História Sussurros de Uma Suicida - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 16
Palavras 1.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - "Início da Dor" - Dia Chuvoso




Há algumas semanas eu já estava triste, creio que eu sabia que viria uma maré de sofrimento e minha alma já começou a projetar aquilo, para que eu pudesse me acostumar com a dor e a tristeza que me acompanharia dali pra frente.
Eu estava em casa como sempre, deitada ouvindo uma música, ela era lenta e melancólica, estava chovendo e aquilo me deprimida ainda mais. Eu sentia que faltava algo em mim, eu estava vazia, incompleta, o problema é que eu não sabia o que eu teria que fazer para preencher o meu vazio, ele era insuportável, ele me machucava, me cortava por dentro, sentia uma dor, uma sufocaçao. Bem, era doloroso sentir-me assim, e não saber o que fazer.
A chuva só foi aumentando, as gostas caiam no telhado, fazendo um barulho muito forte, mas eu não me importava e eu estava muito ocupada com minha tristeza, para prestar atenção às coisas ao meu redor.
Tudo estava tão escuro ao meu redor e sem ninguém para me guiar, eu sentia que estava prestes a cair em um buraco sem fim e que não conseguiria me levantar, vários obstáculos que pareciam somente para me atrapalhar, e que eu iria me machucar e que demoraria demais para sarar. Aquilo tudo era difícil pra mim, a minha mente mexendo comigo, me fazendo pensar em coisas horríveis, me fazendo pensar na minha tristeza, na minha dor e na minha angústia, mas eu me mantive  forte, pelo menos naquele dia, eu fiquei forte.
Nossa que Sensação Mais esquisita eu sentia, mais dolorosa, era algo me corroendo por dentro, me matando. Eu ficava me perguntando: Como consigo me senti tão vazia, parecendo está tão cheia por dentro ? Como consigo me sentir solitária estando rodeada de pessoas ? Isso era tão contraditório, eram coisas extremamente diferentes e estranhas, e sem respostas e ao mesmo tempo tão deprimente, me sentir tão mal, ao ponto de não conseguir me explicar, que eu não consigo dizer porque que não consigo achar motivos para voltar a sorrir.
Sem motivos eu comecei a chorar, era um choro intenso e doloroso, creio que se alguém me viesse naquele momento, choraria comigo, pois ele era verdadeiro, e emocionante, ele levaria qualquer pessoa ao choro, faria até a pessoa mais fria, chorar. Ele foi um pequeno alívio, tirou uma angústia que tinha dentro de mim, além do mais, as pessoas dizem que chorar alivia a alma. Aquele choro estava fazendo isso, mais ainda assim, meu peito doía, mesmo chorando tão  intensamente, tinha dor dentro de mim, que eu nao6 conseguia tirar, ela era uma pequena dor, mas ela incomoda tanto, me fazendo, sentir -me tão mal, tão fraca e inútil.
Mais meu choro, continuo durante um bom tempo, eu não conseguia me controlar, e as lágrimas desciam sem parar, eu estava vermelha, meus olhos já estavam inchados, sentia o salgado das minhas lágrimas tocarem os meus lábios, não  sei o motivo, mas eu sorri levemente quando senti o gosto, mas logo voltei-me a chorar descontroladamente, uma dor intensa vinha de dentro, uma dor insuportável que vazava pelos meus olhos em forma de lágrimas, uma dor indescritível que mal me deixava respirar, uma vontade de arrancar o meu coração do peito rodava meus pensamentos entre lágrimas.
Fiquei ali durante longos minutos, tentando me controlar, e só  me contive porque meus pais chegaram em casa, eu sai correndo pela casa, peguei minha toalha e fui pro banho, pois eles não  podiam me ver daquele modo. Eu chorei mais uma vez no banheiro, as lágrimas se misturavam com a água quente do chuveiro, enquanto eu encostava na parede e escorregava, assim me sentando no chão e chorando mais, eu me contive e sai do banho, meus olhos ainda estavam muito vermelhos, ninguém perguntou o motivo, eles devem ter achado que algo caiu em meus olhos durante o banho, mas eles não faziam ideia do que realmente havia acontecido.
Eu logo fui me deitar, queria dormi logo, pra ver se aquele dia ruim passava logo. E assim eu fiz, deitei e demorei longos minutos para conseguir dormir, meu corpo estava exausto, mas consegui dormir, pena que acordei na madrugada. Eu tive que me levantar, pois não conseguia voltar ao sono, fui para sala, assistir TV e tomar um copo de leite.
Comecei a assistir um filme, não me recordo o nome, mas ele era de drama, então chorei com o filme e continuei a chorar, porque eu estava triste. Não sei por que me sentia tão mal, sendo que nada de errado havia acontecido, creio que isso é normal, às vezes se sentir tão  mal ao ponto de não conseguir parar de chorar.
Naquele momento, eu já não ligava se alguém me visse chorando, pois eu não  conseguia mais controlar a minha dor. Penso até  hoje, como podemos sofrer tanto, por coisas tão míseras e pequenas ?
Aquilo me matava por dentro, aquelas perguntas em minha cabeça, aqueles pensamentos, tudo aquilo ao meu redor, estava me machucando e eu não entendia o motivo do meu sofrimento. Eu  queria respostas, mas eu não ia atrás, eu só continuava a chorar, pensando que minhas lágrimas mudariam algo. Elas escorreram e secaram em minha face, elas não serviram para absolutamente nada, porque até a dor que ela alivia, voltava.
Eu caí no sono depois de tanto chorar, de tanto me lamentar, por algo que não existia, que não era real. Até em meus sonhos, minha dor veio me atormenta. Eu sonhei que eu estava sozinha no meio de uma rua escura, sem nada ao redor, era uma escuridão imensa, e eu estava perdida, sem ninguém ao meu lado, eu estava ao pranto, jogada na calçada, chorando feito criança, gritando SOCORRO.
Foi horrível meu sonho, parecia ser tão real, que acordei realmente chorando, eu estava simplesmente dilacerada, pensando que aquele  sonho, era verdade, que era real, mas só havia sido um sonho, na realidade um pesadelo, mais eu não queria acreditar nisso, eu achava que aquilo era real e que iria acontecer de verdade, que eu ficaria sozinha na escuridão da vida, sentindo-se triste e vazia.
Eu me recompus, e ocupei meu dia naquela tarde, mesmo fazendo várias coisas, eu ainda me sentia mal, aquilo estava ficando tão monótono, que eu estava cansada, de sofrer sem motivo. Eu pelo menos queria um motivo para sofrer, pelo menos ter alguma coisa, era horrível sofrer sem nenhum motivo .


Notas Finais


Então amores. Isso foi tudo por hoje 😄❤ logo logo irei está postando o próximo Cap. Bjs amo vcs 😍❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...