História Surliendy - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Fantasia, Romance
Exibições 6
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


yooo
no cap anterior me falaram que a historia ficou um pouco confuso. Então vou esclarecer um pouco: orion é uma coruja!
Iris e Diana são irmãs. Vitor ia se casar com a Iris porem ele se apaixonou por Diana, e ela ficou gravida da Sophia
No conselho de Surliendy essa traição foi a mais desprezível, então falou para Sophia morar coma sra. Iris e fingir que elas são mãe e filha. Vitor e Diana se tornaram reis de Surliendy, eles não podiam visitar ela e nem dizer que ela era a filha deles. Isso tudo até que o reino do Benhur quis governar (atacar) Surliendy, o conselho implorou por uma aliança entre os dois reinos e isso deu nesse casamento.....

Capítulo 3 - Baile de aniversário


Fanfic / Fanfiction Surliendy - Capítulo 3 - Baile de aniversário

                                                                             (leia as notas do autor)                                                                                           

--orion! orion!-- chamei pela minha coruja-- esqueci de abri a janela de novo

orion tinha a mania de sair a noite para caçar e eu tenho a mania de fechar a janela de noite ¬.¬

vou correndo abri a janela e gritei Orion, e ele vem voando com se fosse um raio e pousou em minha cama

--desculpa, eu esqueci de deixar a janela aberta de novo-- falei acariciando suas penas macias-- hoje eu descobri que nó vamos nos mudar, eu não acho que vai ser tão ruim, o Benhur é até legal e muito bonito

--cuidado com o que você diz-- me viro rapidamente e me dou de cara com benhur-- você sabe que eu vou só me casar com você para poder te engravida e depois te descarta, né?

o que? como assim? ele só vai me usar....?

--coitada, você não sabia?-- ele dá uma risada-- eu tentei fazer você desistir com aquele beijo, mas o meu charme enlouquece as mulheres 

não....NÃO!! eu não quero ser um objeto para me usarem e me descartarem 

Benhur me joga na cama e começa abrir meu vestido

--eu vou quer muito mais do que você pode me dar-- ele sussurra  em meu ouvido direito me fazendo arrepiar 

Orion começa a atacar Benhur como se sentisse que eu estava desconfortável, como se soubesse que eu não estava gostando

 Benhur sai de cima de mim e começa a esbarrar nos moveis tentando tirar a minha coruja  do seu rosto arranhado 

--CORUJA MALDITA!-- ele joga Orion contra a parede e sai do quarto dizendo vários palavões 

sem pensar duas vezes eu fui em direção a Orion que estava machucado 

--desculpe Orion! tenho certeza que ele não queria te machucar-- Orion me olha como se estivesse indignado com o meu ato-- ok, talvez fosse por querer.... você esta certo, talvez eu esteja... 

--cega? tome cuidado soph, as pessoas do reino dele é mais cruel do que um pessoa pura como você pensa-- fala sra. Iris encostada na porta me observando-- Sebastian era como ele só que pior

--o que eu faço?? Orion quebrou a asa!!-- eu falo desesperada quase chorando

ela se aproxima e começa a analisar a coruja

--primeiramente ele não quebrou só a asa, parece que quando ele bateu na parede ele bateu a cabeça com muita força. você pode usar magia de cura-- ela coloca a mão sobre a minha-- se concentre e pense nele se curando

eu faço o que ela me pediu, porem não aconteceu nada

--não aconteceu nada!--eu disse com melancolia 

Orion começa a se contorce de dor e eu começo a chorar

--desta vez eu irei o feitiço, se demorar ele ira sofrer demais-- eu retiro as minhas mãos de cima da coruja e ela coloca, e saindo um tipo de luz verde de suas mãos-- você precisa estudar mais-- concordei com a cabeça

Orion se levanta e começa a voar pelo quarto alegremente

sequei minhas lagrimas e sorri para a coruja feliz  

--Sra. Iris, a quanto tempo a senhora estava me observando?--perguntei

--desde que o Benhur saiu do quarto-- respondeu me encarando--na verdade eu vim para te falar alguma, porem eu não me lembro

--é sobre o meu casamento?

--oh sim! aparentemente você ira viajar está noite.....-- Iris falou

senti um clima tenso entre nós

(....)

A Sra. Iris me ajudou a arrumar minhas cinco malas de roupas e minha mala extra para meus livros de estudos da magia, de literatura (romance, contos, etc..) e meu diário. Quando acabamos eu estava muito cansada, então me deitei na cama e dormi profundamente.

(....)

eu acordei com o barulho das empregadas correndo de um lado pro outro.

Sebastian abre a porta sem bater e diz:

--Vamos rápido! você está muito atrasada-- fala ele puxando as coberta de cima de mim-- o conselho, seus sogros e alguns nobres estão te esperando

Me levantei e fui a a janela para ver se já estava noite e ESTAVA!

Fui correndo tomar um banho e escolhi em vestido azul escuro comprido cheio de detalhes azul charo de manga curta, uma meia-calça branca, sapato preto (tipo boneca), um par de luvas que vai até o cotovelo e por fim um laço azul no cabelo 

Sebastian arrumou meu cabelo as pressas 

--Soph, o conselho está contando para as pessoas sobre você ser a princesa e seu casamento, por favor aja com maturidade-- diz Sebastian abrindo uma caixa empoeirada 

--o que tem aí?-- perguntei curiosa

--sua coroa, princesa Sophia-- ela coloca uma coroa cheia de minusculas pedrinhas de diamante  em minha cabeça e curva.-- vamos, não devemos nos atrasar mais

ele agarra minha mão e me puxa para o salão principal

-- Princesa Sophia Margareth Luzerth-- um homem anunciou a minha chegada (é o trabalho dele)

Todos olharam em minha direção e se curvaram 

--desça-- sussurrou sebastian 

Obedeci e puxei um para cima o meu vestido que estava arrastando no chão e me atrapalhando na hora de descer as escadas

fiquei MUITO MUITO desconfortável com as pessoas me olhando e falando de mim

(.........)

depois de um tempo várias pessoas vieram conversa comigo dizendo como; "deve ter sido dificil para uma garotinha viver sem os pais", "coitadinha, tão nova e já ter esse tipo responsabilidade", "como ela é corajosa, nem morta eu ia me casar com aquele selvagem pervertido", Etc...

Finalmente todos foram embora, e eu já estava colocando minhas malas na carruagem junto com a mini-casinha do Orion

Eu, Iris, Sebastian  e os meus outros empregados que basicamente me criaram choramos na hora da despedida

foi muito doloroso, imagine você ir para bem longe das pessoas que te amam para um reino cheio de guerra e violência com pessoas que você nunca viu na vida, bem, esse é o meu caso

eu não tinha visto Benhur desdo "acidente" com o Orion, imagino se ele está bem

Entro em outra carruagem junto com Orion em meu ombro 

--tire essa coruja maldita de perto de mim-- vejo Benhur sentado

--Orion só vai te atacar e você nos atacar-- digo em um tom frio com ele

--para de TPM, espera! você é bebezinha demais para ter TPM--  ele diz rindo, mas ele da um pulo quando Orion abre as asas preste a ataca-lo, porem eu seguro ele e o coloco em meu colo

--e você é muito mais bebezinho para ter medo de uma coruja "inofensiva"-- eu falo acariciando as penas de Orion-- vai ser uma longa viagem 


Notas Finais


eu tive preguiça de revisar o cap, então foi mal se tiver algum erro e etc
minhas ferias estão chegando e mais cap's também *^*
espero que tenham gostado^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...