História Sweet Choice - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Exibições 11
Palavras 1.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá bolinhos de arroz <3
Essa é minha primeira fanfic jikook, e desde já me desculpem pelos erros.
Espero que gostem e boa leitura <3

Capítulo 1 - Altos e Baixos


Fanfic / Fanfiction Sweet Choice - Capítulo 1 - Altos e Baixos

 

Jimin, 23 de outubro, 22:34h

 " Estou no ponto mais baixo de minha dignidade, - se é que ainda tenho algum pingo da mesma - estou em um poço de desgraças. "

Durante todo esse tempo eu tive muitas escolhas, e talvez você também. Eu tive que escolher muitas vezes entre as tentações ou as coisas certas mas para a tristeza da cara sociedade eu não escolhi  ser o garoto gentil  e sorridente que exala  felicidade a todos. E com minhas escolhas eu recebi consequências, as piores possíveis, ao ponto de o poço de desgraças em que me joguei não possuir fundo. 

Escrevia em um pedaço de papel.

                                                                                                       ****

 As ruas estavam frias e do meu canto baixo e sujo podia ver os passos das agasalhadas pessoas, papeis estavam sendo carregados pelo vento e em meio a eles estava a minha tentativa de escrever sobre mim da melhor forma se é que isso é possível. 

    Suspirei.

    - Talvez o mundo esteja pegando de volta tudo o que peguei emprestado - sussurrei. Levanto-me dando batidas em minhas calças rasgadas na tentativa de não parecer tão imundo.

                                                                                                        **** 

22:58h

  Por mais que eu tenha feito isso muitas vezes o nervosismo sempre percorria meu corpo, agonizante. O mercado era pequeno e nem ao menos câmeras haviam ali , caminhei pelo curto corredor  observando vários frascos e pacotes - "Vodka" - li com uma garrafa em mãos, a enfiei dentro de minha mochila surrada acompanhado-a de muitas guloseimas que me renderia um bom lanche pela semana. Meus passos estavam calmos e caminhei observando tudo com interesse, eu podia ouvir sapatos na mesma sintonia que os meus -  " Porra... está perto, relaxa Jimin, relaxa"  - pensamentos percorriam minha mente.

     - Você acha mesmo que vai sair sem pagar?  - uma voz rouca invadiu meus ouvidos  e os passos tomaram velocidade 

     Merda

  A única coisa que escutei foi  o barulho da porta batendo bruscamente, eu sai correndo o mais rápido que conseguia e por um bom tempo estava sendo seguido, o que não demorou muito para ser deixado correr sozinho pela calçada, meus suspiros de cansaço foram substituídos pelo meu silêncio. Caminhava pelas ruas tranquilamente. 

Um aglomerado de pessoas se distribuíam em frente uma boate, garotas magras com roupas extremamente curtas se revoltavam com o segurança.

- Você acha mesmo que tenho quinze anos? - uma voz irritadamente fina saiu exaltada dos lábios da garota - Olhe para esses seios! - ela apertou os mesmos.

Franzi o cenho e ainda me pergunto se foi pelas palavras ou pela atitude da garota. Meus passos ao menos ecoavam ali, a música preenchia a rua.

- Porra! Não tá me vendo aqui seu idiota? - palavras foram cuspidas contra meu rosto, seus cabelos negros se destacavam em sua pele branca e corada, provavelmente bêbado - Sai logo da minha frente antes que eu quebre essa sua cara!

- Vê se me erra. - respondi breve continuando a caminhar pela calçada

Casais estavam se engolindo encostados no muro, o cheiro de maconha podia ser sentido facilmente. Passando por um beco escuro e estreito eu podia ouvir gemidos nem um pouco discretos. Sempre nos mesmos lugares...

Revirei meus olhos.

                                                                                                            ****

00:16

Andar todo esse tempo valeria a pena, já estava em frente o motel. Fazia um bom tempo em que eu não dormia em um lugar descente ou tomasse um banho de verdade, entrei na recepção e uma mulher expressava todo o seu tédio na pior expressão possível, concentrando os olhos em uma revista.

- Um quarto - soltei localizando meu braço sobre o balcão

Ela efetuou meu pagamento sendo o mais lento que conseguia. 

Suspirei

                                                                                                           **** 

A luz era baixa e amarelada, os lençóis brancos se destacavam no quarto rústico, algumas toalhas estavam sob os mesmos, não era nada luxuoso mas para mim era mais que perfeito. Deixei minha mochila jogada um um sofá e caminhei meu despindo até o banheiro. Um banho quente. Finalmente uma sensação agradável, retirar toda aquela sujeira de mim, até mesmo os últimos vestígios das mãos nojentas que me invadiram sem minha concepção. Hoje eu o ignorarei, irei me conter.

" Hoje sonharei de uma boa forma, um sonho que não me presenteie com rótulos de vagabundo ou um drogadinho de merda"

Os lençóis estavam quentinhos e macios, afundei-me mais entre eles, uma sensação de segurança me fez suspirar e adormecer. Essa será uma das poucas noites boas de minha vida.

                                                                                                           ****

Jungkook, 23 de outubro, 00:47h 

Quem ele acha que é pra fazer isso? - Suga resmungava com seu braço enganchado em sua namorada - Eu vou pegar aquel...

- Cala a boca cara - Namjoon disse olhando em direção ao garoto embriagado - Você deveria ir pra casa, não sei como Ryu tá te aguentando. 

- Nem eu sei - a namorada sussurrou. - Vou chamar um táxi, e você não se atreva a recusar - encarou Suga, ele apenas assentiu e assim murmurando coisas sem nexo algum. 

Mais um vez gorfei na calçada. 

- Uugh! - Namjoon disse com uma expressão de nojo - Acho que você também deveria ir bebezão, quer carona?

- Não me chame assim - Ser o mais novo sempre rendia muitos apelidos, e na maioria das vezes muitas piadas -  E relaxa, eu posso ir sozinho, vai lá, Jin deve estar te procurando que nem louco - sorri de lado, minha cabeça doía. 

- Tem certeza? Se quiser eu... 

- Vai logo ou eu vomito em você - eu disse sorrindo, senti nojo até de mim mesmo. 

Ele entrou de volta para a balada, e provavelmente não vai sair tão cedo.  Meus olhos fitavam o chão após vomitar novamente, era a primeira vez que eu bebia tanto em minha vida e é claro que só poderia resultar em merda. Um papel estavam ao lado de meu pé, uma letra legível e bonita, estava amassado demais mas apesar de não conseguir ler nada apenas enfiei em meu bolço, em pouco tempo já estava caminhando para casa... Talvez pedir um táxi iria facilitar tudo, mas além de minha casa ser bem perto dali eu estava liso, gastei todo meu dinheiro em bebidas. 

                                                                                                   ****

01:58h

- Finalmente... - Subi as escadas, entrei em meu quarto e joguei minhas roupas para qualquer lado e me joguei em minha cama. Estava prestes a desbroncar quando meu celular vibrou.

"Jungkook"

"Está demitido"

 - Mas que porra... - sussurrei a mim mesmo voltando a me afundar em minha cama. 

 

 

 

 


    

 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...