História Survives (Larry Stylinson) - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~SweetOnlyAngel

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Camila Cabello, Demi Lovato, Harry Styles, Jade Thirlwall, Josh Devine, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Perrie Edwards, Selena Gomez, Shawn Mendes, Zayn Malik
Tags Acampamento, Camren, Drama, Ilha, Jelena, Jerrie, Larry Stylinson, Mistério, Muke Clemmings, Nosh Devoran, Romance, Semi, Shawn Mendes, Terror, Ziam Mayne
Visualizações 153
Palavras 5.989
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá leitores :-}
Andressa aqui...dizendo que o capitulo ta forte❤
Chorei em algumas partes admito...
Bem, eu e a Beck queremos agradecer aos comentários anteriores❤❤

Boa Leitura!!

Larry is Real💙💚

Capítulo 6 - Tudo o que eu não esperava sentir


Fanfic / Fanfiction Survives (Larry Stylinson) - Capítulo 6 - Tudo o que eu não esperava sentir

H​arry Pov.

Minutos antes da busca….

 

Já tínhamos andado por todo o perímetro daquele lugar, mas não encontramos o Louis, de certa forma, quero dizer, aquilo me deixou ainda mais preocupado, sim, sou um filho da puta por ter feito aquela maldade com ele. Embora, aquilo fosse “bom”, pois eu não merecia receber carinho de alguém, sou um lixo de pessoa e lixo merece desprezo.

 

Então, tudo bem, todos estarem me odiando agora, aprendi a me acostumar com isso. Meus sentimentos serão guardados para mim. Infelizmente, Niall não olhava na mimha cara, compreensível, apenas doía muito.

 

Em silêncio, voltamos para onde estava as barracas, aguardamos os outros restornarem, pelo menos com alguma esperaça de estarem com o Louis, mas adivinha?

 

Exatamente, ninguém voltou com ele, trouxeram apenas rostos desapontados e tristes. No meu canto eu ficava pensando, naquela coisa que havia nos atacado, lutando mentalmente para não pensar que foi ela quem pegou o Louis, porque se fosse, eu não sei, desconfiava que ela fosse uma alma, então, eu vi coisas no passado.

 

Deixe me especificar.

 

Tinha amigos que mexiam com essas coisas espiritas, eu os acompanhava por a achar divertido e interessante, bem, quando eles faziam todo aquele ritual, me escondia nos armários pois era muito perigoso, quando os espiritos se manifestavam, algumas vezes meus amigos saiam machucados e uma vez quase um deles morreram, posso descrever como algo aterrorizante.

 

Esperava que o Louis apenas estivesse em algum da praia, pensando e me odiando de mil formas.

 

-Ele não está em lugar algum. - Perrie sentou-se em uma pedra.

 

-Não vamos desistir, quem sabe como está seu estado. - Demi mostrou-se positiva.

 

-Ela está certa, o Boo saiu daqui muito mal. - Camila sorrir triste.

 

-Se jogarmos umas ervas no Ar? Quem sabe ele sinta a brisa e nos encontre! - Zayn propôs, tirando o cigarro do bolso.

 

-Eita primo, passa o baseado aí! - Lauren se aproximou do mesmo.

 

-Minha vontade é da na cara desses dois. - Liam negou com a cabeça.

 

-SE AO MENOS ESSE TIPO DE LUGARES TIVESSEM SINAL… - Niall ergueu o aparelho no alto - A GENTE PODIA LIGAR PARA O LOUIS!

 

-Não ia adiantar, já que o celular dele está bem aqui na barraca. - Josh balançou-o, voltando em seguida a se juntar a nós.

 

-Acalmem-se, já pararam pra pensar que ele poderia ter vindo aqui e não encontrou ninguém, quem sabe ter ido nos procurar? - Selena intervêm, com as mãos no queixo.

 

-Verdade! - Jade exclamou sorridente.

 

-Faremos assim - Shawn estendeu a voz, deixando a séria - Um grupo de pessoas ficam aqui, caso ele apareça, deem o sinal, enquanto outro grupo vai comigo procurar o Louis, lá dentro da mata! - Apontou para onde estava o verde e as árvores que fechavam a passagem.

 

-Eu voto para ficar aqui. - Liam foi o primeiro a dizer, posicionando as pernas rigidamente.

 

-Não que eu não queria ir mas vou ficar. - Jade coçou a ponta do Nariz.

 

-Ãn, eu vou com o Shawn! - Josh falou.

 

-Vou ervar com vocês, quem sabe no caminho eu encontro um baseado novo, para que eu possa basear, liberando umas fumaças novas. - Zayn soprou a essência que tragava.

 

-Eu num entro aí, de jeito nenhum, FICAREI BEM AQUI PARA DAR UNS CASCUDOS NO LOUIS, CASO ELE APAREÇA! - Niall pegou uma garrafa de àgua e levou a nos lábios.

 

-Vou ficar aqui pra proteger essas gazelas, já que o Liam e o Niall, são os mais borrãos aqui! - Perrie gargalhou, recebendo um olhar feio do Payne.

 

-Nois aqui ta com a axila  assada de tanto ficar parado, então vou com o Shawn! - Justin jogou a pedra pequena dentro dos arbustos.

 

-Desculpa, mas eu sou aquela que não vai servir pra muita coisa, portanto ficarei. - Camila roçou o superior do pé, na parte detrás da sua perna.

 

-Vou ficar! - Demi e a Selena disseram juntas.

 

-Eu em… - Niall as encarou arqueando a sobrancelha.

 

-Para representar a classe feminina, vou com os Boy aqui! - Lauren sorrir, jogando o cabelo de lado.

 

Vi que entre eles estava tudo divido, não sei qual seria a minha utilidade e se eu serviria pra algo, ainda mais agora que a minha presença tornou-se insuportável. Porém a culpa do Louis ter desaparecido era minha, talvez, mesmo que não valesse nada para meus “amigos” ali - Afinal eu não sei se eles me consideravam assim - deveria fazer algo útil e poder trazer o Louis.

 

-Eu vou com o Shawn! - Falei do meu canto isolado, recebendo os olhares de todos.

 

Não fiquei constrangido, apenas incomodado, mas okay.

 

-Pelo menos, você está pensando agora, não é mesmo? - Shawn disse com sarcasmo - É o mínimo que deveria fazer.

 

Permaneci calado, não que eu quisesse, mas estava escasso de discussão.

 

-Então vamos. - Josh cortou o clima pesado que ficou entre nós.

 

-Lolo, você se cuida, eu não to com o pressentimento bom. - Camila abraçou a mesma, liberando algumas lágrimas.

 

Entendia a Mila, afinal ela é uma pessoa sensível e emotiva, se preocupava muito com quem ela amava.

 

-Hey, tudo bem. Estou com os caras fortões aqui, e além do mais eu sei me defender, caso algo apareça! - Lauren beijou a pequena nos lábios, iniciando um selinho demorado.

 

-Promete que vai voltar pra mim? - Camila perguntou fazendo bico.

 

A morena apenas rir.

 

-Prometo, depois quando estivermos todos juntos, vou te levar para nadar e vamos nos divertir muito. - Voltou a beija-la.

 

-Ta bom, eu….eu te amo Lolo! - Camila sorrir.

 

-Amo você Camz! - Lauren deu mais um abraço na mesma.

 

-Ai gente, isso ta parecendo uma despedida, vamos parar! - Niall falou, abanando seu rosto.

 

-Fiquem bem, cuidado vocês! -Demi disse selando seus lábios nos do Shawn.

 

-Certo, vamos! - Justin virou-se envolvendo os braços no ombro do Zayn.

 

[....]

 

Atualmente….

 

O vento frio nos rodeava, me fazendo meus pequenos pelos se enrijecer, minha roupa estava colada no corpo e passei os dedos no cabelo ensopados, afim de cessar as gostas que caiam em excesso no meu rosto. Eu não conseguia acreditar no que havia acontecido, minutos atrás estávamos todos juntos e agora, perdemos uma das melhores pessoas. Meu coração estava doendo, eu liberava algumas lágrimas discretamente. Por mais que não falasse muito com a Lauren, tinha uma admiração forte por ela, ainda mais pela grande mente que tinha.

 

No fundo eu acreditava que a morte dela foi motivada por mimha culpa, porque se eu controlasse a porra da minha boca e não falasse merda para o Louis, ele não teria fugido, como também não seria sequestrado pelos caras, a Lauren não teria morrido. A verdade é que eu só faço merda e fazerei até que eu esteja morto.

 

Olhei para o lado, vendo Louis sendo abraçado pelo Shawn, chorando em seus braços, enquanto o mesmo sussurrava que vai ficar tudo bem, deixando assim como os outros, as lágrimas escorrerem pelo seu rosto. Zayn, nunca tinha o visto tão mal como se encontrava agora, Justin tentava segura-lo, para que ele não se desprendesse dos seus braços e corresse para o riacho a nossa frente. Mas eu o entendo, pois agiria da mesma forma se tivesse perdido alguém especial. Ou, o Louis.

 

-ME SOLTA PORRA, EU TENHO QUE PEGAR A MINHA PRIMA DE VOLTA! - Zayn lutava nos braços do Justin, que contraia os músculos, o prendendo ali.

 

-Zayn….e-ela se foi, não podemos fazer nada, infelizmente temos que sair daqui! - Josh disse lá detrás, limpando as lágrimas.

 

-EU NÃO VOU SAIR DAQUI...ERA PRA MIM TER TOMADO CONTA DELA, MAS…. - Zayn caiu de joelhos, sem se importar com as pedras pequenos que estavam no chão, ele baixou a cabeça olhando para suas mãos - Eu não fui capaz, isso acabou….com a Lauren morta. Eu sou um inútil de merda! - Balançou a cabeça, enterrando em seguida seu rosto nas mãos.

-Ninguém podia ter feito nada Zee, aquele filho da puta estava com a arma apontado na cabeça dela. - Justin o abraçou por trás - Mesmo que tentássemos, qualquer um aqui sairia ferido.

 

Louis que soluçava, saiu dos braços do Shawn e rastejou até o moreno abraçado com o Justin.

 

-Me d-desculpa, eu….a culpa é minha, se eu não tivesse fugido, eles nunca me encontrariam e nada disso teria acontecido. - Louis tocou na mão do Zayn, acariciando a com o polegar.

 

-Lou, não foi culpa sua, afinal já sabemos de quem foi de verdade! - Shawn me encarou, fazendo todos os outros.

 

Eu não sei se estava ilusionando, ou algo do tipo, mas sentia que no fundo eles demonstravam o desprezo e ódio nos olhares, talvez não, mas pelo menos eu me sentia de tal forma. Poderia abrir a boca e falar algo na tentativa de me defender mas não tinha porquê, afinal eu havia admitido para mim mesmo a burrada toda que cometi.

 

Apenas desviei o olhar para a mata que entraríamos agora, tentando vizualizar algo bom que não estivesse me incomodando, como aqueles olhares, que ainda continuavam sobre mim. De certa forma, o incômodo falou mais alto que meu próprio ego.

 

-Não precisa jogar na minha cara, eu sei o que fiz, que essa porra toda foi minha culpa. Nem mesmo um mísera desculpas vai trazer a Lauren de volta. - Comecei, me levantando - Então pode falar o que quiser e o quanto desejar, infelizmente, não posso mudar meu passado, contudo, acredito que não precisaram lidar com a minha presença os próximos dias, e lembrarem “OLHA LÁ, O DESGRAÇADO QUE FEZ A MERDA DA QUAL, QUASE POIS A VIDA DO LOUIS EM RISCO E QUE FOI O CULPADO PELA MORTE DA LAUREN!”. - Olhei para cada um - Se alguém vier ou não, prometo a vocês que a minha presença não será um incômodo.

 

-Não venha dar uma de vítima Styles, tudo isso não teria acontecido, se  você não agissse como um verdadeiro idiota! - Shawn apontou o dedo na minha direção - Sabe muito bem que escolheu ser desprezado pelos seus amigos, tendo essas atitudes imaturas.

 

-Não estou agindo como vítima, estou admitindo meus erros e livrando a vida de vocês, de mim mesmo. - Falei por fim.

 

-As duas barraqueiras podem Calar a Boca? - Josh intervir seriamente - Agora não é hora de apontar dedos e discussão. Acabamos de perder uma amiga, ela merece nosso respeito, fora que ainda temos que contar para os outros. E dar todo apoio ao Zayn e a Camila!

 

Camz, ela vai ficar arrasada quando descobrir. Porra, a cada palavra dita e a consciência liberando motivos e razões, eu me sentia pior que tudo, mais sujo que o próprio lixo….eu era um assassino, porque causei a morte da Lauren, de certa modo.

 

-Vamos embora! - Justin levantou apoiando Zayn no seu ombro, ambos começaram a caminhar para dentro da mata.

 

Louis acompanhou o Shawn e ao Josh, fiquei alguns instantes ali, olhando para aquele riacho, lembrando de toda a cena, sendo destruído pelas minhas atitudes. Deixei as lágrimas caírem em excesso, aproveitei alguns segundos sozinho, deixem que elas saíssem.

 

-Me perdoa Lauren….eu sinto muito, pela merda que fiz! - Tateei meu bolso, tirando dele, o colar no formato de uma lua, não sei porquê mas ela me deu aquilo minutos atrás.

 

[...]

 

“Enquanto mantínhamos nosso trajeto, gritando o nome do Louis, olhando para tudo ao nosso redor, sem deixar que nenhum detalhe escapasse, permaneci distante do grupo, apenas no meu canto, pensando em mil maneiras de acabar com aquela angústia que estava.

 

Estar sozinho, não era um problema pra mim, passei a me adaptar conforme o tempo foi passando, já era normal pra mim não ser querido. Eu sei que pareço, muito….como posso dizer?

 

Melancólico demais, isso, para tudo, mas não é isso, apenas essa é minha realidade. Confesso que já esperava que depois que saíssemos daqui, ou depois de tudo resolvido, iria viver uma vida solitária, quem sabe, talvez, eu encontrasse alguém e casasse, caso não. Bem, trabalharia, iria para casa tomar um vinho, fumar um pouco para poder me livrar da depressão em si, em seguida voltaria a fazer o mesmo, até que a minha vida acabasse.

 

Uma droga eu já imaginar o meu futuro assim, apenas com pensamentos levianos, que de certa maneira eram mórbidos demais. Mas não poderia fazer muito.

 

Enquanto Shawn e os outros estava mais à frente, vejo a Lauren se aproximando discretamente de mim.

 

-Não que eu ache que se importe, mas, quero que saiba que ninguém aqui te odeia! - Falou, empurrando alguns galhos com folhas da sua frente.

 

-Como não? O soco do Shawn foi bem convincente para mim saber que não sou querido por ninguém aqui. - Desviei do tronco cheio de espinhos, dando um pulo para não pisar em mais que estavam caídos no chão.

 

Lauren me acompanhou, em seguida soltou um suspiro.

 

-Estamos chateados com o que fez, o Shawn, talvez esteja com raiva, porque você sabe que o Louis é como um irmão mais novo para ele. Então dê um crédito, você sabe que vacilou! - Ela me da um empurrãozinho com o ombro.

 

-Não posso mudar meu jeito de ser, cresci agindo assim. - Expliquei, pulando uma rocha e estendi a mão para ajudar a Lauren descer, ela segura a minha mão direita e leva a outra até a sua cintura, mantive seu corpo firme diante aos meus braços, impulsionando seu corpo para baixo.

 

-Obrigado! - Agradeceu com um sorriso.

 

-Por nada. - Retribui da mesma forma.

 

Deixamos os barulhos dos galhos sendo pisados pela sola dos nossos sapatos fossem o único som entre nós.

 

-Sabe Harry, eu gosto da sua personalidade, mesmo que ela seja a mais bipolar do cacete! - Rir, não me contive e a acompanhei.

 

-E por quê?

 

-Ora, mesmo que o meu negócio seja adoração as vaginas, sendo a principal de todas a da Camila… - Falou fazendo cara de paisagem - Te acho um homão gostoso da PORRA, um cara que sabe fazer decisões, é direto e sincero, muitas vezes é um amor de pessoa. Porque há momentos em que sabe a hora de dar seu ombro amigo.

 

-Tantas qualidades….é engraçado, sabe? - Cocei a nuca - Acredito que a Camila tenha feito meu filme para você. - Comentei.

 

-Um pouco. - Foi sincera - Mas metade disso, eu vivenciei e apreciei de longe. Olha, você é um cara legal, só tem que deixar ele agir mais na sua vida e largar essa insegurança que te consome. - Lauren tocou no meu ombro.

 

Eu estava sem palavras, depois de tanto tempo, nunca ouvi algo sair tão sincero de uma pessoa, como ela havia me dito. Olhei nos seus olhos e sorrir.

 

-Muito obrigado mesmo.

 

-Um abraço? - Pediu.

 

Contato físico não era uma coisa que eu gostava ou era acostumado, mas resolvi abrir uma excessão naquele momento. Envolvi meus braços ao redor da sua cintura e a puxei para mais perto de mim. Apertando seu corpo com força e em seguida nos afastamos.

 

-Pode cuidar de uma coisa pra mim? - Pediu.

 

Enruguei a testa e assenti.

 

-O quê?

 

Lauren leva as mãos para detrás da nuca, retirando seu colar no formato de Lua, era prata e tinha alguns detalhes brilhantes no contorno da bijuteria. Em seguida ela ergue para mim.

 

-Eu não sei o que vai acontecer, mas eu não quero perder isso, porque foi a Camila que me deu de presente no dia da formatura. Então, quando isso tudo acabar e se eu ficar okay, peço que guarde ou me entregue no final ou dê a Camila, diga a ela que eu a amo e sempre estarei com ela. - Falou.

 

-Não acha que está sendo pessimista minha cara? - Indaguei.

 

Lauren apenas abre o mais longo e lindo sorriso.

 

-A vida é uma caixinha de surpresas meu amigo, temos que estar preparados para poder lidar com ela. Ainda mais para as inusitadas surpresas que ela nos “oferece”. - Explicou - Mesmo que não aconteça nada, quero que guarde isso, não quero que tenha algum arranhão, sabe?

 

Assenti sorrindo, peguei o mesmo e coloquei no bolso da calça.

 

-Agradeço a sua confiança em mim! - Envolvi meus braços ao redor da sua nuca.

 

-As vezes temos que arriscar, sabe? - Brincou e rimos enfim.

 

Mas logo ele foi cessado, quando ouvimos vozes próximas de nós e a do Josh junto, Shawn nos encarou e fez um sinal para nos separarmos….

 

[...]

 

Coloquei a mão no meu peito, apertando meus olhos fortemente, soltando alguns soluços alto, infelizmente era hora de dizer “adeus”.

 

-Vou fazer o que me pediu, espero que sua alma esteja em algum lugar maravilhoso. Obrigada por confiar em mim! - Falei e me virei, indo de volta ao nosso acapamento.

 

[...]

 

Eu poderia dizer que quando chegamos, foi aquele movimento do qual tem nos interros, onde apenas teria lágrimas e um pouco de esteria, mas não foi o que aconteceu. Assim que os outros viram o nosso estado e que a Lauren não estava conosco, o clima foi o tenso e mais doloroso. Não teve alguém ali que não tenha chorado, a Camila no começo surtou, ninguém conseguiu toca-la pelo simples fato de estar aos prantos, em seguida ela adentrou a sua barraca, “trancando-se” lá dentro.

 

Enquanto isso o Liam ficou confortando o Zayn, que estava mais que arrasado. Louis e os outros ficaram lhe dando apoio moral, enquanto eu fiquei ali encostado na àrvore vagando com uma conversa sem ânimo com o meu pensamento.

 

-Ela não quer falar com ninguém. - Jade disse, após se afastar da barraca da Camila.

-Eu vou, tenho certeza que ela vai conversar comigo! - Levantei e bati as mãos na parte detrás da minha calça, limpando-a.

 

-Não acha melhor ficar aqui, antes que provoque uma outra desgraça. - Shawn zombou, mas num tom sério.

 

-Shawn….por favor….chega disso! - Pediu o Louis, com a cabeça deitada no ombro do Zayn.

 

-Sei que fiz merda, mas antes da Lauren morrer, ela me deu uma coisa que a Camila vai gostar de guardar para si. - Comentei, retirando o colar da mesma e o balançando no ar.

 

Isso de certa forma, calou o Shawn, assim como a todos que conversavam. Dei de ombros e caminhei até a barraca verde escura com cinza. Agachei, ouvindo o fungar da Camila do outro lado.

 

-Ei, Mila, sei que não quer conversa, ainda mais comigo….mas acho que tenho uma coisa aqui que vai querer! - Falei, mas ela permaneceu em “silêncio” - A Lauren me deu algo como também deixou uma mensagem para você.

 

-O quê? - Perguntou.

 

-Deixe-me entrar. Por favor!

 

Demorou alguns intantes quando Camila abre a barraca, se afastando na mesma hora, entrei, fechando-a logo depois. Olhei para a Camila, que estava abraçando uma blusa de frio da Lauren, seus olhos estavam inchados e fundos, o tom vermelho que eles emanavam mostravam seu estado caótico e arrasado. Meu coração apertou, assim que a vi.

 

-Quer um abraço? - Perguntei, mesmo tendo em mente.

 

Contudo, ao fitar seus lábios tremendo e uma respiração ofegante, Camila engatinhou na minha direção, me abraçou, chorando em meio a soluços, afaguei seud cabelos a acompanhando, porque aquilo também me machucava, embora eu não enxergasse isso antes, descobri que também sou humano.

 

-Por que ela teve que ir? Minha Lolo….eu senti que algo ia dar errado….ah Harry como dói! - Lamentou-se, molhando meus ombros.  - Ela tinha me prometido voltar, mas…

 

-Eu sinto muito Camz….eu queria ter feito mais! - Falei soluçando também, apertando seu corpo contra o meu - M-Mas eu ao menos pude trazer algo que ela me pediu.

 

Afastei-me da Camila, calmamente, puxando o colar do meu bolso, o ergui para cima, Camila se emocionou ainda mais, com as mãos tremendo ela o tocou, apertando o contra o próprio peito.

 

-Ela pediu pra mim te dizer, caso não voltasse, que te ama muito e que sempre estará contigo. - Toquei no seu rosto com o polegar.

 

-Minha Lolo, como sentirei sua falta meu amor. - Camila sussurrava pra si mesmo, em seguida me encarou com os olhos cheios - Ela já sábia, não é mesmo? Que não poderia comprir com a promessa que me fez. - Fungou com um sorriso triste.

 

Apenas mantive meu olhar nos seus.

 

-Sabe o que me dói mais? - Neguei - É o fato de terem a matado assim, de modo cruel, por eu não ter estado com ela….Não sei.

 

-Não tinha como fazer nada, qualquer movimento nosso ele atiraria, mas se te conforta, ela lutou muito! - Sorrir fugando - Bateu em alguns caras e desmaiou, daquele jeitinho Lauren Jauregui, marrenta e vitoriosa.

 

Camila solta uma risada fraca, mantendo as lágrimas percorrendo pelo rosto.

 

-Conte mais. - Pediu.

 

E lá ficamos, coversando com desdém, rindo e chorando, lembrando de tudo o que a Lauren fazia, vivia e aprontava, ao longo dos anos em que ela viveu conosco. De certa forma, Camila foi se acalmando, é claro que ela não iria superar essa dor assim do nada mas só o fato dela estar mais calma do que antes me deixava tranquilo.

 

Em questões de algumas horas, ela já estava deitada comigo, olhando para cima, depois da nossa longa conversa.

 

-Descobri que vocês dois tem um gosto comum, sobre o dia! - Camila cheirou a blusa da Lauren, fechando os olhos como se estivesse vivenciando um momento com ela na mente.

 

-O que? - Virei minha cabeça para o lado.

 

-Uma vez eu perguntei para ela, qual parte do dia ela mais gostava, manhã, tarde ou noite. - Camila me fita, sorrindo - Lauren disse que a parte que mais gostava era o finalzinho do dia, quando o sol está se pondo e a Lua nascendo logo depois. Ela dizia que era um momento em que eles estavam se encontrando, por mais que fosse por poucos minutos, pois enquanto o sol ia de um lado, do outro estava a lua, vendo o seu amor dormir enquanto a sua luz ilumina a noite, resplandecendo seu amor nunca visto.

 

-Eu a entendo, muito bem, se apaixonar mas nunca viver esse amor. - Comentei baixinho.

 

-Eu queria poder fazer uma coisa pra ela, que ao menos seu corpo estivesse aqui para que ao menos ela tivesse uma despedida digna. - Camila mordeu os lábios tristonha.

 

Foi então que uma ideia me subiu a mente, olhei meu relógio de pulso, vendo que era dez para as seis. O sol estava se pondo, para dar início à noite.

 

-Você pode, ainda temos tempo antes que o Sol se ponha. - Me sentei, sorrindo.

 

-O que tem em mente? - Camila me acompanhou.

 

-Faremos uma despedida para ela, pegaremos alguns dos seus pertences no mar, quando o sol se for, a lua preencherá o seu, olhará para cima e verá a Lauren lá em cima, encarnada na Lua, porque ela sempre foi. Se você quiser, é claro!

 

-Harry….eu quero, a coisa mais linda. - Me abraçou fortemente. - É tão maravilhoso, perfeito para a Lauren. - Selou seus lábios na minha bochecha.

 

-Posso te falar uma coisa? - Desvencilhei nossos corpos.

 

-Hum!

 

-Eu vou me afastar, okay? Minha presença não está sendo uma das melhores aqui! - Suspirei - Com razão, porque eu só fiz merda, bem, ninguém lá fora está querendo me olhar na cara e estou me sentindo deslocado. Resolvi que é melhor poupar minha presença até que o resgate chegou.

 

-O quê? - Ela arregalou os olhos - Mas, por quê? Pra onde vai?

 

Sorri triste.

 

-Não ficarei muito longe, apenas do outro lado da praia, aonde havíamos deixado o barco. Preciso de um tempo pra mim, se eu ficar aqui, bem, todos já me odeio, me sentirei como um entruso.

 

Sei que minha decisão era muito melodramática mas era necessária, depois da morte da Lauren, tudo me destroçou por dentro.

 

-Você pode ficar aqui comigo, eu vou precisar de alguém para conversar. Não é necessário que se isole Hazza. - Camila apertou a minha mão.

 

Eu queria muito poder acreditar que aquilo seria uma boa ideia, porém meu “eu” precisava refletir, eu já estava me sentindo um fracassado e o vilão de toda essa merda, talvez rever os meus atos sejam necessários.

 

-É para o meu bem, logo sairemos deste lugar e vamos seguir nossos rumos, quero poder estar de bem comigo mesmo, porque existem coisas que estão me trucidando aqui dentro. - Toquei no meu peito - E bem, não há muitos lugares nessa ilha, também não irei longe, ficarei logo aqui perto. Podemos conversar muito, fora que existem muitas pessoas que estão te dando carinho. - Sorri de lado.

 

-A culpa não é sua. A morte da Lauren foi algo - Camila engoliu seco - que aconteceria pois se aquele grupo tivesse encontrado nós, bem, iríamos tomar o mesmo rumo. - Tentou me consolar.

 

-Hey, estamos atrasados para o que temos que fazer. - Mudei de assunto, virando para o lado e tocando no zíper para abrir a barraca.

 

-Promete que ficará bem? - Camila tocou na minha mão.

 

-Prometo. - Sorrir novamente. - Pronta?

 

-Tenho que está. - Falou soltando um suspiro.

 

Saímos da barraca com as coisas da Lauren, para a surpresa de todos, viram que a Camila estava mais calma. Ela explicou o que iria fazer, tendo como resposta, o voto de sim para a pergunta de se eles aceitariam prestar uma homenagem para a Lauren.

 

Foi bom que não ouve balbúrdia, eu não iria ficar por muito tempo ali, mas a Camila insistiu para que ao menos eu acompanhasse ela e aos outros na hora de deixarem as coisas da Lauren sobre o mar, cada um ali, segurando um pertence da mesma, Camila e Zayn ficaram unidos e abraçados, mesmo que algumas horas tivessem passado, as lágrimas entre nós não faltou.

 

O que foi lindo, diante a tanta tragédia, foi as palavras que a Camila dizia para a sua namorada, diante ao pôr do sol, resplandecendo sua imagem. Havia um pequeno barco, que fizemos com flores e madeira unida, rodada por folhas de bambu, nela continha as coisas da Lauren, e uma foto sua que a Camila achou nas suas coisas.

 

-Assim como esse sol, se pondo, você meu amor está indo e deixando um calor gostoso no coração de cada um aqui. Porque você significou muito para nós e vai daqui para frente, quando esse sol se for, você nascerá novamente, com a mais bela lua que sempre foi. - Camila me olhou, sorrindo, assenti retribuindo e contente ao ouvi-la usar um poucos das minhas palavras ali - Eu te amo muito minha Lua, agora sou seu Sol, verei nosso amor quando a noite chegar. Obrigada por existir!

 

A mesma deixa o colar da Lua no pequeno barco, em seguida tirou o seu, juntando os dois, depois de um beijo demorado em ambos ela os coloca no mesmo lugar. Deu dois passos para trás e olhou para o Zayn, que diria as últimas palavras.

 

-Minha prima ervinha...minha companheira de fumo e conversas longas. Vou sentir sua falta, de tudo o que fazíamos, eu não sei como o mundo foi tão cruel e fez com que fosse embora, mas você ficará bem, não é? - Indagou fungando - Só queria ter muito a dizer para ti, eu…. Desculpa! - Zayn caiu aos prantos, Camila o acompanhou, puxando o mesmo para um abraço. - Eu amo você, prima!

 

Após as palavras do Zayn, ele e a Camila colocaram o barco no mar, ficamos ali olhando o partir, foi tão tocante e ao mesmo tempo doloroso. Me peguei desviando o olhar para o Louis, que abraçava. Com o coração apertado, soltei um suspiro.

 

-This time, This place,Misused, Mistakes,
Too long, Too late,Who was I to make you wait,Just one chance,Just one breath,Just in case there's just one left,Cause you know,you know, you know. - Niall começou a cantar Far Away do Nickelback. Surpreendendo a todos ali.

 

(Esse tempo, esse lugar,Desperdícios, erros, Tanto tempo, Tão tarde,Quem era eu para te fazer esperar?Apenas uma chance,Apenas um suspiro,Caso reste apenas um,Porque você sabe,Você sabe, você sabe)

 

-That I love you,I have loved you all along,And I miss you,been far away for far too long,I keep dreaming you'll be with me,And you'll never go,Stop breathing if, I don't see you anymore. - Camila o acompanhou sorrindo.

 

(Que eu te amo,Eu sempre te amei,E eu sinto sua falta,Estive tão longe por muito tempo,Eu continuo sonhando que você estará comigo,E você nunca irá embora,Paro de respirar se,Eu não te ver mais)

 

Louis olhou para mim enquanto Camila canta, mantive meu olhar sobre ele, sem esboçar nenhuma expressão apenas uma dor dentro de mim.

 

-On my knees, I'll ask,Last chance for one last dance,Cause with you, I'd withstand,All of hell to hold your hand,I'd give it all,I'd give for us,Give anything but I won't give up,'Cause you know,You know, you know. - Zayn juntou-se olhando para o Liam, que emocionava-se em excesso.

 

(De joelhos, eu pedi uma, Última chance para uma última dança,Porque com você, eu resistiria,A todo o inferno para segurar sua mão,Eu daria tudo,Eu daria tudo por nós,eu daria qualquer coisa, mas não desistirei,Porque você sabe,você sabe, você sabe)

 

Vi que ali seria a minha deixa, ninguém me perguntaria nada, eu simplesmente me afastaria, desvencilhei meus olhos dos de Louis e andei de volta para onde estávamos acampando, não ia deixar ninguém preocupado, afinal a Camila sabia de tudo, seria melhor assim, convenhamos a parte.

 

Peguei minha mochila, juntei minhas coisas e o suficiente para passar esse tempo fora, não esperava muita coisa com aquele tempo, mas quem sabe, eu conseguisse refletir. Com tudo pronto, coloco a mesma nas costas e caminho para longe.

 

-Pra onde vai? - Ouço aquela voz fina e doce do Louis, logo atrás de mim.

 

-Ãn...vou dar um tempo de tudo. - Fui sincero, sentindo as lágrimas ameaçando descer.

 

- Jura? No meio deste... okay, prefiro não dizer à palavra. - olhou ao redor da ilha repreendendo-se - Mas você sabe o quanto isso aqui é perigoso. Não estamos sozinhos aqui, não faça o que eu tentei fazer.

 

- Todos aqui me odeiam, o que mais vou ficar fazendo nesse lugar? - Engoli seco, era doloroso saber a verdade - A Lauren morreu porque você desapareceu, e motivado por mim, não discordo dos nossos amigos estarem me desprezando. Eu só faço mal às pessoas Louis, acho que meu destino é ficar sozinho.

 

Encarei seus olhos, deixando algumas lágrimas descendo sobre meu rosto.

 

- O que custa consertar as coisas? Sei bem que... - coçou a nuca - Pensa bem, se eu tivesse ter sido forte o suficiente, eu não teria ficado tão mau com o que você me falou. Incrivelmente eu agi com imprudência e isso nunca acontece, Harry -olhou seriamente para mim, ele parecia  preocupado - Se eu não fosse tão bobo, eu tinha ficado e ninguém teria se arriscado para ir atrás de mim, assim, a Lauren não tinha morrido. A culpa é minha. Então, por favor, se você for, pelo menos eu... vou tentar encontrar você.

 

Quando vi já estava chorando, eu nunca fui capaz de demonstrar meus sentimentos daquela forma, ouvir alguém que eu mais amava, mesmo ele não sabendo disso, me maguou muito.
 

Controlei um pouco os meus soluços para dizer:
 

-Se eu tivesse controlado as minhas palavras, pensado no que sentia, não teria fugido. Eu sei mais que ninguém, que não deveria ter mentido para mim mesmo, para você... - Toquei no seu rosto, ainda sim chorando - Eu menti Louis, quando disse que não me importo com você. Eu realmente gosto de você, mas - Engoli seco - Eu coloquei na minha cabeça que não sou digno de receber um carinho de alguém. Ainda mais de uma pessoa incrível como você!

 

Baixei meu olhar, estava soluçando, estava sendo tão duro. Mas era melhor.

 

Louis fechou os olhos ao sentir meu toque e morde levemente os lábios.
 

- Você quer que eu acredite nisso? - perguntou - Você está falando da mesma forma que disse da primeira vez... - suspirou.

 

-A Lauren me disse uma coisa antes de morrer, que eu nunca vou esquecer! - Mordi os lábios, deixando meu peito queimar.

 

- O que ela disse? - olhou bem meus olhos.

 

Suspirei.
 

-Ela disse que era para mim largar essa insegurança que tinha e liberar o cara legal dentro de mim. - Sorrir triste - Na hora eu não achei que essas palavras mexeriam comigo mas elas mexeram. Eu estou indo, para me encontrar, não quero machucar ninguém, você. - Me aproximei mais um pouco - No momento, nossos amigos me acham o vilão, eu concordo. Por isso vou ficar sozinho um pouco.

 

- Me deixe ir com você! - aproximou erguendo sua mão.

 

Neguei por mais doído que fosse, eu deveria enfrentar aquilo sozinho.
 

-Quando você sumiu, eu me senti um monstro. Eu não devia ter te machucado daquela forma. - Seguro sua mão - Não vou suportar ter uma crise e isso tornar a acontecer. Eu...tenho que ir!

 

- Não! - puxou a minha mão indo atrás de mim que já dava os primeiros passos - Isso aqui é perigoso, por favor... Harry!

 

-Vou ficar bem, prometo! - Funguei - Estarei do outro lado da praia, onde havíamos deixado o barco.
 

Sorrir como se aquilo fosse algo bom. De certa forma era,acho.

 

- Então eu vou com você - insistiu  - Não quero ficar longe de você... ninguém aqui te odeia, não é verdade, eu gosto muito de… -travou  - Eu me importo com você. Por favor, deixe-me ir junto, prometo não te encher... sei que você quer ficar sozinho, mas... você pode fingir que eu não existo, isso é fácil de fazer.  
 

Limpou discretamente seus olhos antes lágrima cair.

 

-O murro e as palavras do Shawn foram claras para mim. Fora que ninguém aqui está me olhando direito, eu até entendo. - Limpei suas lágrimas - Eu agradeço, mas se eu não precisasse disso para mim mesmo, deixaria que vinhesse comigo. - Falei olhando para os lados e depois somente para o Louis - Desculpa ter feito aquilo com você, juro que queria ser uma pessoa melhor, hoje, preciso ficar comigo mesmo. Entende?

 

- Eu te perdoo... - tocou na minha mão e voltou a olhar pra mim - Eu só que... só quero voltar a te ver…

 

Porque ele fazia aquilo comigo?

   Já estava difícil pra mim, agora ele me fazia isso, eu realmente não merecia alguém tão especial como o Louis. Fechei meus olhos, já debruçado em lágrimas.
 

Me aproximei dele, tocando nos seus lábios finos e rosados, desenhando cada traço dele, querendo beijá-lo, outra vez.
 

-Desculpa...tenho que ir. Por favor, junte-se aos outros. - Relutando me afastei dele.

 

Me senti completamente entregue nisso.
 

- Promete pra mim que vai voltar? - questionou me.

 

-Eu prometo que vou tentar. - Assenti sorrindo triste.

 

- Tentar? Está dizendo que eu nunca mais vou ver você? - não segurou as lágrimas - Tudo bem. Você pode ir, se é isso que realmente quer... Eu só te desejo o melhor.

 

-Vamos nos ver, porque temos que sair desse lugar. Acredito que logo virão nos achar. - Mordi os lábios - Eu agradeço por tudo, de verdade. Durma...bem.

 

- Harry! - chamo pela última vez. - Eu espero que você saiba, que nada disso é culpa sua. Eu sentirei sua falta. Eu não odeio você.

 

Se afastou.

 

Fiquei ali parado por alguns segundos o encarando ir. Estava feliz por saber que ele sentia aquilo por mim, mesmo que eu não mereça.

Caminho para mais longe, entre a mata, encontrando o outro lado. Deixei minha mochila no chão e sentei na areia, coloquei a cabeça entre as pernas e chorei, chorei até não poder mais. Eu só não esperava que fosse sentir aquilo novamente, aquela dor profunda de não querer ser eu mesmo, de ser melhor para o Louis.


 


Notas Finais


Desculpem os erros, não revisei:-\
Espero que tenham gostado
Até o próximo capitulo :-*
@SweetGirlr xxX


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...