História Surprises of love - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~SantovittiPlay

Postado
Categorias Isabella Santoni, Rafael Vitti
Personagens Isabella Santoni, Rafael Vitti
Tags Drama Adolescente, Romance, Santovitti
Exibições 179
Palavras 2.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha eu aqui a essa hora da madrugada (devia estar dormindo, mas né?)
Demoramos, mas o capitulo ta pronto e agora postado! Esperamos que vcs curtam porque nós adoramos!

Capítulo 7 - Finalmente sexta!


Fanfic / Fanfiction Surprises of love - Capítulo 7 - Finalmente sexta!

POV Isabella

Finalmente sexta! Finalmente em casa! Mal podia esperar para colocar pelo menos uma das minhas séries em dia. Entrei no banho, depois de almoçar, e fiquei pensando em tudo que aconteceu essa semana. Depois do desastre que foi a festa do Cadu e do meu plano de conquista-lo ter dado tão errado que eu acabei perdendo a virgindade com Rafael, as coisas aqui em casa estavam um pouco tensas. Meu pai brigava comigo, enquanto Guilherme brigava com ele para me defender. Eu ficava imaginando se eles soubessem o que realmente aconteceu o quanto a confusão seria pior, eu estaria tão ferrada! Na escola a situação estava meio estranha, Rafael passou a sentar todos os dias comigo, acho que ele estava se sentindo culpado pelo acontecido e tentava a todo custo não se afastar de mim. Nossa amizade era muito importante para ambos, estraga-la por essa mancada estava fora de cogitação. O problema era que eu tinha muito medo de que Rafael se lembrasse de alguma coisa daquela noite, assim como eu me lembrava. Eu morreria de vergonha se ele se lembrasse do meu corpo despido, sério! Decidi afastar esses pensamentos da minha cabeça e sair logo do banho, me enrolei na toalha e abri a porta do banheiro dando de cara com Rafael esparramado na minha cama.

- O que você ta fazendo aqui garoto? – Perguntei voltando para dentro do banheiro o mais rápido possível e só deixando a cabeça para fora enquanto ele ria da minha timidez

- Eu vim te chamar para sair, seu irmão disse que você tava no quarto!

- Sair? Hoje é dia de ver The Originals, você sabe!

- Aé, então eu vejo com você – disse dando de ombros e apoiando as costas na cabeceira da minha cama

- Ta, mas antes chispa daí porque tenho que me vestir!

- Que diferença faz se eu já vi tudo? – disse mais para si mesmo do que pra mim, mas eu ouvi, e imediatamente meu rosto ficou em chamas. Merda, mil vezes merda! Ele se lembrava!!! Eu tive vontade de me enfiar num buraco e nunca mais sair, mas fui interrompida por Guilherme.

- Como assim já viu tudo? – PUTA QUE PARIU! O Gui também ouviu, agora sim a vontade era de me enfiar num buraco e nunca mais sair de lá. Rafael se levantou da cama em uma velocidade impressionante e se pôs na frente do Guilherme, que estava na porta trancando a passagem e esperando respostas.

- É.. não, é que na verdade.. – Se enrolou para falar e eu tive que entrar em ação

- Ele quis dizer que já me viu de biquíni Gui! Agora por favor, da pra vocês dois saírem que eu quero colocar meu pijama? – Os dois concordaram e saíram do local.

Se Guilherme soubesse do que tinha rolado provavelmente compraria briga com Rafael, ou seja, além de ser obrigada a ficar longe do meu melhor amigo eu também estragaria a amizade do meu irmão com o mesmo. Respirei fundo, tentando afastar essas hipóteses que rondavam minha mente dia após dia, e vesti minha roupa. Era uma blusa larga azul com um shortinho da mesma cor, com várias nuvens de estampa. Gritei para Rafael subir assim que acessei a netflix pela televisão que tinha no meu quarto.

- Como é mesmo o nome dessa série? – Perguntou se deitando ao meu lado

- The Originals – Respondi me aconchegando no travesseiro – o que o Guilherme ta fazendo? Ele podia vir aqui olhar com a gente! – Sugeri

- Ele disse que tinha que ir pra faculdade mais cedo hoje – explicou alisando meu cabelo – eu não vou entender nada dessa série!

- Não vai mesmo – concordei – a gente pode olhar outra coisa se você prometer que vai ver The originals, desde o início comigo, um outro dia

- Como você é manipuladora! – Riu e fez que sim com a cabeça

- Então, o que você vai querer olhar? – Perguntei encarando seus olhos pela primeira vez hoje

- Scream, você já viu? - disse depois de um tempo

- Aquela série de terror? – Ele concordou com a cabeça – Não fica achando que eu vou morrer de medo e procurar refúgio em você!

- Eu não to achando nada – disse segurando o riso – mas qualquer coisa eu to aqui, sabe né...

- Ta vou colocar essa então – Selecionei a série pelo controle remoto e dei play.

(...)

Eu estava amando a série, ao contrário de Rafael que mal parava com os olhos abertos, alegando que tinha muito sangue e pedindo pra parar.

- Já disse que não vou parar, quero descobrir quem é o killer! – Afirmei tirando o travesseiro que ele havia colocado sobre o próprio rosto – Para de ser medroso, é só uma série Rafael!

- Eu não gosto de sangue e essa máscara é agoniante, pra que isso?

- Se não tivesse a máscara a série não faria sentido, já que o objetivo é não sabermos quem é o assassino… – expliquei e ele deu de ombros e puxou o lençol só pra ele – quer parar de se mexer? Me da o lençol que eu to com frio!

- Ué vai olhar essa serie sangrenta ai que eu vou me proteger aqui

- Meu Deus do céu, não tem nada demais na série. Porque não assistimos um desenho animado de uma vez?

- Eu topo hein

- To zoando, idiota!

- Claro que ta, não é você que mora sozinha né?! Quero ver eu dormir essa noite

- Pede pro meu pai pra passar a noite aqui

- Com você? – Ele perguntou e eu o encarei confusa

- Claro que não, né? No quarto do Gui, como sempre faz quando dorme aqui... – Disse como se fosse obvio e ele assentiu – ta agora me da um pouco de lençol que esse ar condicionado ta muito gelado e o controle ta longe

- Ta ai, ô pouco chata!

- Shiiii tomatinho, já dei play – Pedi silencio e voltei a prestar atenção na televisão, enquanto Rafael se remexia de baixo do pano branco – para de se remexer faz o favor! – eu disse assim que coloquei a cabeça de baixo do lençol o encarando

- Ah Isabella para de implicar comigo e vai olhar a série vai – Ele disse e puxou o pano só pra ele novamente, me irritando

- O lençol é meu, me da aqui – Puxei de volta ao mesmo tempo que ele puxou nos fazendo cair da cama. Não senti o impacto porque o corpo do Rafael amorteceu a queda.

- Eu acho que quebrei minhas costas – Ele disse comigo ainda por cima dele, minhas mãos estavam uma de cada lado de seu pescoço e eu conseguia sentir sua respiração bater contra meu rosto. Minha cabeça viajou para longe, para a festa de Cadu. Eu conseguia ver Rafael com o peitoral nú, assim como meus braços.

- Eu não consigo colocar com você em cima de mim

- Colocar o que? Anda logo com isso!

- Me ajuda a colocar essa porra aqui – Disse me mostrando o pacote de camisinha. Abri a embalagem com os dentes e entreguei o preservativo em suas mãos, ele passou alguns minutos tentando colocar, mas não conseguiu e me olhou pedindo ajuda novamente.

- Deixa isso pra lá – Eu disse jogando pra longe a camisinha e ataquei seus lábios.

- Isabella? – Rafael me olhava confuso e eu pisquei algumas vezes antes de voltar a realidade

- Oi? – Perguntei me levantando devagar e o ajudando

- Achei que nunca ia sair de cima de mim, o que aconteceu?

- Nada, eu só fiquei com dor de cabeça... acho melhor a gente ir dormir – Menti e o vi dar de ombros

- Ta me expulsando da sua casa, é?

- Não! Eu vou lá arrumar o colchão pra você

- Deixa que eu ajudo – Disse me seguindo e eu neguei

- Você machucou as costas, deita aí na minha cama por enquanto

- Já que insiste, ficarei quietinho aqui – Respondeu e deitou novamente na minha cama, desligando a tv.

Segui para o quarto do Guilherme e me deparei com Bruna, a nova namorada dele. Ouvi o barulho do chuveiro e deduzi que Guilherme estava no banho.

- Oi Bella – Bruna disse me abraçando

- Oi, você vai dormir aqui?

- Vou, algum problema?

- Não, nada... será que eu posso pegar o colchão reserva?

- Claro, eu durmo na cama com seu irmão mesmo

- Ta bom, obrigada, boa noite!

- Boa noite cunhadinha

Peguei o colchão reserva e fui levando para o meu quarto sem nenhuma dificuldade, passei pelo quarto do meu pai que estava trancado, indicando que ele estava dormindo. Dei graças a Deus e segui o caminho.

- RAFAEL! - Virei na maior rapidez que consegui, o flash teria inveja da minha agilidade - Coloca a bermuda a-go-ra.

- Iiihh qual foi? Eu sempre durmo assim, linda.

- Poxa, tu podia me ajudar né?

- Como? - Me encarou confuso.

- Er... com o colchão, bonitinho, esquece a sua roupa.

- Ah! Isso sim.

Rafael me ajudou a colocar o colchão ao lado da minha cama e seguiu para o banheiro.

- Ô, tu pode ficar ai dentro o tempo que for, mas não polua meu banheiro não, por favor, to sentindo o fedor daqui.

- Que calúnia Bellinha, fiz nada, esse fedor é porque você ainda não escovou os dentes, porquinha.

- Nossa Rafael, pegou pesado, eu não sou você não, ta?

- Sua sorte é que eu amo porcos, se não...

- Sai dai, vou escovar os dentes, não dorme, me espera.

- Ok

Segui para o banheiro, escovei os dentes e ia trocar de roupa, isso se meu pijama estivesse ali.

- Ei - Gritei do banheiro - pega meu pijama no guarda roupa pra mim?

- Claro! – Ele disse e ouvi seus passos arrastados - Pega ai... tá trancada criatura, abre!

- Eu to nua Rafael, não vou abrir

 - E como eu vou entregar, ô inteligência?

- Ta, fecha os olhos e entra – destranquei - sem espiar.

- Aqui - Me entregou o pijama com uma das mãos, já que a outra estava em seus olhos. Já falei o quanto é estranho estar nua na frente do seu melhor amigo?

- Obrigada, agora sai

- Poxa, nem um beijinho de agradecimento?

- RAFAEL SAI.

- Tá bem, tá bem, sua sorte que eu sou bonzinho e não olhei nada.

Sai do banheiro assim que me troquei e encontrei Rafael na minha cama todo jogado.

- Vai pro seu lugar ô criatura.

Empurrei da minha cama, só escutei o reclamar de dor quando ouvi o seu corpo se chocando com o colchão.

- Que meiga você, hein? Eu to só de cueca pô, machuca mais

- Aham, aham, boa noite.

- Ô loirinha você ouviu esse barulho?

- Que barulho Rafael? Vai dormir!

- É sério, eu ouvi um barulho!

- Você é pior que criança, credo

- E se for um assassino querendo nos matar porque olhamos aquela série?

- Rafael, não é um assassino. Durma sossegado e se você não me deixar dormir quem vai te matar sou eu!

- Ô delicadeza! Ta bom, chata.

Quando estava quase pegando no sono, ouvi um grito muito fino, podia jurar que tinha alguma princesinha correndo perigo e senti duas mãos gigantes envolverem meu corpo e seu peito gelado encostar bruscamente em mim.

- QUE SUSTO RAFAEL! ME LARGA

- Não, não, não, não largo nem se a tia Carmem vir aqui em forma de espírito mandar.

- Que porra aconteceu?

- Tem um mostro em baixo da sua cama, loirinha

- Tem nada, vai pro colchão agora

- Não vou, deixa eu ficar aqui, eu implorooooo.

- Rafael, não tem mostro, sai.

- Olhe então, não confia em mim.

- Tá, eu olho.

- Cuidado! Não quero que ele te devore.

- Aaahh Rafael, me poupe, é só um ratinho de nada.

- Ratinho?????? Isso parece que vai me devorar vivo, não volto ai nem me pagando, dorme você ai no chão.

- De jeito nenhum - Voltei a deitar na minha cama, em seguida dei um tapa na bunda de Rafael para ele sair de cima do meu travesseiro - a cama é minha bundão.

- Ótimo, vamos dividir, daqui eu não saio.

- Medroso pra caralho você hein?

- Sou - Senti meu corpo ser envolvido novamente pelo corpo do Rafael e uma coisa gélida tocar as maçãs da minha bochechas - Boa noite minha linda.

- Boa noite, tomatinho. 


Notas Finais


Eaí? O que acharam desse capítulo? E o Rafael meio Pedro Ramos??? Hahahahaha
Beijoo morecos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...