História Surrounded by Demons - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Dark Lemon, Hard Lemon, Lemon, Lemon Hard, Muito Lemon, Sadomasoquismo, Taegi, Taekook, Vhope, Vjin, Vkook, Vmin, Vmon, Yaoi
Visualizações 173
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Depois de três anos eu tô aqui de novo :v
Enfim sem enrola bora pro cap :v

Capítulo 9 - O quinto pt 2



Taehyung acorda com um barulho mais alto, como um som de um objeto de vidro caindo no chão e se espatifando, o humano se assusta e senta na cama todo encolhido.


- Parece que o meu brinquedo já está acordado! - Tae ouvi uma voz grave ecoar sarcástica pelo cômodo escuro. - Já está com medo ? Ainda não fiz nada! - Debocha rindo vendo o menor se encolher na cama com os dedos trêmulos.


Taehyung sente de leve alguma coisa gelada sobre sua bochecha, o mesmo se desespera e fecha os olhos com força, por mais que já não estivesse enxergando nada antes.


- Tens a pele pálida. - Diz a voz sussurrando em seu ouvido. - Corpo pequeno, lábios vermelhos, e pernas finas, um belo brinquedo! Namjoon sabe como me agradar. - Na última frase o menor franzi a testa, " O que Namjoon tem haver com isso?  ".


- Por mais que eu goste do seu corpo assim, como esta agora, eu acharia ainda melhor ele molhado. (Autora: safrado e.e ) - Tae abre os olhos e vê orbes vermelhas a sua frente, quais já sabia de quem era o dono, Jeon Jungkook, o demônio divinamente perfeito, tirando o fato de ser um demônio.


Em um segundo o demônio pega Tae nos braços facilmente o levanta indo em direção desconhecida pelo humano.


- O que irá fazer comigo? - Perguntou Tae com receio e medo, ouvindo logo uma resposta fria do demônio que mantinha o olhar reto ao caminho que percorria.


Logo após poucos minutos sendo carregado em um silêncio, é jogado dentro de uma banheira gelada, onde geme de frio e dor ao contato da costela na borda, por mais que o demônio parecesse gentil ele ainda era um demônio, cruel e sádico.


- Vamos ver se meu brinquedo gosta de água.- Diz Jeon entrando na banheira logo tomando os pulsos finos do menor em mãos, em seguida o acorrentando dentro da banheira gelada.


O humano apenas gemia, de dor, ódio, frio, e excitação, tudo que apenas um demônio havia lhe proporcionado. De hora pra outra sentiu os lábios quentes do maior nos seus, se assustou porém retribuiu, sentido a língua dele explorar livremente sua boca pequena, com o beijo quente as mãos do demônio percorriam o corpo pálido e frio do humano, tocando cada parte com força e malícia, já vendo o outro implorar para ser fodido sem dó de quatro na banheira.


- Ainda não, vamos brincar muito antes. - Disse cortando o beijo e se afastando do corpo do outro, logo indo em direção a uma bancada de mármore preta detalhada na frente da banheira, pegando de lá um cubo de gelo e uma garrafa de alguma bebida alcoólica forte.


Voltou até a banheira e antes de qualquer coisa vendou Taehyung e o amordaçou, agora tendo totalmente seu brinquedo entregue e exposto a si. Entrou devagar na banheira e levou sua boca ao peito já desnudo a tempos do menor, lambeu e mordeu sem dó, só apreciando os gemidos que tentavam sair, impedidos pela mordaça. Afastou a boca e jogou o álcool em cima do mesmo local, assim voltando lamber com vontade e maestria, sentindo o gosto forte da bebida em sua boca, porém logo descendo a língua devagar até o umbigo, onde lambeu e deu um chupão forte ao lado, sorriso sobre a pele do menor e continuou a dar vários chupões pelo corpo inteiro do outro, até chegar em seu falo, qual se encontrava sensível e excitado, riu e antes de começar colocou um gelo em sua boca, volto ao falo e o engoliu com o gelo, vendo o menor se contorcer com as correntes, tentando se soltar, porém não por dor, e sim por excitação.


Após um tempo fazendo movimentos vai e vem o demônio sentido a boca gelada agora ficar quente avisando que o humano havia gozado, sorrio e levantou o rosto, engolindo o líquido junto com um pouco de álcool e o gelo.


Soltou os pulsos do menor e retirou a mordaça e a venda. Puxou Tae para seu colo e apertou sua nádegas, agora já podendo ouvir os delicios gemidos do humano, que saiam manhosos e cheios de malícia, assim como seu sorriso nada inocente. Enquanto o demônio beijava e maltratava a clavícula do mesmo, esse que rebolava nada casto no membro do maior, ouvindo os arfares graves dele.


O demônio o retira de cima de seu colo e o coloca de quatro na banheira gelada. Tinha programado fazer muitas brincadeiras, porém sua vontade de foder fundo e forte seu brinquedo era muito maior.


- Me chame de Mestre, e gema alto para que todos os demônios ouçam o quanto eu lhe fodi bem, para que todos vejam que fui o único que lhe proporcionei prazer além do limite.- Falou rouco e alto, apertando as nádegas do menor com força.


- Sim mestre...- Disse entre gemidos sentindo o membro do demônio ameaçar o penetra-lo, o que o fazia gemer manhoso e se empinar mais ainda para o mesmo.


Dito tais palavras o demônio sem dó nem piedade o penetrou de uma só vez, ouvindo o gemer alto.


- Mes...tre!- gemia sem pudor alto em bom som, sentindo cada vez mais excitado com as estocadas fortes e rápidas dadas pelo demônio que agora tinha a cintura fina do humano em suas mãos, apertando sem dó a cada movimento.


A água que antes era gelada para Tae agora já nem fazia efeito pois o mesmo estava mais quente que nem o inferno, onde achava estar antes, mais que agora ele considera o paraíso, porém com demônios  fodidamente sexys.


Entre gemidos e som da água agitada, ambos chegaram ao ápice, se jogando dentro da água exaustos, nem ligando e dormindo um abraçado ao outro.


"Dessa água bebereis sempre. .."




Notas Finais


Espero que tenham gostado :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...