente. Respirava fundo, como se quisesse acalmar-se.

 

- Tae... — Chamou, vendo que o mais novo nem tinha o notado ali. Ele o olhou e em questão de segundos já estava nos braços de Hoseok, apertando sua camisa com força.

 

— Foi minha culpa, Hoseok, foi minha culpa — Ele dizia, fazendo o coração do Jung apertar —, foi minha culpa.

 

— Ei, Ei — Hoseok segurou em seu rosto, fazendo com que Taehyung o encarasse olho à olho. —, calma... eu estou aqui, anjo. — Selou a testa do mais novo — Não foi sua culpa, me ouviu? A culpa não foi sua. Repita comigo: A culpa não foi sua.

 

— A-A culpa... — Engoliu um soluço — A culpa não fo-foi minha. 

 

O Jung sorriu, um tanto melancólico. Passou a mão por dentro dos cabelos de Taehyung, como costumava fazer quando ele ficava nervoso. E isso de fato o acalmava, Taehyung suspirou, com o coração voltando a bater normalmente.

 

— Obrigado, hyung — Disse baixinho, enquanto sentia os dedos de Hoseok passando por seus fios —, muito obrigado.

 

— Eu te amo, Taehyung — Hoseok disse, o puxando para mais perto, o abraçando com força.


Notas Finais


Nos vemos no próximo capítulo »


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...