História Surted - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jikook Bts, Jimin And And Jungkook
Exibições 161
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - I hate you mom


Fanfic / Fanfiction Surted - Capítulo 16 - I hate you mom

- Jeon - aquela mulher vinha em minha direção .

Seu olhar era algo inexplicável , ela obtinha os olhos escuros , talvez pela pouca luz que se encontrava , mas na verdade eu nunca vi um brilho nos olhos de minha mãe , sempre com olhos mortos e frios , um sorriso que não me trazia lembranças agradáveis foi formado em seus lábios rosados , hesitei dando um passo para trás e ouvindo Jimin me gritar diversas vezes , aquela mulher era como um monstro , sim era isso , um monstro , e não aqueles que as pequenas crianças dizem ter em baixo da sua cama e sim um monstro real .

- Jeon , finalmente te achei - ela vinha com os olhos nublados em minha direção .
- vá embora e me deixe em paz - hesitei meus passos , Jimin me encarava e fazia os mesmos movimentos que eu.
- porque meu filho ? Eu vim de Busan só para te buscar - aquele sorriso indecifrável surgiu novamente .
- Eu não vou a lugar nenhum - Parei diante a mesa em que Jimin e eu estávamos sentados , o olhei por uns segundos e mordi meu lábio inferior , segurei as mãos gordinhas de Jimin e vi minha mãe franzir o cenho com o ato .

- quem é esse ? - ela encara Jimin incrédula.
- Jimin é meu namorado - hesito em dizer tais palavras ao observar o olhar que minha mãe criou sobre Jimin , ela o encarava com os olhos mais mortos que podia obter em suas expressão , Jimin puxava minha mão em forma de desespero , eu queria correr dali , mas ela me atormentaria se eu fizesse isso , eu sei .

- e eu te dei essa liberdade ? - se aproximou mais um passo .
- Você não tem autoridade sobre mim sua doente - Puxei Jimin para mim e hesitei mais uns passos para trás .
- você virá comigo para busan , assim receberá os tratamentos certos pra essa sua aberração - me olhou de cima para baixo com desprezo.
- claro , ira me enfiar em um quarto nojento e cheio de pregos , me deixar sem comer e dizer para eu só sair de lá quando não surtar mais , essa é sua solução ? - Meu sangue pareceu escaldar ao relembrar oque aquela mulher doente fazia comigo , naquele quarto sujo e nojento.

eu sentia Jimin me encarar com os olhos arregalados , o olhei por um instante e Apertei mais sua mão para passar uma certa segurança .

- não estou vendo você surtar - Sorriu friamente .
Ela se aproximou de mim , ate demais , segurou meu pulso e me puxou forte , forte o suficiente para eu perder o equilíbrio , senti mãozinhas me segurarem com certo esforço , Jimin agora estava me disputando com minha mãe , se eu podia chama-la assim.

- S-Senhora Jeon - ele gaguejava - Não pode levar Jungkook , não pode tortura-lo -
- e oque você sabe ? Garoto imprudente - me puxou com mais força .
- Já basta ! - a empurrei longe - SAIA DA MINHA VIDA , DO MEU CAMINHO , DA MINHA CASA , SOME DAQUI ! SAI DAQUI ! - não vi meu tom de voz se alterar , todos da cafeteria me encaravam e olhei para Jimin que me encarava assustado .
- Vamos - o segurei pela mão e assim fomos indo para fora da pequena propriedade.

       [...]

Sentia Jimin me encarar diversas vezes , ele se sentia inquieto em andar ao meu lado sem falar nada , o clima silencioso dominou o local , ele me olhava torto e mordia o lábio inferior em forma de incômodo , agradeci mentalmente por Jimin não me encher de perguntas , não estava com paciência para isso naquele momento .

E o caminho foi assim ,silencioso , não havia soltado a mão de Jimin desde que sai daquele local , não sei ao certo o porque , eu só queria passa-lo mais segurança,qualquer um que soubesse sobre coisas tão assustadoras mereceriam um pouco de segurança não é?.
- Jungkookie - Jimin disse em um tom de voz quase inaudível.
- diga - olhei para baixo e o encarei .
- sua m..- ele me encarou e mordeu o lábio inferior - esqueça , ainda vai na praia conosco ? - me encarou sorrindo .
- se você for - suspiro.
- mesmo ? - Jimin me olha com os olhos brilhando enquanto sorri como uma criança .
Idiota .
- Sim - digo seco .

           [...]
Estou aqui deitado nessa cama mais uma vez , Jimin me pediu para que esperasse pois ele iria estar falando ao celular , mas esta passando muito tempo lá , será que devo ir ver se esta tudo bem ? Estou com fome também . certo , irei lá .
Me levanto da cama não com muita dificuldade e vou em direção a porta , coloco a mão na fria maçaneta e escuto Jimin rir com algo .

JM : Você não acha que ele ira se assustar ? ..se eu disser dessa forma .

JH: não não , apenas diga OK ? Não guarde seus sentimentos Jiminnie .

Por um descuido meu , acabo esbarrando na pequena lixeira , causando um barulho que ecoa na sala .

JM : Hobi - ele sussurra - estou indo , bye bye .

JH: Bye!

Jimin roda a maçaneta e me encara em pé na porta , suas bochechas ganham um rosado e ele encara seus anéis .

- h-hm .. - ele me olha envergonhado  - escutou algo ? - diz mordendo seu lábio inferior em forma de nervosismo .
- deveria ? - não irei dize-lo que escutei algo, aliás não sei de quem se trata .
- mesmo ? - ele sorri - esta com fome não é ? Eu trouxe sua comida não se preocupe - ele diz sorridente enquanto abre a grande mochila azul que mantinha nas costas .
- sabe - ele me encarou
- perdi a fome -


Notas Finais


Eeeeeitaaa~
Sera que rola uma confissão em ?
Comenteeeeeem (≧∇≦)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...