História Sweet Creature - Harry Styles Fanfic - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Styles, One Direction
Tags Amor, Colegial, Dianna Agron, Harry Styles, New Adult, One Direction, Romance
Visualizações 158
Palavras 2.117
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amigos!!!
Cheguei!!!
Esse capítulo esta muito fofo, na minha opinião...mas o próximo esta mais ainda....hahahaha

Capítulo 8 - Vivendo o momento


Fanfic / Fanfiction Sweet Creature - Harry Styles Fanfic - Capítulo 8 - Vivendo o momento

SAMANTHA

Eu e Harry estamos sentados num grande tronco de árvore, um pouco atrás de onde estão concentrados praticamente todos os alunos da Holmes Chapel High School. Na verdade, onde estão concentrados quase todos os adolescentes dessa cidade, que não chega a ter dez mil habitantes.

Já conversamos sobre muitas coisas, entre uma cerveja e outra. Falamos sobre o que gostamos agora e como estamos indo em nossas vidas nesses anos em que perdemos a amizade. Ele não me perguntou o que pretendo fazer depois de me formar, no ano que vem, e eu, estranhamente, não senti vontade de falar sobre Yale e meus planos pro futuro. Harry também não falou nos planos dele pra depois da escola e é como se esse assunto não nos interessasse agora. Pela primeira vez meu futuro fora dessa cidade não é meu assunto preferido.

No momento, estamos em silêncio, apenas observando as pessoas a nossa volta, mas é um silêncio bom, do tipo aconchegante. Porém, estou me sentindo ansiosa com ele ao meu lado e, não sei se é o efeito da cerveja, já que tomamos várias garrafas, ou se é apenas o que eu sinto de verdade, mas nesse momento eu queria muito que ele se aproximasse mais de mim e, quem sabe, me beijasse?

Sei que disse a ele pra gente começar de novo, voltar a ser amigos como éramos antes, mas eu não me importaria se ele pulasse toda a parte da amizade e chegasse logo ao beijo. Afinal, ele me beijou quando tínhamos 13 anos, então devíamos chegar logo a esta parte do nosso relacionamento, eu acho.

Eu nunca me interessei pelos garotos dessa cidade, nunca prestei atenção a eles, mas eu realmente estou interessa no Harry e queria mesmo ter algo mais com ele. Nesse momento, em que o olho de rabo de olho dando uma golada na sua cerveja, enquanto olha tudo a nossa volta, fico imaginando como seria se ele me beijasse.

Calma, Samantha! Digo a mim mesma, porque mal voltamos a nos falar e eu já quero beijos dele. Tenho que parar de ficar sempre programando e imaginando como as coisas podem ser e curtir o momento...isso, vou curtir o momento.

Eu vim nessa festa só pra encontrar o Harry, eu admito isso! Não consegui me controlar quando soube que ele vinha e acho que estou desenvolvendo um certo instinto perseguidor com relação a ele, principalmente depois que Mia percebeu meu interesse, o que fez com que eu mesma percebesse meu interesse, na verdade.

Desde quarta eu tenho imaginado um jeito de chegar perto dele como quem não quer nada, mas fiquei meio travada na escola, pensando em como isso tudo é louco e sem propósito. Acho que ele percebeu que eu estava agindo de forma estranha nas aulas, porque ele me olhou meio desconfiado e curioso na aula de química, na quinta-feira.

Como não consegui pensar em nada esses dias, cheguei aqui já determinada a encontrar com ele e me aproximar, só pra puxar conversa. Me surpreendi quando o Harry se aproximou de mim, depois que fui impedida de conseguir meu objetivo pelo Alex, o babaca chato.

Confesso que ele ter se aproximado fez minhas engrenagens mentais girarem e eu já logo pensei numa forma de manter ele ao meu lado a noite toda e os outros dias que vem pela frente também. Qual a melhor forma de conseguir isso que não sermos amigos? Assim que tive a ideia eu disse a ele, mas agora eu já quero dar o próximo passo, só não sei como fazer isso.

Eu devia ter conversando com a Mia sobre isso, porque eu não sou boa nessa coisa de jogar charme pros garotos. Por mim, eu já teria dito ao Harry que queria beija-lo e perguntando se ele queria também, mas eu sei que não é assim que as coisas funcionam, pois posso acabar espantando ele sendo muito afobada.

Rachel diz que temos que apenas jogar a isca e esperar os garotos morderem. Bem, eu não entendo muito o porquê deve ser assim, mas vou fazer isso...estou jogando a isca nessa momento, eu acho.

Pensando nisso, eu suspiro fundo e me sento alguns centímetros mais perto do Harry, que me olha e sorri, quase me pegando em flagrante. Finjo que estou apenas me acomodando no toco de árvore e sorrio pra ele de volta, como se não estivesse acontecendo uma revolução dentro de mim.

___Quer mais uma cerveja?___ele me pergunta, me olhando como se estivesse tentando saber o que se passa na minha cabeça.

___Sim, vou com você até o bar desta vez, pra darmos uma volta___eu digo e me levanto, esperando ele fazer o mesmo.

Harry se levanta e entrelaça seus dedos aos meus e, sem dizer nada, começa andar entre as pessoas pra chegarmos até o bar. Vários conhecidos da escola se viram pra nos olhar, arregalando os olhos, como se fosse estranho eu e o Harry estarmos andando de mãos dadas. Mas na verdade eu não acho nada de estranho nisso, tirando o fato de que meus colegas nunca me viram de mãos dadas com ninguém antes.

Chegamos ao bar e ele não me deixa pagar pelas cervejas de novo, o que me faz rir desse gesto de cavalheirismo tão fora de moda, mas eu deixo, porque do mesmo jeito que eu estou jogando a isca espero que esse seja um indício de que ele a esta mordendo.

___Não sei como a polícia não vem até aqui, afinal somos um bando de menores de idade comprando bebidas alcoólicas de outros menores de idade___Harry diz, sorrindo ao me entregar a cerveja depois de abri-la pra mim.

___Imagino que seja porque o filho do xerife esta bem ali, dentro do bar___eu digo, apontando pra um dos garotos do time de basquete___além disso, essas festas sempre acontecem aqui e nossos pais já se acostumaram a fazer vista grossa___eu sorrio pra ele e dou um gole na cerveja, sentindo meu estômago revirar de um jeito bom quando ele acompanha meus movimentos com os olhos___pelo menos até um de nós ir parar no hospital, pelo menos___faço piada e o Harry ri.

Ele faz sinal com a cabeça pra voltarmos de onde viemos e me estende a mão. Eu olho pra mão dele e, em seguida, pros seus olhos. Ele apenas me olha de volta e sei que esta esperando pra ver o que vou fazer. Não penso duas vezes e entrelaço meus dedos aos dele, que sorri de lado e se vira pra voltar a andar, sempre olhando pra trás pra ver se estou o seguindo sem dificuldade.

___Vamos até meus amigos, quero ver o que eles andam aprontando___Harry diz no meu ouvido, pra ser ouvido acima da música alta, já que estamos passando bem em frente as caixas de som.

Eu afirmo com a cabeça e ele me coloca a sua frente, apoiando as mãos nos meus ombros e me guiando até onde posso ver Niall e Louis rindo e conversando. Fecho a cara quando vejo a Kendall bem ao lado deles, conversando com o Zayn, mas pelo visto ela não tem mais nada com o Harry e eu não lhe devo nenhum tipo de lealdade, porque não somos mais do que colegas da escola.

___Fala, Hazz!___diz Niall, olhando de mim pro Harry, assim que chegamos perto deles___e aí, Sam? Tudo bem?___ele vem até mim e me abraça de leve.

___Tudo bem! Se divertindo?___eu pergunto enquanto cumprimento Louis e Zayn, dando um sorriso amarelo pra Kendall, que me retribui.

Ficamos conversando sobre coisas bobas e posso sentir os olhos da Kendall sobre eu e o Harry. Ela não esta nos olhando com raiva, acho que ela esta apenas curiosa pra saber por que estamos juntos, já que nem mesmo nos falávamos direito há algumas semanas.

Eu queria ter uma resposta pra essa pergunta silenciosa dela, mas eu não tenho. A única certeza que tenho é que nunca me senti assim por nenhum garoto e estou muito feliz com essa nova sensação. A cada vez que o Harry me toca, de forma involuntária ou não, sinto meu coração dar um pequeno salto e me sinto...me sinto viva, acho que é isso!

Quando ele fica ao meu lado e passa um braço pelos meus ombros, ainda conversando com os amigos, eu não consigo evitar de sorrir e olhar pra ele, como uma boba, estudando seu perfil perfeito.

Ele sente meu olhar e se vira pra mim, tendo que olhar pra baixo, já que sou bem mais baixa do que ele. Harry sorri de lado e levanta uma sobrancelha, abrindo a boca pra falar alguma coisa, mas é interrompido por Mia e Rachel, que chegam ao nosso lado rindo felizes.

___Oi gente!___Rachel diz animada, abanando a mão e sorrindo pra todos.

___Oi, tudo bem?___Mia diz, mais discreta, me olhando depois com um sorrisinho bobo que quer dizer “eu sabia”. Sei que ela vai me interrogar depois, mas nem ligo, porque quero falar com ela sobre o Harry e esse sentimento novo pra mim.

Todos se cumprimentam, porque em uma cidade tão pequena como Holmes Chapel podemos até não fazer parte do mesmo circulo de amizades, mas conhecemos todos pelo nome, não havendo necessidade de apresentações.

___Onde esta o Elliot?___pergunto por nosso amigo, que veio conosco.

Elliot é tímido quieto, além de ser um dos melhores alunos da escola. Isso faz dele o alvo perfeito pra babacas como Alex Maguire e sua turma de neandertais. Por isso eu sempre fico preocupada pela segurança dele. A escola em Holmes Chapel não é diferente de qualquer outro clichê que vemos em filmes americanos, também temos os populares, os babacas e os nerds, embora a maioria de nós não nos importe com qualquer tipo de escala social que o colegial impõe.

___Ele esta conversando com a Eleanor___Mia diz e vejo pelo canto dos olhos como Louis de interessa pela conversa___sobre algum campeonato de xadrez no próximo mês ou algo assim___ela dá de ombros, mas parece incomodada com alguma coisa.

___Ele esta bem, logo vem pra cá___Rachel diz, enrolando os longos cabelos nos dedos e sorrindo, sem olhar pra nós.

Me viro na direção em que os olhos dela insistem em ficar e vejo Zayn conversando com  a Kendall. Sorrio de leve pensando que Zayn está perdido se for o novo alvo da Rachel, porque ela é implacável quando se interessa por um garoto.

___Do que esta rindo?___Harry fala no meu ouvido e eu me assusto, ficando arrepiada de repente.

___Apenas dos nossos amigos interessados em outros de nossos amigos___eu digo, piscando um olho.

___Como assim?___ele ri, sem tirar o braço dos meus ombros.

___Veja___eu digo e ele, recostando minha cabeça no seu peito, e fingindo que é uma coisa casual, quando aponto pra Louis, que agora conversa com Mia___Louis ligou suas antenas assim que Mia falou em Eleanor, que esta conversando com Elliot, logo ali___eu aponto e ele olha na direção deles, que conversam como se estivessem numa reunião de planejamento e não numa festa___já a Mia, não ficou feliz em dizer que Elliot esta conversando com outra garota, o que me diz que tem algo aí___eu digo e olho pra ele, que me sorri de volta___ao lado, podemos ver a Rachel, que parece ter escolhido seu amigo Zayn como alvo e, eu garanto, ela vai acerta-lo em cheio___continuo e dou uma golada na cerveja___mas, quem parece que vai ganhar a corrida dos relacionamentos hoje é o Liam, que esta bem ali na frente no maior beijo com a Sophia___eu aponto e o Harry ri, fazendo o som reverberar em seu peito e no meu ouvido, que esta colado a ele.

___Percebeu tudo isso em apenas uma passada de olho por todos?___ele diz, sorrindo largo e com as covinhas em evidência.

___Eu quero ser jornalista, Harry! Além disso, eu adoro fotografar pessoas___eu digo, piscando um olho e me afastando dele, pra poder olhar melhor em seus olhos___eu costumo reparar nelas e ler seus gestos.

Ele ri mais ainda e cruza os braços, dando um passo pra frente e ficando quase colado em mim, ao ponto deu poder sentir sua respiração batendo no meu rosto quando o levanto pra olha-lo de frente.

___E o que leu em mim?___ele pergunta, sério agora.

___Eu li que...que...___começo a gaguejar, porque eu sei que ele mordeu a isca e agora não sei o que fazer pra puxa-lo no anzol___eu acho que sabe o que li...porque é o mesmo que pode ler em mim, se me olhar direito___eu digo, criando coragem.

___Prefiro sentir___ele diz e segura minha nuca com uma mão, passando o outro braço pela minha cintura e colando nossos lábios.

No momento em que ele me beijou, eu sabia...eu pude sentir...que eu  nunca mais seria a mesma.

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!
Sábado tem mais...com o beijo narrado pelo Harry, a pedido da minha amiga Sam!!!
Beijos!!!
P.S.: pessoal de Spaces, segura que o capítulo de hoje esta chegando com pressão...preparem os calmantes!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...