História Sweet Blood - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Exibições 156
Palavras 1.048
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bem... primeiramente vez que posto pelo celular :v não deu tempo de editar direito e fazer capa e tals... Eu tive a idéia do nada e foi ahsuahsuasu. .. Bem. .. Nos vemos nas notas finais e... preparem - se pro hentai '3'
Boa leitura

Capítulo 8 - Capítulo o8: A gota d ' água


Fanfic / Fanfiction Sweet Blood - Capítulo 8 - Capítulo o8: A gota d ' água

 

Como separar obsessão de desejo, e o desejo do amor, e o amor da ligação. Era essa pergunta que Chanyeol se fazia todos os dias, ele se pegava pensando nisso pelo menos 10 vezes ao dia. Se pegava cobiçando o sangue dela e o sangue de quem a tocasse... ela pertencia a ele não?

-Já pensou que com essa ligação, você esta machucando ela? Você esta machucando os dois? –Xiumin ergueu as sobrancelhas apoiando o indicador no lábio.

-Estou protegendo ela! Já pensou que sem a ligação... aquele homem...

-Os nove juntos conseguem detê-lo sem esforços.

-Não conseguimos, Xiumin. E ele é assunto meu!
-Por que não conseguimos? E desde quando isso é assunto SEU –Xiumin ironizou o “seu”.

-Já lutei com ele, sei do que ele é capaz, só sobrevivi por que... ou ele foi idiota de me deixar viver, ou teve misericórdia..

-Ou por que você é o “mais velho” e queridinho dele....

Chanyeol apenas ignorou esse comentário e continuou:

 -... E isso é problema meu pelo simples fato de que ela pertence a mim.

-Ela não é um objeto para pertencer a você.

Chanyeol deu de ombros e começou a sair do quarto. Mas então parou e olhou Xiumin por cima do ombro.

-E Kai?

-Ainda esta desacordado.

-Ele esta em coma.

-Quando Gravil sentiu você sendo apunhalado... ela acordou e quebrou abruptamente a ligação. Isso afetou a mente de Kai. Mais um motivo para você quebrar a ligação, Chanyeol.

Chanyeol o ignorou e saiu andando.

      Entrou lentamente no quarto de Gravil ouvido o suave som do chuveiro ligado... e simplesmente não resistiu, caminhou ate o banheiro e abriu o porta, vendo a silhueta perfeita da menina e a puxou para si. Não se importava com o fato dela estar em baixo do chuveiro ou de se molhar, passou o braço ao redor da cintura dela e a forçou a ir para trás, cravando as presas na clavícula clara da garota, sentiu a menina estremecer com o ataque repentino e abriu os olhos, a agua que escorria por ela lavava o sangue que jorrava da mordida. Ele segurou o queixo dela com a ponta dos dedos e a beijou, travando-a totalmente na parede, para sua sorte ela não reagiu, apenas correspondeu ao beijo de forma tímida e envergonhada. Ele a afrouxou e acariciou os fios da mesma, mordiscando de leve o lábio inferior dela.

-Chany... –ela ergueu os olhou ate os dele –O que esta fazendo...

-Shh... –ele colocou o polegar gentilmente por cima dos lábios dela –Se quiser... posso par...

-Não –ela sorriu o cortando e o beijando novamente puxando-o contra si, logo deslizou as mãos pelas costas dele ate chegar a barra da camiseta larga dele e começou a tira-la. Chanyeol não reprimiu um sorriso quando lentamente subiu uma das mãos aos seios dela e apertou, ela reprimiu um gemido mordendo a lingue dele, Chanyeol riu, repetiu o ato começando a massagear os seios dela, ate que a mesma sussurrou contra o pescoço dele:

-Chan... Aqui não. –ela arfou contento os gemidos que vinham com a massagem nos seios.

O garoto assentiu sorrindo e a puxou pela cintura, fazendo-a passar as pernas pela sua cintura, e a beijou. Gravil se segurou bem nele correspondendo ao beijo na mesma intensidade, mordeu os lábios dele quando sentiu a dureza do mesmo contra si.

Lentamente Chanyeol a deitou na cama ficando por cima, desceu beijando-lhe o colo ate chegar ao seio esquerdo, mordiscou levemente o bico e começou a chupa-lo. Ela gemeu baixinho segurando nos cabelos dele arqueando levemente as costas, e desceu as mãos arranhando as costas dele com força, até chegar a calça do mesmo, seguiu deslizando os dedos até encontrar o botão e o zíper. Os abriu e começou a se livrar das peças irritantes. Ele a ajudou voltando a morde-la no pescoço, assim que se livrou das peças se virou para que ela ficasse por cima. Deixou que ela deslizasse até o lugar certo e começou a penetra-la lentamente. Mordendo os lábios ela abafou gemidos roucos e altos enquanto as mãos dele lhe seguravam a cintura fina estimulando movimentos de vai e vem.

Os gemidos que aumentavam com os movimentos mais brutos, fortes e rápidos eram abafados por beijos intensos e brutos, ela sentia a pele arrepiar, um calafrio delicioso percorrer o corpo mostrando que estava próxima ao ápice, sentia como uma onda dentro de si, a levando ao auge quando teve o orgasmo sentindo ele lhe preencher por dentro e a acompanhar. A onda simplesmente passava. Ela se curvou ofegante e o beijou, deitando ao lado dele sentindo os braços do mesmo a envolverem, ela podia jurar que ouvira um “eu te amo” sendo murmurado por ele. A respiração dele vinha de encontro com o topo da cabeça dela a causando arrepios, sentiu o corpo dele tremer em uma risada:

-O que foi? –ela perguntou erguendo minimamente o corpo para olha-lo.

-Nada –ele sorriu.

-Serio, o que foi? –ela estreitou os olhos.

Chanyeol riu e a beijou na testa:

-Não foi nada –e começou a se levantar.

-Já vai?

-Vão começar a procurar por mim, e não quer isso...

-Novamente tentou se afastar de mim? –ela o cortou vendo o mesmo se vestir.

-Eles querem isso. Acham que seria melhor, deixaria você fora de perigo. Eu acho que isso só te coloca na mira.

-Ainda não entendi isso.

-Não precisa entender, só deixar que a gente cuide disso.

-Vocês correm perigo por mim –ela ergueu as sobrancelhas –Kai esta em coma por minha culpa!

-Não é sua culpa. –ele emoldurou o rosto dela com as mãos encostando a testa na dela –Ele é O Telepata. Sabe que isso é um fardo e ele sabe se virar, logo estará de volta, acredite nisso.

-Mesmo assim, se eu não tivesse acordado...

-Se for por isso a culpa é minha –ele deu um leve sorriso –Como em muitas coisas. Eu fui apunhalado. A ligação a MIM te acordou.

-Você... tem razão. Mas quem te apunhalou?

-A garota que eu pensei que tinha matado não era uma vampira comum, era uma primata.

-Primata?

-Sim, depois Chen ou Xiumin explicam isso –ele sorriu beijando-a mais uma vez e saindo do quarto.

Aquilo ficou na mente dela a assombrando, precisava quebrar a ligação o mais rápido possível.


Notas Finais


Okay. .. Ficou meio ruim né?
Desculpem nunca tinha narrado nada em baixo do chuveiro... É sla fiquei com vergonha quem acompanha minhas fics (a original por exemplo) sabe que escrevo essas coisas assim de boa.. Mas sla deu vergonha ><
Espero que tenham gostado, me ajudam a formar um shipp? Ashahuahaah... Esses dois merecem né?
Etto.. Quando eu estiver no PC eu coloco a capa e tals... desculpem os erros é a primeira vez que posto pelo celular.
Comentem o que acharam e tals. Você já sabem né ❤
Beijos e até a próxima ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...