História Sweet and eternal Blood... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Exibições 55
Palavras 690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - My blood sweat and tears


Tudo sempre deveria começar como uma bela história que agradaria qualquer ouvinte, com contos de fadas, princesas, príncipes, tudo no mundo na fantasia. Mas isso não existe.... 

Isso tudo não passa de histórias para disfarçar cada conto maligno de conto de fadas, o meu nunca foi um e logo você entenderá o porque... 

Meu nome é Lua Dakamaki, voce deve esta se perguntando Dakamki? Sim, minha mãe a muito tempo teve um caso com um vampiro da família Dakamaki, mesmo ela sendo comprometida a Karl Sakamaki não desistiu de seu amor, ambos tiveram um lindo romance. 

Até serem descobertos pelo meu avô que fugiu com a família para longe da familia Dakamaki, pois as mesmas viviam em guerra com os Sakamakis e se soubessem que a futura esposa do filho mais velho do rei dos Sakamakis, eles declariam uma guerra que poderia destruir espécies. 

Mas, como meu avô havia levado minha mãe ele esqueceu de um pequeno detalhe, a mesm havia entrega do seu corpo para seu amante, e desse amor eu nasci, mas nunca pude presencia-ló pois os mesmos pagaram um grande preço pelo seu erro. 

O filho mais velho da familia Dakamaki foi morto por Karl, o filho  mais velho dos Sakamakis, nunca pude conhecer meu pai, mas tenho certeza que o mesmo amou minha mãe imensamente. 

Mamãe foi obrigada a se casar com Karl nos seus 15 anos, Karl na época havia feito seus 26 anos, ele não se importou se minha mãe estava grávida ou não, abusou diversas vezes dela e bebia seu sangue... 

Sim, ele era um vampiro assim como meu também ja foi um. 

Logo quando nasci, minha mãe me deu o nome de Lua, pois era pálida demais, meus olhos possuíam um brilho roxo e meus cabelos negros como a noite, eu era semelhante a família de meu pai, o que dava mais raiva para Karl. 

Apenas sei disso tudo pois consegui durante que minha mãe grávida, eu visitava constantemente suas memórias e sempre a ouvia chorar e nunca havia compreendido o porque. 

- Lua olhe pra mim - disse minha mãe segurando meu rosto entre suas mãos trêmulas - mamãe te ama, saiba disso, voce nunca foi um erro! Independente do que seu pai disser sempre o trate com amor e minha querida não deixe de sorrir.... 

As portas foram abertas ppelos guardas que adentraram o quarto onde estavam Lua e sua mãe, a criança não entendia o que estava acontecendo, então abraçou sua mãe com medo. 

- estlo con medo nanãe! - reclamou a pequena agarrando seus bracinhos na mesma que beijava sua cabeça e lhe abraçava forte. 

- chega de tanta cena Milena - disse Karl adentrando o quarto 

- não até você me deixar em paz! - gritou Milena - não vou permitir que levem minha filha de mim! Ela ainda não desmamou! E eu tenho o direito sobre ela! 

- você não tem mais nada depois que se deitou com ele - disse Karl - passe a menina! 

- ninguém tocará nela!  - disse Milena abraçando a filha com força 

- guardas - disse Karl 

Os guardas foram até Milena que tentou se defender dos mesmos que pegaram sua filha que começou a chorar pra ficar com a mãe. 

- faça essa menina calar a boca! - gritou Karl 

O guarda que segurava a criança a levou para longe daquela sala ainda ouvindo os constantes gritos de Milena que era fuzilada pelo seu erro de ter traído seu marido. 

- aquele verme nunca saberá o que é felicidade - disse Karl no ouvido de Milena que aos poucos morria - divirta-se no inferno com seu amante 

Milena deixou uma lágrima escorrer de seus olhos ao ouvir que sua filha iria sofrer e ela nunca estaria lá para lhe ajudar... 

- eu lhe rogo - disse Milena - proteja... minha... filha... Ippi

O demônio sorriu com o pedido e logo se levantou e foi até Milena e apertou sua mão selando o acordo. 

- o que está feito nunca será desfeito... - disse Ippi com os olhos vermelhos brilhantes encarando o corpo sem vida de Milena que já havia morrido. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...