História Sweet Blood - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Bts, Jimin, Mistério
Exibições 40
Palavras 1.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeonghaseyo!!!
Eu espero que gostem dessa oneshot!
Veio esta ideia na minha mente e resolvi escrever. ~

~ Boa leitura 💙

Capítulo 1 - But it's too sweet


Fanfic / Fanfiction Sweet Blood - Capítulo 1 - But it's too sweet

A brisa fria das ruas de Seoul bateram em meu rosto, eu senti um leve arrepio no meu corpo, era já tarde da noite e estava andando pela cidade.

Aquele vilarejo era aterrorizante, as ruas eram vazias e cheias de sombras, fazendo com que eu sentisse um aperto no coração cada vez mais, eu estava perdida e não sabia como voltar.

A única coisa que iluminava era a luz do luar. Eu pude ouvir um lobo uivando, já não podia prosseguir meu caminho, eu tinha medo. Aparentemente estava em cima de uma ponte.

Me encostei ali e suspirei, estava cansada de andar, havia perdido o rumo. Eu não havia nada para me auxiliar. Olhei ao meu redor e via apenas escuridão, sentei-me no chão e me permiti chorar.

De repente, quando eu já estava sem consolo, sinto algo surgir nas trevas. Eu não pude identificar o que era, apenas me levantei e fui andando até a esquina e tentei enxergar algo. A única coisa que pude ver era um vulto e neste vulto, seus olhos se destacavam, eram cor de mel, eles eram brilhantes, quase que iluminavam o local escuro.

Dei dois passos para trás e novamente a brisa fria pairou no meu rosto. A criatura sai das sombras e eu pude vê-la melhor, na luz do luar. Era um garoto, não um garoto qualquer. Engoli em seco e o fitei, o mesmo levantou seu olhar até mim.

Garota. — Aquele garoto disse ao me olhar e se aproximar de mim. Sua voz tinha um tom intimidador.

Quem é você? — Eu dei mais outro passo para trás. Ele nada disse, apenas sorriu. Aquele sorriso meu deu medo. — M-Me responda!

Você faz muito barulho. — Ele se aproxima de mim outra vez. E consequentemente eu vou andando para trás. Até bater na lateral da ponte, me desequilibrando e fazendo meu corpo cair lentamente para trás.

Eu não o vi mover um músculo para me ajudar, o garoto já estava me segurando em seus braços. Que tipo de criatura ele era que chegaste tão rápido assim?

Analisei cada parte do seu rosto. Levei minha mão até sua face, sua pele era quente e macia, seus cabelos eram alaranjados e sua boca era atrativa. Eu corei ao perceber que o mesmo me observava e aproximava meu rosto ao seu. Tentei recuar mas não obteve sucesso.

Me solta! — Eu estava a centímetros do seu rosto. Senti sua respiração na minha face e seus olhos me hipnotizarem de uma certa forma, eu já não conseguia desviar o olhar.

Seus lábios tocaram os meus, fazendo-me fechar meus olhos. O garoto pede passagem e eu cedi, aumentando gradativamente o ritmo de nossas línguas. O beijo se torna mais intenso e ele me põe no chão, podendo assim segurar meu rosto e o beijo se tornar selvagem.

Seu gosto era tão doce. Doce até se tornar um gosto metálico. Ele interrompe o beijo ao também sentir o gosto metálico em sua boca. Havia mordido meu lábio inferior, cortando-o.

Too bad

(Muito ruim)

But it's too sweet

(Mas é tão doce)

It's too sweet, it's too sweet

(É tão doce, é tão doce)

Too bad

(Muito ruim)

Eu não sabia como reagir, havia beijado um estranho, estava perdida e não sabia o que ele podia fazer comigo agora.

Delicadamente ele põe seus dedos em meus lábios cortados e tira o excesso ali. Ouvi ele ronronar e uma cauda aparecer atrás dele, logo duas orelhas de gato também apareceram, o que ele era?

Eu sou um híbrido. Híbrido de gato.— Ele lia meus pensamentos também?

Dei um passo para trás, com medo do que ele poderia fazer comigo. Eu estava tão indefesa que qualquer coisa contra ele seria inútil. Ele era forte e possuia garras. Pensei em correr, mas nada adiantaria, ele pode muito bem me ver no escuro.

Por favor, me mate suavemente
Por favor, cubra os meus olhos com as suas mãos
Eu não posso negar, de qualquer modo
Eu não posso fugir, de qualquer modo
Você é muito doce, muito doce.

Não fuja de mim. — Sua voz ecoou pelo local.

O que quer de mim? — Eu parei de andar para trás, me rendendo por completo.

Seu sangue. Seu doce sangue — ele passou sua língua por seus lábios.

Eu lhe darei o que queres. — Me aproximei do mesmo. Sem hesitar ele junta nossos lábios e outra vez repete o mesmo processo antes feito.

Você é tão doce. — ele saboreia o líquido em sua boca.

Nunca tinha visto algo parecido. Um híbrido de gato precisar de sangue humano. Ele não é um híbrido normal.

Seu sangue é raro. — Ele me tira do transe. — Não pode ser desperdiçado.

Num ato rápido ele se vira e caminha pela rua escura. Eu novamente estaria ali sozinha, sem rumo.

Espere! — O chamei e o mesmo vira para trás, esperando que eu dissesse algo. — Posso ir com você?

Comigo? Que humano gostaria de conviver comigo?

Eu. — Fitei o chão.

Pois então venha. Seja minha. — um sorriso brotou em seus lábios. Aquele mesmo sorriso assutador. — Não tenha medo.

Dei alguns passos até ele. Parei ao seu lado e o mesmo me olhava, como se a qualquer hora fosse me atacar. Eram instintos de felinos. Pode parecer loucura, mas tudo que ele faz me atrai. A maneira que ele fecha suas pálpebras, o ronronar e até mesmo seu sorriso assustador, que me dava medo.

Afinal... qual é seu nome?

Park Jimin. — Eu diria meu nome se ele não tivesse me interrompido.— E você é a S/N.

Como sabe?

Eu sei muito mais do que você pode imaginar. — Ele desvia o olhar e continua caminhando, eu andei atrás do mesmo.

Too bad

(Muito ruim)

But it's too sweet

(Mas é tão doce)

It's too sweet, it's too sweet

(É tão doce, é tão doce)

Too bad

(Muito ruim)


Notas Finais


Gostaram? Foi algo rápido e simples... era só uma oneshot, mas irei fazer um capítulo extra :).

Tenho outras fics também!

Eu te amo (JungKook): https://spiritfanfics.com/historia/eu-te-amo--imagine-5897896

My Boss (Taehyung): https://spiritfanfics.com/historia/my-boss--imagine-6340629


Kissus ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...