História Sweet Evil Princess - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 8
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Sweet Aria e Venoma


Fanfic / Fanfiction Sweet Evil Princess - Capítulo 3 - Sweet Aria e Venoma

    Eram 10:00hrs quando as novas damas de companhia chegaram a mansão, não pareciam mas eram irmãs gêmeas idênticas.

   Aria tinha cabelos brancos, pele cor pêssego e olhos muito azuis. Venoma tinha os cabelos tingidos de preto e lentes vermelhas nos olhos. Ambas 18 anos. Aria tinha um jeitinho doce, gentil e sociável. Venoma era atrevida, arrogante e anti-social.

   Princess levantou-se da cama e após ir ao toilet , desceu as escadas e deparou com as jovens sentadas a mesa de café da manhã e disse:

__Meus pais precisam parar de contratar ralé sem me informar. Como se chamam garotas maltrapilhas?

Aria levantou-se formal:

__Eu sou a nova dama de companhia Aria.

Venoma fitando com desprezo Princess:

__Sou Venoma.

   Princess revirou os olhos e disse:

__Odeio gente pobre.

Venoma levantou-se e bateu com força a mão no tampo da mesa:

__Não admito que ofenda a mim e a minha irmã.

Princess ainda de pé sorriu e disse:

__ Considere-se então despedida, garotinha de quinta categoria, que não sabe o que são etiqueta, modos e classe.

   Venoma se levantou e disse arrastando Aria:

__Vamos irmã não devemos ficar aqui.

Aria disse:

__Mas irmã, mamãe está doente e depende de nós.

Princess riu:

__Se quiser trabalhar aqui Aria, poderá, mas sua irmã não deve mais por os pés aqui.

A filha do senhorio tocou uma campanhinha:

__Roger solte os Pitbulls.

Roger apertou o botão que abria as cancelas dos cães, e logo em seguida entregou o apito de cães para Princess que olhando Venoma disse:

__Sugiro que corra o máximo que puder.

Venoma correu o máximo que pode, mas na metade do caminho cinco pitbulls mais jovens e mais fortes a alcançaram e logo a derrubaram, a mordendo para todos os lados.

Venoma estava prestes a perder a consciência quando viu de relance alguém que julgou ser um anjo, era Roger que lutou contra os cães e pegando Venoma no colo abriu o portão a levando para o hospital mais próximo que era muito perto da casa de Princess. Venoma desmaiou.

    Roger voltou para onde Aria e Princess estavam, passando pelos olhares admirados de Elliot e Willac, nunca viram alguém lutar com tal destreza ainda mais contra pitbulls.

Princess vendo o terno de Roger amassado perguntou:

__Onde foi e o que estava fazendo duck?

Roger não respondeu e foi se banhar e vestir outro terno.

Aria chorando foi atrás de Roger que a prensou na parede:

__Por que está fazendo isso?

Roger riu maldoso:

__Sua irmã está bem garotinha inocente.

  Roger ainda prensando a garota contra a parede abriu a blusa da mesma e encheu a mão direita com o seio esquerdo da mesma, enquanto segurava os dois punhos da mesma acima de sua cabeça a calando com um beijo na boca.

A soltando o mordomo disse:

__Não se preocupe eu pagarei a estadia de sua irmã no hospital em troca de pequenos favores seus. E é claro este será nosso pequeno segredinho.

   Roger logo se apresentou para servir o almoço para Princess, cruzando seu olhar malicioso com o olhar assustado de Aria.

   Aria estava retraída em seu canto, não sabia o que fazer, sua mãe estava doente, e sua irmã que ira ajudá-la a levar dinheiro para casa agora estava internada no hospital graças aos cães de Princess, e ela não tinha como bancar os remédios e as diárias da irmã no hospital. Sua cabeça explodia estava presa ali.

    Princess saiu para as compras desnecessárias de sempre, mas não quis que Aria a acompanhasse, havia ordenado que Roger ensinasse a jovem as lições de etiqueta, que julgava que a jovem não sabia.

Roger então chamou a garota para o quarto onde ele passava as noites:

__Eu vejo o quanto é bela jovenzinha.

   Aria encolheu-se de medo.

   Roger prosseguiu:

__Eu vou te ensinar sim, muitas coisas, a começar pela graça, suavidade e beleza de uma mulher na cama.

  Aria ia protestar, mas Roger a calou com um beijo:

__Nana, nina, não garotinha você é minha agora, sua irmã não vai sair tão cedo daquele  hospital.

   Roger mostrou a papelada com a entrada da irmã ao hospital, e a conta a ser paga diariamente, para Aria que começou a chorar:

__Oh! Não chore Sweet Aria, faz- me parecer um monstro, quando na verdade só quero te dar prazer.

   Roger, a colocou contra a parede e começou a despi-la devagar.Aria estava com muito medo e tentou gritar, mas Roger socou a parede com força e disse:

__Grite a vontade as paredes aqui são a prova de som, Princess não gosta muito de barulho.

    Apenas de calcinha e sutiã deitou  a jovem na cama, Segurando os pulsos dela com a mão direita, logo em seguida segurava a cintura da jovem sentando sobre ela, a olhando nos olhos:

__Você é realmente adorável Aria.

  Roger abriu o sutiã de Aria e mamou em seus seios, enquanto a garota envergonhada chorava e tentava se libertar, então o jovem desceu as mãos até os quadris da adolescente e desceu a calcinha colocando os dedos na intimidade da menina:

__Por favor, não faça isso.

   Roger fez uma cara sacana como quem iria continuar e a libertou deixando que se vestisse novamente. O mesmo arrumou novamente a roupa em seu corpo e a olhou nos olhos:

__Então Aria o que acha do que Princess fez com sua irmã?

     Aria ainda assustada:

__Eu não sei.

  A adolescente chorava.

Roger sorriu sádico e disse saindo do quarto:

__Recomponha-se e saia discretamente de meu quarto não quero que pensem que temos alguma coisa.

  Roger foi à sala da academia da grande mansão malhar, correu na esteira, fez bicicleta, levantou pesos e halteres.

  Aria já recomposta, o viu malhar apenas de shorts de tactel e tênis, olhou bem o corpo escultural que o jovem de 27 escondia no terno, Aria estava confusa, não sabia o que passava em sua mente, a pouco tempo aquele homem iria tirar sua virgindade, e agora o vendo malhar o desejava para si.

  Aria saiu de lá com a mente a mil, desde quando havia tornado se pervertida? Ainda mais com um homem que acabara de conhecer.

  Roger a viu ao observá-lo, mas fingiu  que não a avistara, e fez tudo da maneira mais sexy que pôde, e riu –se em sua mente, antes lhe interessava apenas brincar com Princess, mas Aria ali também seria uma boa distração.

  A filha do senhorio chegara já era noite em casa e cansada foi logo tomar banho, jantar e dormir.

 Aria parecia anestesiada, quando deitou-se em sua cama no quarto das empregadas, não entendia que diabos acontecia ali.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...