História Sweet Dark - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens Beyond Birthday, L Lawliet, Light Yagami, Matt, Mihael "Mello" Keehl, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Rem, Ryuuku, Soichiro Yagami, Teru Mikami, Touta Matsuda, Watari
Tags Comedia, Novela, Revelaçoes, Romance
Exibições 11
Palavras 1.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Harem, Luta, Magia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ohayo Mina!! Mas um cap. espero que gostem.

Aviso: Olha gente só pra avisar que a imagem n tem nada a ver com a fic eu só coloquei pq o q ta escrito bate com o cap. Era só isso, então bjs🐼

Capítulo 8 - Altos acontecimentos!!


Fanfic / Fanfiction Sweet Dark - Capítulo 8 - Altos acontecimentos!!

Pov's-Akira-On

Eu estava na sala vendo L falar de não sei o que até Near entra pela porta e quando me vê abre um sorriso e vem me abraçar.
- Quanto tempo, onde você tava?- perguntei e o mesmo ainda me abraçando falou.
- O L me mandou para uma organização chamada Spk!- eu olhei para ele mortalmente e depois me virei.
- É ele deve ter feito isso ele é um ser mal e extremamente rancoroso!- falei puxando Near para brincar. Então já no quarto sinto meu celular vibrar dentro do meu bolso então eu pego e vejo mensagem anônima de novo.
       Mensagem-On

Anônimo- Então você e sua mãe trabalham pro L?

Eu- Você de novo? O que você quer?

Anônimo- Não quer se encontrar comigo  pra gente conversar melhor?

Eu- Não!

Anônimo- Talvez eu tenha falado errado é pra você vir ou sua mãe que vem no seu lugar!

Eu- O que? Como você encontrou ela? Não a machuque!

Anônimo- Não vou machuca lá se você fizer o que eu digo!

Eu- Ok!! O que quer?

Anônimo- Quero que me encontre no mesmo lugar que nos beijamos!

Eu- Ok! Estarei ai 19:45 em ponto ok?

Anônimo- Ok!! E é melhor que apareça se não quem sofre é sua querida mãe!

Eu- Prometa não encostar nela até eu chegar!

Anônimo- Ok, prometo!! Até!

   Anônimo-Offline

      Mensagem-Off

Quando ele parou de escrever eu fiquei tensa e Near percebeu.
- Aconteceu alguma coisa?- perguntou ele preocupado.
-A não eu só recebi uma mensagem da minha mãe falando que volta amanha cedo, e que é pra voltar pra casa hoje 19:45!- falo e ele deu de ombros e começamos a brincar.

Quando fui olhar no relógio eram 19:25, me despedi de Near e  corri pra porta, quando ia sair sinto L me puxar e pergunta no meu ouvido.
- Onde vai com essa presa?- eu engoli em seco e falo/minto.
-Minha mãe falou pra me estar em casa 19:45 e já são 19:25 então tenho que correr!- minto ele parece acreditar e me deixa ir.
~~~~~~~~~X~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Cheguei 19:45 em ponto, e não vejo ele ( Será que ele esteve aqui mais sedo se cansou e foi embora?) pensei. Sentei no chão tentando ficar calma e fechei os olhos segurando as lágrimas que estavam prestes a cair.
- Cheguei! Esperou muito?- falou o retardado eu virei meu rosto limpei as lágrimas e me levantei olhando nos olhos dele fui chegando perto até ficar cara a cara com ele.
- Onde está minha mãe?- perguntei fria e impaciente.
- Você acreditou mesmo naquilo?- eu não entendi e falei.
- Como assim?- ele sorri chega mais perto do meu ouvido e fala.
- Eu menti!!- eu arregalo os olhos e o olhei com todo o ódio do mundo.
- Você me fez ficar desesperada!- eu estava indignada como ele tem coragem de brincar com uma coisa tão séria.
- Quer saber eu vou sair daqui! Não aguento nem olhar pra sua cara!- falei e fui andando até ser parada ele me puxa pelo braço e me faz olhar em seus olhos, enrola seus braços em volta de minha cintura e me beija de novo. Vai andando e me levando junto até o beco e me encosta na parede ainda me beijando,pede passagem pra sua língua e eu não sei porque eu permito e ele invade minha boca com urgência e violência, morde meu lábio inferior tão forte que consigo sentir o gosto do sangue. Ele para o beijo e me olha fixamente espera eu recuperar o ar e começa a me beijar de novo do mesmo jeito, eu tentava me separar impura lo mas era inútil, ele foi colocando a mão por de baixo de minha blusa e eu gelei, abri os olhos e o olhei passar a mão em minha barriga eu o empurro e corri pro outro lado do beco.
- O-o que pensa que estava fazendo?- perguntei vermelha, vermelha e mais vermelha.
- Uê analisando sua pele! Por que não posso?- eu fiquei com uma cara tipo "se bebeu cara?" e falei.
- Claro que não pode! Nem dei permissão e já foi se esfregando em mim!- falei logo percebendo minhas palavras e corando violentamente.
- Então quer dizer que se você der permissão eu posso continuar te tocando?- falou dando um sorriso de lado.
- N-não foi isso que eu quis dizer!- falei e o mesmo começou a se aproximar novamente e me prendendo na parede de novo.
- Sim foi exatamente o que você quis dizer Minha doce Akira!- falou ele no meu ouvido, ele se aproxima de meu pescoço consigo sentir sua respiração em cima do meu pescoço e sinto ele lamber o mesmo.
- E-ei pare agora! O-o que pretende fazer!- falei e o mesmo parou de lamber meu pescoço e falou.
- Nada só estou aproveitando a noite!- falou e não deixou eu falar nada e apenas me beijou outra vez, e dessa vez não consegui resistir tentei mas o mesmo seguro meus pulsos na parede.
- Você tem gosto de geleia de morango!- falei sem pensar e e o mesmo sorriu e falou.{A/ Só pra avisar eles já tinham parado de se beijar!}
- Gostou do gosto? Tenho certeza que sim!- falou e voltou a me beijar ele sem brincadeira tinha um gosto bom de mais. Ele mordia e chupava minha boca e por incrível que pareça eu estava gostando. Até a gente ter que parar por causa do ar.
- Seu gosto é tão bom!- fala ele ainda segurando meus pulsos na parede, e continua.
- Além de despertar minha curiosidade é linda e deliciosa!- falou finalmente me soltando e ficando de frente pra mim.
- Guarde o que estou falando você será minha, pode ficar com qualquer um mas no final quem ira ficar com você sou eu!- falou no meu ouvido antes de sumir na escuridão do beco me deixando sozinha.
~~~~~~~~~X~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Depois de sair do beco eu estava caminhando até minha casa pois não ia de jeito nenhum voltar pro Qg, passei por uma rua pouco iluminada e ouvi gritos ou melhor súplicas. Corri para onde ouvia os gritos e encontrei um loiro com uma arma apontada pra cabeça de um senhor de idade e um moreno com um Psp na mão e um óculos bem engraçado.
- Ei deixa o homem em paz poha!-falei ganhando a atenção deles. O loiro largou o homem e veio em minha direção e o moreno continuava me fitando.
- Quem é você pra falar o que eu devo ou não devo fazer em sua piranha!- falou ih caralho agora quer ficar me ofendendo, ok! Também sei brincar disso.
- Piranha é tua mãe que deu pra você quando tinha dez anos!- disse e o moreno que estava me fitando soltou uma risada.
- O que disse? Sua...- o interrompo e falo.
- Sua o que? Vaca, vagabunda, vadia, puta? escolhe outro xingamento baby esse já ta batido!- falei ele se irrita e aponta a pistola dele para mim, boto as mãos pra trás e tiro minha espingarda que eu tirei da minha bolsa imaginaria e aponto para seu coração.
- Vai lá atira espertão quero ver qual vai morrer primeiro!- falo e o mesmo tira a pistola da minha cabeça eu boto minha espingarda onde estava e falo.
- O que esse velho fez pra tu?- pergunto e o mesmo fala.
- Nada mas ele não quer me dizer o que eu quero saber!- falou com raiva e ódio olhando pro homem,que já não estava mais lá.
- É parece que você vai ter que procurar outro informante!- falei já saindo do lugar.
- Porra Matt como você não segura o cara e deixa ele fugir?- pergunta ele com fúria nos olhos pro moreno.
- A foi mal Mello!- disse o moreno agora denominado de Matt para o loiro que agora se chamava Mello.
- Então já to indo,ok! - já estava indo quando o loiro segura meu braço.
- Ei a culpa é sua que me distraiu e me fez perder meu foco!- falou me olhando mortalmente.
- Como estamos acusatórios hoje!- falei abrindo um sorriso de lado.
- Você vai me pagar muito caro por isso,idiota!- falou ameaçando minha pessoa.
- Ta ta bom pare de me ameaçar, eu não tenho medo de você!- falei e me soltei bruscamente e fui embora mas antes de sair do lugar ouso ele dizer.
- Espere só, vou dar um motivo para ter medo de mim!-falou ele enquanto me destanciava deles e ia pra casa.
   Pov's Akira-Off
••••••••••••••••••••••••••••••••
      To be continued........


Notas Finais


E ai gostaram? Espero que sim.

Ah só pra agradecer quem favorito Arigatou Mina! 🐼


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...