História Sweat Hell - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Maricat, Marichat, Miraculous
Exibições 95
Palavras 630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mecha, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que adorem

Capítulo 1 - Battle Wounds


Fanfic / Fanfiction Sweat Hell - Capítulo 1 - Battle Wounds

"Não precisamos de muitos motivos para amar alguém de verdade "

...    

Um estrondo 

Chat cambaleava pela sala escura de Marinette totalmente alheio a dor que o torturava incontáveis vezes , por mais que tentasse se manter lúcido o sangue escorria por seus dedos pelo corte profundo abaixo de abdômen. 

Marinette largou o lápis que mordiscava fervorosamente tentando entender a difícil lição de casa , uma redação de 100 linhas sobre a revolução francesa e ela estava atualmente na décima linha . 

Estava apavorada 

Seus pais deveriam voltar daqui a três dias e não haveria ninguém além dela naquela casa , por mais medrosa que seja enfrentou o medo . Agarrou com os dedos frágeis e brancos pelo sangue preso o único troféu que possuía debaixo da cama e seguiu cuidadosamente pelas escadas até a sala escura , o breu total á assustava e com a respiração ofegante e desregulada Marinette procurou controlar os batimentos acelerados daquele tambor dentro do peito 

Seguiu esbarrando em quase tudo e quando se deu conta de uma leve sombra se movimentando correu para acender a Luz,  dedilhou a parede  procurando pelo interruptor  ainda com os olhos arregalados e quando a luz iluminou aquele lugar um pavoroso silêncio seguiu minutos depois da risada rouca de chat 

-Sei que estou ...- gemido de dor - mal , mas não precisa me olhar com esse rosto - Marinette deixou o objeto pontiagudo cair no chão amadeirado ecoando por toda a sala , correu rapidamente para a cozinha derrubando absolutamente tudo , o sangue de chat escorria pelo carpete o manchando e formava uma pequena poça no chão 

Ela correu para a sala com um kit de primeiros socorros , sua expressão de preocupação era notável até mesmo para Tikki que parecia observar a cena de longe . Chat gemeu de dor quando os dedos trêmulos de Marinette rasgaram sem hesitar o uniforme de couro dele , ainda que os espasmos fosse fortes não á impediram de remendar aquele enorme corte . Chat continha a dor , aquilo corroía Marinette que fora obrigada a costura-lo 

-Onde aprendeu isso ..- era falha a sua voz mas mesmo assim alto o suficiente naquele silêncio 

-Não fala nada , eu só quero te ajudar, por favor . -Marinette não descansou até o sangramento parar meia hora depois , o colocou confortável no sofá limpando o pouco de sangue restante ao redor da faixa que cobrirá todo o seu abdômen até o peitoral forte de chat 

Marinette buscou acalmar sua euforia e em puro relance passou uma das mãos nos cabelos loiros e colados pelo suor do garoto . Era quase que sufocante vê -lo sofrer assim , seu parceiro que tão Alegre continuava a sorrir mesmo com uma dor agonizante 

-Gosto disto ...- ele parecia ronronar e fechar os olhos cautelosamente enquanto Marinette , ainda com lágrimas  nos olhos sorria para ele . 

-Posso te pedir uma coisa? - um sussurro quase que inaudível saiu dos lábios esbranquiçados de chat 

-Somente uma coisa - ela ainda relutante sentou ao seu lado evitando a poça de sangue que deveria limpar depois que Chat descansasse 

-Cante pra mim ... Por favor 

-Catarei ... somente uma parte da música. Depois descanse por favor - Ele concordou e com calma Marinette se posicionou com os lábios acima de seu pescoço 

" Meu sangue suor e lágrimas , minha última dança . Pegue tudo e vá  

"Sua doçura está ao ponto da amargura "

Enquanto cantava chat fechou os olhos ternamente sussurrando um singelo 

"OBRIGADO" 

Aquela simples palavra de gratidão á fez suspirar , mas por alguma razão ela preferiu ignorar aquele sentimento pós com ele viriam perguntas e as respostas que ela tanto temia 

" Não esqueceremos da promessa que fizemos , agora e para sempre "



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...