História Supernatural - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers, Kuroshitsuji, Originais
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Ciel Phantomhive, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Sebastian Michaelis, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Exibições 22
Palavras 941
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Magia, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - O Renascimento do Fruto Proibido


Fanfic / Fanfiction Supernatural - Capítulo 19 - O Renascimento do Fruto Proibido

 -Muito bem, andei pesquisando e descobri uma forma de trazer a Masaki de volta à vida, mas só pode ser feito por alguém que realmente a ame -Reiji disse e nós nos entreolhamos-

-E como é isso? -a ruivinha perguntou-

-A Masaki precisa ser transformada por alguém que a ame de uma forma verdadeira, só assim pra ela voltar à vida.

-Eu sei quem ama a Masaki mais do que tudo -Subaru comentou-

-E quem pode ser? -Laito perguntou confuso-

-O Kou, ele ama a Masaki mais do que todos nós juntos -respondeu-

-Nem pensar, o Kou não vai transformá-la, tem que ter outra forma. A Masaki é perfeita do jeito que é, ela não pode deixar de ser essa humana pura e inocente pra se tornar uma sanguessuga -dessa vez fui eu que disse-

-Ayato, se nós não fizermos isso, Masaki vai continuar morta do mesmo jeito, é a única forma de salvarmos ela -Reiji respondeu-

-Eu vou ligar pra ele -Subaru disse pegando o celular-

-Ayato -a ruiva colocou a mão no meu ombro- é pelo bem da Masaki -disse sorrindo-

-Espero que funcione -olhei pra Masaki deitada no sofá mais pálida que o normal-

POV's Kou.

-Alô? -falei assim que atendi o celular-

-Kou-kun, eu só liguei pra dizer que a Masaki morreu e que a única forma dela voltar à vida, é se alguém que a ame de verdade a transforme, e no momento você é a única opção -Subaru disse sem dar pausa-

-A M-Neko-chan morreu...eu já tô indo, não vou demorar -desliguei o celular e fui correndo pra lá-

Masaki, eu vou te salvar, custe o que custar.

POV's Masaki.

Ouvimos baterem na porta e Laito foi atender, logo depois o Kou entrou correndo e assim que me viu deitada no sofá, caiu de joelhos no chão.

-M-Neko-chan... -encostou a testa na minha- o que eu preciso fazer? -perguntou olhando pro Reiji-

-Você precisa transformá-la, mas depois que você fizer isso, ela nunca mais vai ser a mesma de antes -respondeu de braços cruzados-

-Vai doer? -perguntei pra Aimi-

-Sei lá, eu nunca fui mordida -respondeu-

-Eu vou fazer, pelo bem da Masaki, mesmo que isso signifique perder a Masaki doce e gentil por quem eu me apaixonei -senti ele enfiar os dentes no meu pescoço, só que ao invés de beber meu sangue, ele fez foi despejar um líquido no meu sangue, comecei a ser puxada pra dentro do meu corpo e minha alma foi selada dentro dele, senti o ar voltar aos meus pulmões, a ferida que havia se formado na minha cabeça se fechou, a única coisa que não mudou foi meu coração, porque agora ele estava parado, sem batimento nenhum, abri os olhos lentamente e me levantei- funcionou!! -ergui uma das sombrancelhas-

-Por que vocês estão me olhando com essa cara de mamão murcho? E o que foi que funcionou? Eu sinto como se eu tivesse dormido séculos -me espreguicei-

-M-Neko-chan, que bom vê-la novamente -Kou me abraçou-

-Tá, alguém pode me explicar porque tá todo mundo me olhando como se eu fosse uma assombração? -pedi de braços cruzados-

-Você não tá sentindo nada de diferente? Nadinha? -Kanato perguntou confuso-

-O que eu deveria estar sentindo? Fora essa sede desgraçada, eu estou me sentindo perfeitamente bem -respondi olhando pra eles-

-É uma longa história que depois eu digo, eu só estou feliz por poder abraçá-la novamente -Kou se sentou ao meu lado e me abraçou, o cheiro que saia do pescoço dele era tão bom, eu não podia me controlar, mas precisava-

-Agora que sou uma vampira, virei um recipiente inútil pra vocês, o que significa que vocês não podem mais beber meu sangue -me levantei e olhei pra Aimi- mas tem a minha querida irmãzinha, e o cheiro dela é deliciosamente maravilhoso -coloquei as mãos na cintura-

-O que você tá falando, Masaki? -levantei uma das sombrancelhas e andei na direção dela-

-Ela é perfeita pra vocês -segurei o braço dela com força e a empurrei pra cima deles- agora que eu tenho vida eterna, vou me divertir um pouco e vou atrás de homens idiotas que estejam dispostos a dar seu sangue pra mim -andei até a porta, mas aí senti alguém me puxar pra trás-

-O sol já subiu, Masaki! Não pode sair agora -Kou disse me segurando-

-Quer dizer que eu tenho que ficar aqui até a noite chegar? Que ridículo, eu tô com sede e quero ir atrás do meu próprio alimento, se bem que a tia Sora poderia mandar um petisquinho pra mim... -cruzei os braços-

-Tenho bolsas de sangue reserva na geladeira, eu vou pegar pra você -fui atrás dele-

-É tão estranho ser um vampiro, tipo: eu nunca mais vou poder tomar banho de sol... -comentei-

-Vampiros não precisam de sol, estamos muito bem nas trevas -respondeu pegando uma bolsa de sangue pra mim-

-Eu sei, só que...eu era muito acostumada a ficar no sol o dia inteiro, mas agora...é diferente, tem muitas coisas que eu não vou mais poder fazer -comentei parecendo estar triste- tipo, é ótimo estar viva mais uma vez, só que...o fato do meu coração não estar mais batendo, é estranho -respondi, ele me deu a bolsa de sangue eu comecei a beber- e beber sangue...agora é muito estranho, mas é bom... -dei outro gole-

-Vai se acostumar, é estranho no começo, mas depois passa -respondeu- pronta pro seu primeiro dia como vampira? -dei um sorriso de canto-

-Como nunca estive antes, afinal, eu sou uma vampira agora, e vampiros reinam -respondi de braços cruzados-

Que decisão infeliz, Reiji. Me trazer de volta à vida como uma vampira foi a pior das decisões que você tomou, afinal, eu sou tipo uma fruta podre, quando uma apodrece, apodrece todas as outras frutas também, agora eu sou o que chamam de "fruto proibido", uma vampira com desejo assassino.

Continua...

No próximo capítulo: "Akira".



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...