História Survive On Your Side - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Abraham Ford, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Morgan Jones, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags Carol Peletier, Caryl, Daryl Dixon, Romance, Sexo, The Walkinh Dead
Exibições 31
Palavras 705
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi mores, eu não ia postar hoje, mas não aguentei de tanta vontade de postar esse cap, esse capítulo vão ter duas partes, eu explico melhor lá em baixo. Desculpa por qualquer erro de português, e uma ótima leitura ❤

Capítulo 8 - I Love You


Daryl acordou, e Carol ainda dormia, permaneciam abraçados, do mesmo jeito que estavam quando adormeceram. Ele não queria levantar daquela cama, por ele, ficaria assim com ela o dia inteiro. Carol então acordou, se dando conta que ainda estara abraçada a Daryl, se sentiu um pouco tímida, e se levantou, sentando na cama.

"O que foi?" -Ele perguntou e se levantou. Também sentando na cama, olhando para Carol.

"É...Nada, dormiu bem?" -Ela sorriu para ele.

"Sim, e você?" -Daryl sorriu.

"Sim, acho que nunca dormi tão bem antes." -Ela sorriu e olhou para Daryl.

Ele não falou nada, apenas olhou para ela e sorriu. Se levantou da cama e calçou os seus sapatos.

"Eu ia te acordar mais cedo para vermos se você já conseguia andar Carol, mas vocês estavam tão bonitinhos dormindo juntos que não quis atrapalhar." -Denise falou, pegando os dois de surpresa.

"É...Que tal vermos agora não é?" -Carol na mesma hora, mudou de assunto.

Denise riu.

"Você sente dores ao mover a perna?" -A médica que na verdade não era médica perguntou. "Eu não sinto mais nada." -Carol disse e se levantou, permanecendo em pé, e finalmente já conseguira andar, Carol sorria de tanta felicidade, que foi correndo abraçar Daryl, e ele sorriu.

"Você se recuperou rápido Carol, vou retirar os pontos." -Denise disse, e Carol soltou Daryl, foi até a cama e sentou. "Você vai ter que tirar a calça." -Denise disse.

"Eu vou lá fora um pouco." -Ele se retirou.

Denise retirou os pontos de Carol, e ela saiu, Daryl estava na varanda esperando.

"Finalmente estou livre." -Carol disse, aparecendo atrás de Daryl.

Ele se virou e a abraçou. "Obrigada Daryl." -Ela falou, também o abraçando.

"Pelo o que?"

"Por ter me procurado, se não tivesse ido atrás de mim, eu poderia ter levado aquele tiro e não teria ninguém para me salvar." -Carol falou, encerrando o abraço.

"Eu iria te procurar de qualquer jeito." -Daryl sorriu

"Acho melhor irmos para casa, precisamos de um banho."

Então os dois retornaram para casa.

"Nem fiquei muito tempo aqui, mas senti saudades." -Carol disse e Daryl sorriu.

Os dois então foram tomar um banho, assim que Daryl terminou, foi para a sala, sentou-se e esperou por Carol. Pouco tempo depois ela apareceu.

"Estou muito surpreendida vendo você tomar banho." -Carol falou, e sorriu.

"Não começa." -Daryl riu.

Carol se sentou ao lado dele a apoiou a cabeça em seu ombro.

"Carol... é... o que você ia me dizer ontem?" -Daryl perguntou de uma vez, a curiosidade estava o matando.

"Eu não sei do que está falando Daryl." -Ela sabia muito bem do que ele estava querendo dizer, mas se fez de desentendida.

"Você sabe muito bem do que eu estou falando!" -Daryl falou e se virou para Carol, e a olhou nos olhos. Carol ficou sem reação. "Não era nada, Daryl." Ela disse e se levantou, ficando de costas para Daryl.

"Por que foge de mim como se estivesse com medo? Eu não sou um animal." -Daryl disse, se levantando, já estava revoltado.

"Por que eu teria medo de você?" -Carol se virou e olhou para Daryl.

"Eu não sei, medo de eu te tratar do mesmo jeito que o seu marido te tratava? Eu só não aguento mais esconder o que eu sinto por você, você fode com o meu psicológico todos os dias, me deixa louco a anos, anos Carol. Eu nunca fui amado por alguém, e nunca senti por alguém o que eu sinto por você, eu nunca tive namorada, as únicas mulheres que eu fiquei na vida eram prostitutas, minha vida era um inferno." -Daryl simplesmente desabafou, aquele momento, foi como se tirasse um peso de seu coração. Respirou fundo, e Carol apenas o olhava, assustada, sem reação. "Acho que fui um idiota achando que você também sentia a mesma coisa por..." -Carol o interrompeu dando um beijo, um beijo doce e suave, que depois foi se transformando em um beijo rápido e intenso, suas línguas se encontrando, um beijo ótimo, tão bom que fazia Carol ofegar, Daryl livrou sua mente das tensões e preocupações, só conseguia se concentrar naquele beijo ótimo, que o estava deixando louco. Depois de longos segundos, beijando, se agarrando um ao outro, Carol parou o beijo e olhou bem fundo nos olhos de Daryl. "Você não é um idiota, sabe por que? Por que eu te amo.


Notas Finais


Então gentee, gostaram do ep? Bom, como eu disse lá em cima, esse ep vai ter duas partes, uma continuação, não sei quando vou postar, talvez segunda, mas se sobrar um tempo pra mim amanhã, eu posto. Apenas aguarde pq o próximo ep vai rolar bastante coisa 😈😈😈😈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...