História Supernatural viaja para The Walking Dead - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural, The Walking Dead
Personagens Aaron, Abaddon, Abraham Ford, Andrea, Balthazar, Bela Talbot, Beth Greene, Bob Stookey, Bobby Singer, Carl Grimes, Carol Peletier, Castiel, Crowley, Dale Horvath, Daryl Dixon, Dean Winchester, Enid, Eugene Porter, Gabriel, Gabriel Stokes, Gadreel, Gareth, Glenn Rhee, Hershel Greene, Jessie Anderson, Jody Mills, John Winchester, Lizzie Samuels, Lori Grimes, Lúcifer, Maggie Greene, Merle Dixon, Michonne, Mika Samuels, Morgan Jones, Negan, O Governador, Paul "Jesus" Monroe, Pete Anderson, Rick Grimes, Ron Anderson, Rosita Espinosa, Rowena MacLeod, Ruby, Sam Anderson, Sam Winchester, Sasha, Shane Walsh, Sophia Peletier, Tara Chambler, Tyreese
Tags Daryl Dixon, Dean Winchester, Supernatural, The Walking Dead
Visualizações 14
Palavras 1.782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Para quem ler a estória eu peço desculpas pelo atraso! Eu ando muito ocupada.

Capítulo 2 - Morte no Lago


Fanfic / Fanfiction Supernatural viaja para The Walking Dead - Capítulo 2 - Morte no Lago

Sam e Dean chegaram a Wisconsin no amanhecer, para poder investigar sobre o suposto suicídio.

- Chegamos na cidade. - disse Dean.

- Prcisamos ficar hospedados perto do Lago Manitoc. - disse Sam.

- E você sabe se tem algum lugar perto desse lago? - perguntou Dean.

- Sim, tem uma pousada. - disse Sam.

- Qual o nome dela?

- Pousada Lynnwood.

- Foi nesse lago que teve o suposto suicídio? - perguntou Dean.

- Sim.

Sam e Dean chegaram na pousada, Dean estacionou o seu carro, eles pegaram a chave do quarto, deixaram as coisas lá e voltaram para o carro.

- Aonde vamos? - perguntou Dean.

- Nós vamos a uma delegacia aqui perto, eu acho que é a duas quadras daqui. - respondeu Sam.

Eles chegaram na delegacia, estacionaram o carro e entraram.

- Oi, bom dia! - disse Dean.

- Bom dia! - respondeu uma mulher.

- Gostaríamos de falar com o responsável pela cidade. - disse Sam.

- Quem são vocês? - perguntou a mulher.

- Nós somos os agentes Ford e Hamillton, somos da Sociedade Protetora dos Animais. - respondeu Dean.

- E gostaríamos de saber melhor sobre os afogamentos no Lago Manitoc. - continuou Sam.

- Podem me acompanhar. - disse a mulher.

Ela os levou até uma sala.

- Pai... Esses aqui são os agentes da Sociedade Protetora dos Animais, eles querem conversar com o senhor.

- OK.

- Bom dia, eu sou o agente Hamillton e esse é o agente Ford. - disse Sam.

- Podem se sentar, o quê querem saber? - perguntou.

- Então xerife, queriamos saber se nesse lago tem algum animal perigoso. - disse Sam.

- Não... Não tem nenhum animal perigoso. - respondeu o xerife.

- O senhor sabe quem morreu? - Perguntou Dean.

- Sim, eu a conhecia. O nome dela era Sophie Carlton, ela tinha 20 anos. Se quiserem saber mais sobre o lago ou sobre ela, vão ter que ir falar com o pai e o irmão dela. - disse o xerife.

- E onde eles... - Sam estava perguntando quando a filha do xerife entrou na sala o interrompendo.

- Pai, vou levar o Luke para casa, o meu expediente acabou.

- Oi garoto, qual o seu nome? - perguntou Dean.

- Ah me desculpe, ele parou de conversar desde que ele viu o pai se afogando. - disse com olhar de tristeza.

- Você... Qual o seu nome? - perguntou Dean.

- Andrea.

- Andrea minha filha, você poderia levá-los até a casa dos Carlton?

- Claro, mas e o Luke?

- Pode deixar que eu levo ele para casa.

- Tudo bem.

Sam e Dean seguiram Andrea até o lugar, no caminho Dean foi conversando com ela.

- Seu filho parece ser legal. - disse Dean.

Sam o cutucou e sussurrou "Sério isso". Dean fez uma cara estranha e eles chegaram até o lugar.

- Pronto, aí está a casa. Não vou poder ficar aqui com vocês. - disse Andrea.

- Tudo bem, não precisa. - disse Sam.

- Boa sorte, e agente Ford ver se arruma uma cantada melhor.

Sam começou a rir e Dean ficou sem graça.

- Pare de rir Sammy. - disse Dean irritado.

- Mas desde quando você gosta de crianças?

- Eu gosto ok.

- Me diga duas que você conhece.

Dean ficou pensando e não se lembrava de nenhuma.

- Viu. - disse Sam.

- Eu estava pensando.

Eles bateram na porta da casa dos Carlton. Um garoto os atendeu.

- Bom dia, nós somos os agentes Ford e Hamillton da Sociedade Protetora dos Animais. - disse Dean.

- Queríamos ver o lago. - disse Sam.

- Ah sim, claro. Vamos lá!

Eles chegaram ao lago e meio afastado estava sentado o pai da garota.

- Qual o seu nome? - perguntou Dean.

- William Carlton.

- Olha William, nós queríamos saber se alguma coisa, tipo um animal possa ter a puxado para o fundo, você escutou algum barulho no momento da morte dela? - perguntou Sam.

- Não, ela estava a 90 metros da margem, ela era nadadora da universidade. Nesse lago não tem animais. - disse William.

- Você se importa se conversarmos com o seu pai? - perguntou Sam.

- Ah, ele não está muito bem, se é que me entendem.

- Ah, claro! Então obrigado William. - disse Sam.

Eles voltaram para a pousada e Sam foi pesquisar mais sobre o lago enquanto Dean foi comprar comida.

[...]

Dean voltou com a comida.

- Você demorou. - disse Sam.

- A fila estava grande.

- Acho que devemos fazer umas perguntas para a Andrea. - disse Sam.

- Por quê? - perguntou Dean.

- O marido dela morreu neste lago, acho que talvez ela saiba alguma coisa. - respondeu Sam como se fosse óbvio ela saber de alguma coisa.

- Você achou alguma coisa? - perguntou Dean

- Não. Por isso quero ir falar com a Andrea.

- OK, nós vamos.

Eles terminaram de comer e foram até um parque, lá eles por coincidência encontraram Andrea e Luke.

- Oi. - disse Sam.

- Oi. - respondeu Andrea.

- Vou lá falar com o Luke. - disse Dean.

Dean foi até Luke que estava desenhando em uma mesa totalmente isolado das outras crianças.

- Oi Luke. - disse Dean.

O garoto continuou desenhando como se Dean não estivesse ali.

- Olha, você desenha muito bem. Posso desenhar com você? Mas eu não sou muito bom. Caramba, você tem aqueles soldadinhos, adorava brincar com isso quando era da sua idade.

Enquanto Dean tentava fazer Luke falar, Sam conversava com Andrea.

- Vocês não são agentes da Sociedade Protetora dos Animais. - disse Andrea.

- Não somos, eu sou Sam e aquele é meu irmão Dean. Esses são os nossos nomes verdadeiros.

- Vocês são o quê? - perguntou Andrea.

- Nosso trabalho é meio diferente, mas isso não vem ao caso. Preciso que você responda todas as minhas perguntas. - disse Sam sério.

- Como o seu marido se afogou?

- Eu não sei, ele estava nadando com o Luke e de repente ele começou a se afundar e não voltou mais para a superfície.

- Ele era parente de alguém da família Carlton?

- Sim, ele era sobrinho do Benjamin, o pai da Sophie e William.

- Oi, vejo que você conheceu meu irmão nerd. - disse Dean interrompendo a conversa.

Sam revirou os olhos com o comentário do Dean.

- Não consegui fazer o garoto falar. - disse Dean.

Conversa vai, conversa vem, até que Luke chega até Dean e o intrega um desenho.

- Obrigado! - agradeceu Dean.

Andrea se despede dos meninos e vai ficar com o filho.

- Dean, vamos a delegacia. - disse Sam.

- De novo?

- Sim, preciso falar com o xerife.

Eles foram até a delegacia, chegando lá.

- Vocês não são da Sociedade Protetora dos Animais. - disse o xerife com raiva.

- Nós sabemos, mas isso não interessa estamos aqui para ajudar. - disse Dean.

- Estou com muito trabalho a fazer o filho de Benjamin Carlton morreu, não tenho tempo para suas perguntas idiotas.

- O quê? Como ele morreu? - perguntou Sam assustado.

- O corpo dele foi encontrado com a cabeça dentro da pia da cozinha.

- A água é a mesma do lago? - perguntou Sam.

- Sim, mas agora se não se importarem preciso que vão embora. - disse o xerife.

Sam e Dean foram embora e voltaram para a pousada.

Sam começou a pesquisar mais.

[...]

- Agora achou alguma coisa? - perguntou Dean.

- Sim. 3 corpos foram encontrados a 35 anos atrás. Um estava na banheira e os outros dois na piscina de casa. Parece que a água do lago é amaldiçoada. Chris, a vítima de maio também morreu com alguma ligação com a água do lago. E eu acho que este desenho que o Luke te deu, existe esse lugar. Devemos ir.

-OK

No caminho

- Você acha que tipo o monstro do Lago Ness? - perguntou Dean.

- Não, é o espírito vingativo de Pete Swee, morto a 35 anos atrás. Ele era conhecido do xerife Jake e do Benjamin Carlton. Parece que eles fizeram alguma coisa com ele e agora o espírito dele voltou para se vingar deles matando as pessoas que eles amam.

Eles chegaram na casa amarela perto da igreja, do desenho de Luke. Eles bateram na porta e Luke os atendeu, ele estava desesperado. Tinha água descendo pelas escadas, a água vinha do banheiro. Eles arrombaram a porta e viram Andrea se afogando na banheira, Sam a puxou e conseguiu salvá-la.

Depois desse susto eles foram para a sala conversar.

- Andrea me conta tudo o que aconteceu. - disse Sam.

- Eu estava relaxando na banheira quando a água começou a ficar escura e eu ouvi vozes.

- O que as vozes diziam? - perguntou Sam novamente.

- Elas diziam: "Quer brincar comigo?". Foi assustador, eu tentei sair da banheira mas, alguma coisa puxou a minha perna.

Nessa hora o xerife entrou correndo em casa.

- Aconteceu alguma coisa pai? - perguntou Andrea.

- Eu amo você e Luke.

Foi a única coisa que ele disse e saiu de casa com uma pá.

- Xerife o que o senhor vai fazer? - Dean saiu correndo atrás dele. Sam e Andrea foi atrás também.

Luke foi se esconder do jeito que a mãe o pediu.

- Pai, pode me contar o que está acontecendo. - disse Andrea assustada.

- Andrea, tudo isso que está acontecendo é culpa minha. - disse o Xerife.

- O quê? Como assim? Por quê?

- Eu e Benjamin Carlton éramos melhores amigos de Pete Swee. Um dia voltamos da escola e fomos direto para o lago, lá eu e Benjamin decidimos fazer uma pegadinha com Pete. Pegamos a cabeça dele e ficamos segurando dentro da água por 2 minutos, mas quando levantamos a cabeça dele de volta ele estava morto, mas eu juro que foi sem querer. Entramos em desespero e jogamos o corpo dele no lago e enterramos a bicicleta.

- Vamos botar fogo nessa bicicleta.

Sam ateou fogo na bicicleta. Quando de repente eles viram Luke brincando no lago, todos saíram correndo. Uma mão puxou Luke para dentro do lago, Sam e Dean pularam para salvá-lo.

- Eu vou entrar. - disse Andrea.

- Não Andrea, é muito perigoso. Nós vamos achá-lo. - disse Sam.

Continuaram procurando e não estavam achando Luke.

- Ele me quer, eu te amo Andrea. - disse o xerife entrando na água.

- Pai não. - disse Andrea chorando.

O xerife ignorou e entrou no lago, o espírito de Pete Swee o puxou para dentro do lago e logo em seguida Dean voltou para a superfície com Luke.

[...]

No outro dia de manhã.

Sam e Dean já estavam preparados para irem embora, quando Andrea e Luke chegaram com uma torta de maçã entregando a Dean.

- Eu agradeço muito a você e Dean. - disse Andrea a Sam.

- Tudo bem, estamos aqui para ajudar. Eu sinto muito pelo seu pai. - disse Sam.

Eles foram até Dean e Luke.

- Aí Luke, cuide da sua mãe. - disse Dean.

- Pode deixar. - respondeu Luke.

- Agora diz o que você vai ouvir.

- Led Zeppelin. - disse Luke animado.

- Isso aí. - disse Dean sorrindo.

- Obrigada Dean! - disse Andrea logo em seguida lhe dando um beijo.

Dean ficou confuso. Eles terminaram de se despedir e Sam e Dean foram dirigindo estrada á fora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...