História Surprise - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Henrique Fogaça, Paola Carosella
Tags Farosella
Exibições 197
Palavras 1.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoas lindassss como vão? Preparadas para a reação do Fogaça, falando em reação, bom n tem nada a ver com reação, mas eu lembrei vocês estão assistindo o masterchef pro. Okay pergunta besta, no caso vocês estão certos? Pq caso não trate de ver no youtube alguma coisa pq nossa estão tão fofinhosssssss meu otp, pq estou falando isso? Nada de mais só queria deixar registrado que a temporada mal começou e já amo pakas, agora voltando ao que interessa... Bom capítulo!

Capítulo 7 - Happiness


Estagnado. Exatamente assim ficou Fogaça ficou ao ouvir aquela frase pensou estar sonhando e esperava acordar a qualquer momento.

- Henrique eu irei entender se você quiser manter distância, ou se ficar bravo... - No entanto a voz a apressada de Paola o fez acordar para a realidade, ela estava ali de verdade, ele não estava sonhando.

- Então você está grávida e é meu, Eu irei ser pai novamente? - Paola tinha certeza que via os olhos deles brilharem enquanto falava, ele parecia em um estado de contemplação tão grande que ela não pode deixar de sorrir.

- Sim, você irá ser pai novamente - Paola não fazia a menor ideia do porque sentia lágrimas rolando sobre o seu rosto, mas lá estavam elas novamente.

Henrique a encarou apenas por mais meio segundo antes de não resistir e a puxar para um beijo, levando imediatamente uma de suas mão até a barriga quase imperceptível de Paola, com a outra puxou a nuca da argentina sentindo os lábios macios dela contra os deles, ele sabia que estava com saudades dela, mas não sabia que era tamanha até aquele momento.

Paola podia sentir todo o seu corpo se arrepiar apenas por sentir a mão dele tão carinhosamente passar por sua barriga, ela estava quase entregue a aquele momento, era algo mágico e perturbador ao mesmo tempo, ela sentia aquele carinho transbordando dele, mas sabia também que ainda era cedo de mais.

Se fazendo o ar necessário eles se separaram, mas ainda mantinham as testas coladas, Paola abriu os olhos ela sabia o que tinha que fazer e precisava fazê-lo olhando nos olhos extremamente escuros dos homem a sua frente.

- Jason foi embora hoje, ainda está muito cedo - Mesmo não dizendo mais nada Fogaça sabia o que aquela frase queria dizer, se fosse em outros momentos não iria gostar nada de ouvir aquilo, mas estava tão absorvido naquela atmosfera, naquela sensação tão gostosa que não ligou, ele tinha com ele que mais cedo ou mais tarde ele a convenceria a parar de resistir.

- Janta comigo hoje? - Fogaça perguntou, escolhendo ignorar o que Paola tinha acabado de dizer que suspirou se separando dele.

- Eu não estou pronta para um novo relacionamento agora, por favor não insista - Paola respondeu o fitando ao mesmo tempo que sentia toda aquela bolha instaurada entre eles sumir.

- Eu não te pedi em namoro senhorita Carosella, é só um jantar eu estou feliz e nada melhor que um jantar em comemoração - Fogaça replicou sorrindo do desespero dela em deixar claro que não queria nada agora com ele, Paola revirou os olhos ela sabia o que ele estava fazendo.

­- Só um jantar? - Perguntou com uma sobrancelha arqueada um tanto quanto desconfiada.

- Só um jantar - Afirmou  em resposta.

Paola assentiu concordando além dela estar faminta, precisava por mais algum tempo se distrair, depois do dia que tivera se surpreendia por ainda estar de pé.

O jantar se seguiu tranquilamente e Paola respondeu pacientemente todas as milhões de perguntas que ele havia feito a respeito do bebe, na realidade ela estava achando adorável todas as infinitas perguntas dele, ele realmente estava animado.

...

Já na sala a argentina saboreava com vigor a sobremesa feita por Fogaça, ele que por sua vez já havia admirado ela se deliciando no jantar e agora ali do seu lado tão concentrada em aproveitar tudo o que podia e simplesmente não ligando para o filme que passava na televisão era algo que definitivamente ele queria guardar em sua memória.

- O que foi? - Perguntou notando o olhar dele sobre ela.

- Nada - Replicou sorrindo, céus ele parecia um bobo alegre devido a sua felicidade.

Paola estava estava surpresa, não esperava aquele tipo de reação vinda dele, contando com a sua experiência de mais cedo com Jason, percebeu que não conhecia as pessoas com quem vivia o tanto quanto imaginava.

Jason. Pensar novamente nele a fez se lembrar de algo, seu livro o motivo pelo qual o conheceu em primeiro lugar, um dos principais e mais gratificantes trabalhos de sua vida estava finalmente virando realidade e ele era um dos principais responsáveis por aquilo, nos próximos dias o veria mais do que nunca ou pelo menos esperava, de repente o medo que talvez ele fizesse alguma coisa para dificultar aquela realização bateu em sua mente.

Ela sabia que ele não era aquele tipo de pessoa, mas depois do que fizera com ele não poderia o culpar, serias as consequências de seus atos e nada poderia fazer contra tais consequências.

- Chamando Paola para o planeta terra - A voz rouca de Fogaça a despertou, a argentina sorriu minimamente enquanto encarava a colher de sua sobremesa agora terminada.

Paola bocejou repentinamente sentindo todo o cansaço do dia.

- O que você disse? - Perguntou enfim o encarando.

- Você não está prestando atenção no filme, não adianta eu repetir - Respondeu dando de ombros, Paola assentiu olhando para a televisão ele tinha razão não fazia a menor ideia do que o filme se tratava.

- Acho que chegou a minha hora - Disse esticando os braços para cima numa falha tentativa para despertar.

- Você está muito cansada para dirigir agora, dorme aqui eu sei que se a Francesca tivesse esperando por você, tu não estaria aqui em primeiro lugar - Fogaça disse, já eliminando qualquer desculpa que ela poderia dar.

- Tudo bien, mas eu irei dormir sozinha - Paola frisou a palavra sozinha o fazendo revirar os olhos, ela realmente estava cansada, mal conseguia manter os olhos abertos.

- O que você precisar senhorita, o importante é você descansar já que você o faz por dois - Replicou não contendo o sorriso que brotou em seus lábios, Paola definitivamente não se acostumaria tão cedo com aquela versão tão feliz de Fogaça.

- Boa noite Henrique, e obrigada por entender - Paola se levantou indo em direção ao quarto de Fogaça ela sabia o caminho bem mais do que gostaria de admitir.

Já no quarto tirou sua calça, blusa e o casaco e colocou uma das inúmeras camisetas de banda que ele continha, estava surpresa por ele não vir atrás de si, sorriu com o pensamento dele respeitando o pedido dela, deitou na enorme cama se sentindo muito mais leve do que poderia contar, não demorou muito até a inconsciência a levar.

...

O celular tocou fazendo uma melodia alta se espalhar por todo o quarto e consequentemente acordar Paola, ao tempo que tomou coragem para atender já era tarde e o celular já havia parado de tocar se for importante liga de novo pensou a argentina enquanto encarava o teto, se perguntando se ainda não era muito cedo para alguém já estar ligando.

Estava sozinha o que de certa forma a surpreendeu esperava que Fogaça estivesse ali, ela tinha plena certeza que o avisou para não aparecer, no entanto ele nunca fazia o que ela pedia e era estranho ele estar fazendo agora.

Levantou os braços bocejando longamente era hora de levantar, seguiu até o banheiro lavou o rosto e como ela sabia que Fogaça sempre tinha escovas de dentes embaladas em sua gaveta da pia, abriu uma para ela, nunca entendia essa mania dele, mas sempre era útil tinha que admitir.

Feita sua higiene matinal foi em direção a cozinha de onde ouvia os barulhos de algo sendo preparado.

- Você só pode estar me provocando - Assim que Fogaça a viu disse pasmo não tirando os olhos das pernas de Paola que por ainda estar apenas com a blusa dele estavam a mostra, a argentina riu do olhar dele não era a intenção dela, mas era engraçado de ver a reação que ele estava tendo - Não é engraçado - Tirando os olhos das pernas dela e voltando para o fogão Fogaça resmungou só a fazendo rir mais.

- Dormiu bem? - Perguntou ainda ouvindo a risada da argentina atrás de si.

- Muito e usted? - Paola falou enquanto se sentava atrás do balcão.

- Poderia ter dormido melhor - Respondeu sorrindo malicioso, Paola abaixou a cabeça a balançando negativamente.

- Você está fazendo comida para quantas pessoas? - Ignorando a frase anterior do tatuado disse, percebendo o tanto de coisa que ele estava preparando, parecia comida para um batalhão.

- Três, você sabe café da manhã é a refeição mais importante do dia - Replicou sorrindo, em resposta ela sorriu também, céus ele estava tão obstinado em trata-la da melhor forma possível que tinha medo dele acabar magoado, ele esperava algo dela, e ela não tinha certeza se ela poderia dar.


Notas Finais


Pessoasss quanto açúcar não? E agora o que vocês acham, Jason vai querer dar uma de vingativo? Paola e Fogaça vão desenrolar e ficar juntos logos? E o baby vocês acham que o quê menino ou menina? NÃOOO DEIXE DE COMENTAR, SIM ESTOU EM CAPS PQ É IMPORTANTE, ATÉ LOOGOO PESSOAS E MUITO OBG PELOS FAVES E COMENTÁRIOS NOS CAP ANTERIOR, EU AMEI TODOS ELES!! :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...