História Superstar


Escrita por: ~


Sinopse:
Frank é um homem extraordinário, dotado de intensa personalidade positiva, vive a cada dia da melhor maneira possível, com bom humor e uma inteligência singular, superando a própria realidade de seu país assolado por guerras civis, escassez e leis rígidas. Músico por dom natural; Marido de Cindy; Pai de Monica, Amanda e Richard. Amante de Gerard, músico e escritor, casado com Sybbyl e pai de Muriel. Sua vida possui duas identidades. Frank vive no Paraíso e Inferno ao mesmo tempo, sob uma ameaça aterrorizante pairando sobre sua cabeça e de Gerard, ambos afundados no caos. Uma recente decisão séria em relação à sua carreira musical, intimamente ligada à sua vida pessoal, e uma nova jornada estava bastante obscura; seu avô, grande influência e amor profundo, estava doente; o próprio Frank estava doente, mas fugia do diagnóstico definitivo e para finalizar, não aguentava mais o status da relação que mantinha com o verdadeiro amor de sua vida, Gerard. Após uma fase de intenso declínio e muita tristeza, reflexão, noites mal dormidas, numa noite tomou "o cálice da coragem" e decidiu o que ia fazer. Escreveu uma longa carta para Gerard e pretendia encontrá-lo no dia seguinte e, desta forma, dar o novo rumo que ele julgava ser o certo em sua vida, na verdade, na vida de ambos. Não aguentava mais estar nas sombras. O que Frank jamais poderia prever é o que aconteceria horas depois de sua simples atitude de escrever a carta para Gerard. Algo que mudaria sua vida, a de Gerard e todos ao seu redor.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias My Chemical Romance
Personagens Frank Iero, Gerard Way, Personagens Originais, Ray Toro
Tags Frerard, My Chemical Romance, Romance
Exibições 74
Comentários 3
Palavras 27.822
Terminada Sim

Fanfic / Fanfiction Superstar
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Capítulo 01 - Um Fim Ou Um Novo Começo?
1
21
3.182
 
2.
Capítulo 02 - Não!
0
9
2.857
 
3.
Capítulo 03 - Livre Arbítrio
0
7
2.886
 
4.
Capítulo 04 - Canção Deserta
0
8
2.977
 
5.
Capítulo 05 - Minha Sinfonia
1
11
6.211
 
6.
Capítulo 06 - O Lugar Mais Seguro
0
8
5.743
 
7.
Epílogo - Você e Eu
1
10
3.966

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~HolySwag
Capítulo 7 - Epílogo - Você e Eu
Usuário: ~HolySwag
Usuário
Olá, autora! Como está? Espero que bem 😊
Bom, apenas resolvi comentar nesse capítulo pq.... Não sei kk mas cá estou. Admito que "devorei" essa fanfic. Achei hoje e terminei hoje, de tanto que essa estória me prendeu. Tua ideia foi espetacular, sério! Já li várias fanfics, mas você me surpreendeu com essa ideia de escrever com um dos personagens já morrendo logo de cara. Juro que, no início, fiquei meio "mas como assim???? Mal chegou e já morreu??", mas guardei os comentários mentais pra concluí-los depois e, olha, tenho que te parabenizar. O enredo foi lindo! Esse amor que prossegue até depois da morte é tão clichê, mas eu tive um prazer tão enorme em ver isso nessa estória. Me doeu tanto aquele Gerard sofrendo, perdendo um pedaço enorme de si, ai que dor!!! Eu consegui sentir cada pedaço desse sofrimento do Gee. Quando ele vai a igreja, totalmente acabado... senhooor, que dor só de lembrar!!! Aliás, gostei muito desse Deus descontraidíssimo, bem do jeito que imagino. Sua descrição das "fases" que ele passou foram tão incríveis, até a revolta do Frank na segunda fase, com a dona morte (aliás, amei que cê colocou a morte como mulher <3), foi palpável. Esse Ray maravilhoso, sendo um amorzinho sempre!!
Enfim, você é bem objetiva, né? Foi totalmente direta a história toda e não se prolongou tanto. Acho que esse foi um detalhe que eu, particularmente, não gostei tanto... Mas eu me prendi a essa estória e estou muito feliz com esse final clichê maravilhoso!
Espero ler mais fanfics suas. E perdão pelo comentário enorme. Sou péssima pra escrita, mas ótima pra comentários gigantes kkkk
Um xero 😘
Até a próxima 💙