História Sweet Emotion - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Mery, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Tags Ezarel, Ezarelxoc, Nevra
Exibições 302
Palavras 1.150
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ecchi, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Self Inserction, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Adivinha quem resolveu postar mais cedo por ter sido influenciada por comentários maravilhosos? Eu mesma, Lanocs Melo.

Vocês são incríveis, me abracem!!!

Capítulo 3 - Watch Me Bleed


Fazia uma semana e três malditos dias que Eileen esperava o término da conversa com Ezarel que se iniciou no jardim, a garota de olhos exóticos não entendia o motivo de estar tão agitada, provavelmente o elfo só disse aquilo para deixá-la perturbada. Ela até pensou em procurá-lo, mas os boatos que circulavam pelos corredores do Q.G era de que o líder da Absinto estava em um terrível mau humor, diziam que Alajéa havia conseguido acabar com o estoque de pó de arcano e mais outros ingredientes raros. A discussão entre chefe e subordinada fora tão séria que Miiko e Leiftan tiveram que intervir. Eileen chegou a ver Alajéa chorando no porão, mas foi aconselhada por Kero a não intervir, segundo ele aquele tipo de situações não eram raras.

Yhkar havia lhe avisado que Miiko estava requerendo sua presença na Sala do Cristal, saiu do seu quarto cautelosa, ultimamente ela tomava todo o cuidado necessário para evitar Ezarel, já era difícil lidar com ele, imagine só no estado que ele se encontrava ultimamente. De longe o que Eileen menos queria era ser um alvo para o elfo descontar seu humor. Em modo furtivo ela conseguiu chegar em seu destino, ao entrar na sala pode reconhecer três figuras familiares; Miiko, Jamon e Nevra.

— Soube que você queria me ver. — Pronunciou-se para ser votada pelos demais.

— Oh, Eileen, que bom que veio! — A chefe da guarda reluzente sorriu amistosa.

Nevra se limitou a dar um meio sorriso em sua direção e Jamon, bem, ele ficou lá parado sem dizer uma simples palavra.

— E então, por que queria me ver? — Eileen cruzou os braços, nervosa. Será que tinha alguma reclamação contra ela, ou até mesmo sua volta para casa?

— Nevra tem uma missão para fazer e pensamos, bom, a idéia foi dele de que talvez seja hora de você finalmente poder ir em alguma. — Miiko.

— Isso é sério? — Sua voz aumentou em alguns decibéis de animação.

— Você demonstrou ser alguém de confiança, é mais do que justo.  — O vampiro sorriu.

— Eu aceito. — Eileen se adiantou.

— Então eu deixo os detalhes com você, Nevra. — A Kitsune balançou a cabeça, achando graça da agitação da outra.

— Vamos. — Nevra colocou a mão no ombro da meia humana e a conduziu para fora da sala.

Do lado de fora da sala do cristal, Eileen não pode conter sua animação e acabou pulando nos braços do líder de sua guarda e esse que sem hesitação passou os braços em torno do corpo feminino.

— Se eu soubesse que uma missão te faria sorrir assim já deveria ter sugerido essa idéia antes.

— Bobo. — A garota bateu de leve no braço dele. — Obrigada, Nev, de verdade. — As bochechas da garota ganharam um leve tom rosado. 

— Você poderia me agradecer com um beijo. — Nevra se aproximou lentamente da garota.

Eileen permaneceu paralisada, ou talvez hipnotizada pelo olhar do homem à sua frente, ele era extremamente atraente, o tapa olho e a franja que caía sobre ele só aumenta ainda mais a sensualidade dele.

— Vocês poderiam sair do caminho. — Alguém resmungou e Eileen empurrou Nevra para longe de si. 

— Desculpe. — Ela murmurou acanhada.

O elfo de cabelos azuis a mediu com os olhos, Eileen podia sentir sua pele queimar sob a influência do olhar de Ezarel, por mais que ele não levasse nenhuma expressão no rosto, seus olhos passavam de indiferença para acusação e talvez decepção. Ela poderia jurar que ouviu ele dizer “não está nas garras dele? Tem certeza?” , mesmo que ele não tenha dito uma mísera palavra.  Com desdém Ezarel passou por eles e entrou na sala do cristal.

— Hmm, ele parece irritado. — Encolheu os ombros.

— Não se preocupe, Ez ainda está irritado pelo que houve no laboratório. — Nevra bagunçou os cabelos escuros dela. — Agora vamos, temos que nos preparar para nossa missão.

◆◆◆

Fascínio, não havia outra palavra para definir o que Eileen estava sentindo por finalmente estar explorando Eldarya. Era uma paisagem exuberante. Estavam voltando do vilarejo de Balenvia após terem passado dois dias lá. No início havia sido um pouco estranho estar em um outro lugar sem ser o Q.G, era difícil assimilar as diversas espécies e a parte mais engraçada e embaraçosa foi Eileen ser alvo de curiosidade dos moradores locais, foi como se o seu primeiro dia em Eel estivesse se repetindo. A missão se tratava de troca de informações, Eileen foi instruída por Nevra a ficar fora daquele assunto, ela estava tão agitada que nem se importou em insistir para saber algo mais.

— O que achou desse pequeno passeio, senhorita? — Nevra finalmente se pronunciou após uma longa caminhada em silêncio.

— Passeio? Achei que estávamos em missão. — A garota estalou a língua no céu da boca.

— Pode se fazer uma missão e passear ao mesmo tempo, não acha? — O vampiro deu um sorriso de canto.

— Talvez. — Estreitou os olhos.

Faltava pouco para chegarem ao Q.G, estavam cruzando a floresta e Eileen começou a se sentir inquieta.

— Está tudo bem? — Nevra a fitou preocupado.

— Sim, só estou com uma sensação estranha. — Passou a mão pelos cabelos.

— Não se preocupe, estamos quase lá. — Bateu levemente no ombro dela.

Eileen balançou a cabeça positivamente e seguiu o caminho um pouco atrás, sempre correndo os olhos pelas margens da floresta. Em um momento teve a impressão de ter visto uma sombra se mexer, seu coração gelou, mas nada se moveu novamente, disse para si mesma que era apenas sua imaginação lhe pregando peças. Foi quando pela segunda vez ela viu algo se mover pelas sombra e seu pânico apenas aumentou quando dois globos vermelhos enormes pareciam vir em sua direção.

◆◆◆

Ezarel voltava do corredor dos dormitórios um tanto irritado, após dar várias voltas no castelo à procura de uma certa meia-humana ele havia sido informado por Yhkar de que o seu alvo em questão havia saído há dois dias em uma missão com Nevra. Aquela informação havia lhe pego de surpresa, além de monopolizar a atenção dela nos últimos dias, eles agora fazem missões juntos, fora do Q.G! Como se não bastasse ter o vampiro seduzindo as garotas de sua guarda ele agora tinha que lidar com Nevra interessada na sua, digo, na garota irritante. 

O elfo saiu de seu conflito mental ao visualizar Nevra adentrar o corredor principal com uma enorme aflição carregando alguém em seus braços, o homem de cabelos azuis paralisou ao reconhecer a figura desmaiada nos braços do outro, aquela era Eileen, definitivamente era ela, não havia como confundi-la. Ezarel estremeceu ao ver Nevra seguir para a enfermaria carregando Eileen e deixando um rastro escarlate para trás, o líder da Absinto reconheceu aquele líquido. Era sangue.

   


Notas Finais


Espero que não estejam querendo me matar '3'

Amo vocês ♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...