História Supernatural Love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Romance, Sobrenatural
Exibições 242
Palavras 2.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente leiam as notas finais por favor,é importante!!!!

Capítulo 7 - Trabalho e O que aconteceu aqui?


Fanfic / Fanfiction Supernatural Love - Capítulo 7 - Trabalho e O que aconteceu aqui?

 

 

Era umas 8 horas da noite e eu já tinha me arrumado e arrumado a casa para receber o Justin para fazermos o trabalho,eu tenho que confessar,eu estou muito nervosa,era dificil ficar  com ele na escola que tinha um monte de pessoas,imagina como vai ser dificil ficar com ele sozinha em casa?  

Meus pais sairam porque tiveram que ir resolver alguma coisa no trabalho e falaram que iriam demorar para chegar e não sei se isso me deixou mais nervosa ou animada por não ter eles aqui em casa e demorar para chegar,mas sinceramente o que demais irá acontecer? Só iremos fazer um trabalho de escola certo?  

 

(.........) 

 

Assim que eu terminei de arrumar meu cabelo eu escutei alguém tocar a campainha e senti meu coração ficar mais acelerado já sabendo quem seria,sai do quarto descendo as escadas e assim que parei na porta eu respirei fundo tentando me acalmar e então abri a porta vendo o Justin parado na minha frente.   

Ele estava simplismente perfeito,ele estava com uma regata azul e com uma calça preta que estava um pouco abaixada fazendo apareceu um pouco de sua cueca box preta,ele estava com um supra preto e assim parei de reparar na roupa dele,levantei meu olhar e assim que olhei para seu rosto vi que ele estava me encarando fixamente o que me fez ficar vermelha,seus labios estavam mais avermelhados do que os outros dias,seus olhos estavam mais mel do que o normal e seu cabelo perfeito,a luz da lua refletia em seu rosto que o deixava sem palavras. Estavam olhando pra ele parecendo uma idiota até que "acordo" com uma tosse forçada de ele dá e então eu pisco voltando ao normal e então ele fala:  

-Não vai me chamar para entrar não?-Ele pergunta colocando as mãos no bolço enquanto me olhava com um sorriso no rosto que me fez ficar vermelha. 

-Er...entra!-Falei dando passagem para ele entrar e assim ele fez. 

Assim que ele entrou na sala eu fechei a porta e me virei vendo ele caminhar para o meio da sala e então se virar pra mim. 

-Onde vamos fazer? 

-O que?-Perguntei confusa  

-Onde vamos fazer o trabalho? -Ele falou sorrindo como se tivesse percebido que eu tinha pensado em outra coisa e eu com certeza devo estar que nem um tomate. 

-Ha...vamos no meu quarto!-Falei e caminhai até a escada e olhei pra tras vendo ele me seguir e comecei a subir com ele atrás de mim.  

Durante o caminho até meu quarto,eu podia sentir seu olhar em mim e isso me fazia ficar vermelha sem ele estar me olhando e respirar fundo tentando me concentrar para não tropeçar e então assim que eu fazia isso eu ouvia sua risada baixa,mesmo não sabendo do que ele estava rindo a sua risada parecia estar me deixando mais nervosa do que eu já estava,assim que chegamos na porta do meu quarto eu abri a porta e fiz sinal para ele entrar e assim ele fez e se sentou na beirada da minha cama e então eu fechei a porta e fui me sentar também na beirada da cama mas um pouco longe dele para eu pelo menos tentar me concentrar no trabalho sem ficar reparando nele ou no cheiro do sue perfume mesmo não sabendo que iria dar certo já que o cheiro do seu perfume já estava por todo lado do meu quarto.   

-E então por onde quer começar?-Ele perguntou me olhando me fazendo olhar para sua boca percebendo ele passar a lingua nos labios. 

É.... vai ser uma longa noite! 

 

(..........) 

 

Decidimos que eu iria fazer a capa,introdução,sumuario e ele iria fazer o resto e quando eu disse faz o resto ele fez tudo Mesmo! Decidimos que iria fazer o trabalho sobre quimica orgânica e ele fez a história,falou sobre os compostos orgânicos,inorgânicos e de transição,caracteristicas do elemento carbono e  as propriedades do carbono.     

Durante tudo isso que ele estava fazendo eu fiquei só observando ele simplismente tudo o que ele fazia,até mesmo os movimentos dele,e eu acho que ele percebia isso já que as vezes eu o peguei sorrindo e balançando a cabeça como se pensasse em algo que me fazia ficar curiosa e querer perguntar sobre o que ele estava sorrindo mas mesmo assim não perguntei,não quero parecer chata e ficar perguntando o motivo de todas as vezes que ele sorri.   

 

(...........) 

 

Assim que ele acabou ele me ajudou a guardar as minhas coisas que eu tinha pegado para ajudar no trabalho e então descemos para a sala: 

-Você tem horas para ir embora?-Perguntei assim que me sentei ao lado dele depois de ter ligado a TV. 

-Não....mas vou se você quiser ir!-Ele falou me olhando fixamente. 

Sinceramente eu acho que ele sabia que eu não queria que ele fosse! 

-Não...quer dizer,pode ficar se quiser!-Falei e encostando no sofá vendo ele sorrir  

-Tudo bem!-Ele falou e olhou para frente. 

-Você quer tomar alguma coisa? Ou comer?-Perguntei depois de um tempo em silêncio e olhei pra ele vendo ele me olhando me fazendo ficar com vergonha e ele sorri. 

-Não....eu já comi!-Ele falou ainda me olhado e eu concordei com a cabeça. 

-Eu vou fazer alguma coisa para mim comer porque estou com um pouco de fome,se quiser pode ficar ai assistindo!-Falei me levantando e caminhei em direção da cozinha.  

-Ta bom!-Ouvi ele falar e entrei na cozinha colocando minhas mãos na pia e fechando os olhos respirando fundo. 

Eu não estava com fome,só queria sair de perto dele um pouco,ele me intimida de uma forma que eu não sei explicar,ele me provoca sem nem saber enquanto fica me olhando de uma forma que só ele sabe,suas palavras um pouco estranhas o deixavam com um ar misterioso que eu fico louca para descobrir o porque dele ser assim,simplismente tudo o que ele fazia me afetava de algum modo!  

Depois de um tempo pensando no que eu iria fazer eu resolvi fazer macarronada,mesmo o fato de eu não estar com fome eu ainda não comi nada então vou aproveitar pra fazer,depois de ter colocado o macarrão na panela eu estava cortando a cebola para fazer o molho até que escutei um barulho e quando eu virei para tras vi que o Justin estava encostado na parede me olhando com os braços cruzados e quando eu olhei pra ele ele sorriu me fazendo ficar vermelha.   

-Estava ai a muito tempo?-Perguntei largando a faca. 

-Faz um tempinho...quer ajuda?-Ele perguntou se aproximando. 

-Não precisa,eu posso fazer sozinha!-Falei balançando a cabeça e terminando de cortar a cebola e então senti ele encostar seu corpo no meu por trás e sua mão ficou em cima da minha que estava segurando a faca e eu me arrepiei com o contado da sua pele na minha ou até mesmo pelo seu corpo estar junto ao meu e então senti sua respiração em minha nuca me fazendo suspirar.  

-Pode deixar,eu faço!-Ele falou rouco e eu me segurei para não suspirar novamente e balance a cabeça largando a faca e saindo de perto dele me encostando na mesa o vendo pegar a faca e terminar de cortar a cebola e então colocar na panela. 

 

(.........) 

 

Depois de eu ter comido enquanto respondia as perguntas que ele me fazia e das piadas idiotas que ele me contava que me fazia rir dele em vez da piada eu estava lavando a louça enquanto ele enxugava e estavamos em um silêncio constrangedor entre a gente,eu não sei a parte dele,mas eu estava quieta pelo simples fato de não saber o que falar com ele,não queria falar nada que para ele podia ser uma coisa idiota e passar vergonha então eu apenas lavava as coisas e passava para ele sem o olhar,mas mesmo assim eu ainda podia sentir seu olhar em mim de vez em quando. 

Assim que terminamos ele me ajudou a guardas a louça no lugar depois de ter insistido para ele não fazer mais nada mas ele simplismente me ignorou e começou a guardar as coisas no lugar dela o que me deixou confusa já que eu não tinha falado para ele onde guardava as coisas no lugar. 

-Tudo bem,da proxima vez que tivermos um trabalho juntos eu vou na sua casa e eu que vou fazer as coisas!-Falei e ele me olhou sorrindo. 

-Então quer fazer mais trabalhos comigo?-Ele perguntou ainda me olhando daquele jeito me fazendo ficar envergonhada.  

-Não!-Falei rapidamente sem pensar e ele lambeu os labios e travou o maxilar,droga porque ele tinha que fazer isso?   

-Não?-Ele perguntou se aproximando de mim e eu senti as batidas do meu coração acelerar.  

-Quer dizer....quero mas....o que foi?-Perguntei vendo ele chegar mais perto de mim e então olhou pra minha boca e olhou pros meus olhos novamente. 

-Eu não aguento mais!-Ele falou e quando eu ia perguntar ele me beijou me pegando de surpresa. 

Assim que senti sus labios nos meus eu senti uma carga eletrica passar pelo meu corpo,senti ele agarrar minha cintura a apertando mais do que o necessario parecendo que estava se controlando e então senti sua lingua pedindo passagem que eu cedi rapidamente sem nem pensar duas vezes.  Ele desceu as mãos pela minhas pernas e então as segurou firme e me ergueu sem nenhuma dficuldade me fazendo entrelaçar minhas pernas em sua cintura e então senti ele caminhando para tras e então senti ele me sentando em algum lugar,mas com certeza era a mesa,ele tirou suas mãos da minha perna e começou a subir elas ate minha cintura a apertando forte enquanto me puxava para mais perto sem desgrudar seus labios dos meus,nossas linguas pareciam estar em uma batalha mas mesmo assim estavam em uma perfeita cincronia,ele subiu uma de sua mão para a minha nuca e eu coloquei meus braços em volta de seu pescoço.   

Não sabia de onde vinha tanto folego da parte dele que parecia nem sentir falta mas eu já estava começando a perder o meu folego e percebendo isso ele parou de me beijar e desceu os seus beijo para o meu pescoço e começar a dar uns chupões me fazendo morder o labio com força e senti suas mãos começarem a passar na minha costa parecendo querer juntar ainda mais nossos corpos,eu tirei meus braços de volta do seu pescoço e comecei a passar a mão por cima de sua regata sentindo seu corpo perfeitamente malhado e coloquei minhas mãos por dentro de sua regata começando a arranhar seu tanquinho sentindo ele respirar fundo e começar a chupar mais forte meu pescoço e eu não aguentei e gemi baixo mas mesmo assim parece que ele conseguiu ouvir já que senti ele sorrir em meu pescoço e então parou com os chupões no meu pescoço e voltou a me beijar.    

Depois de um tempo ainda o beijando,sentia que meu folego estava começando a acabar novamente mas mesmo assim eu não parei de o beijar,parecia que eu não me importava com mais nada e só queria o beijar,ele desceu suas mãos para minha bunda e vendo que eu não iria impedir ele apertou um pouco forte me fazendo desgrudar meus labios dos seus e gemer de novo,e mesmo estando de olhos fechados com certeza ele está sorrindo com isso. 

Quando eu abri meus olhos,vi que ele estava olhando fixamente para mim,seus olhos não estavam mais cor de mel como antes e sim preto o que me fez ficar confusa mas não perguntei nada apenas desci meus olhos para seus labios o vendo que estavam parecendo inchados e com certeza os meus labios não estavam muito diferente e então o vi sorrir e quando ele iria se aproximar para me beijar novamente ouvimos a porta da sala sendo aberta e eu ouvi a voz da minha mãe: 

-Filha,chegamos!-Ouvi minha mãe falar e escutei passos vindo para a cozinha e eu olhei para o Justin que só me olhava ainda com os olhos pretos que estava começando a me assustar com aquele sorriso no rosto.  

Não sei se é coisa minha mas estava começando a ficar assutada de verdade com a cor dos seus olhos,eles era um mel e tem vez que parecia estar mais claros ainda e agora estavam pretos intensos e aquele sorriso não me ajudava a me acalmar!!! 

Empurrei o Justin para um pouco longe de mim e desci da mesa ainda olhando para ele com os olhos pretos mas agora sem o sorriso e assim que olhei para a porta da cozinha vi minha mãe entrando na cozinha.  

-Oi filha! 

-Oi mãe!-Falei olhando para ela rapidamente e voltei a olhar para o Justin. 

-Justin? O que está fazendo aqui?-Minha mãe perguntou confusa olhando pro Justin que estava de costas para ela ainda olhando para mim parecendo paralisado mas quando eu pensei que ele não iria responder ele fala:   

-É que eu e sua filha tinhamos um trabalho e resolvemos fazer hoje,mas não se preocupe que eu já estou de saida!-Ele falou me olhando os olhos e então olhou pra minha mãe que assentiu e então ele se virou e começou a andar para fora da cozinha mas antes de sair ele se virou e me olhou.   

-Obrigada Barbara!-Ele falou e piscou o olho que ainda estavam pretos me fazendo respirar fundo e então ele saiu. 

Assim que escutei a porta da sala sendo fechada eu olhei para minha mãe que estava pegando alguma coisa na geladeira,graças a Deus ele não desconfiou de nada,mas tudo o que se passava pela minha cabeça era o beijo e os olhos do Justin que tinha mudado de cor de uma hora pra outra,e eu acho que devo perguntar....O que é que aconteceu aqui?   

Continua....


Notas Finais


Gente eu sei que vocês devem estar bravos comigo por não ter postado mais capitulos durante alguns dias,mas eu não estou tendo muito tempo para postar,e alem dessa fanfic eu tenho mais duas e eu também não estou postando capitulos durante alguns dias nessas fanfics por falta de tempo mas espero que vocês me entendem e espero que tenham gostado do capitulo,e me desculpem por qualquer erro!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...