História Sweet Girl - Amor Doce (Castiel) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Ambre, Castiel, Debrah, Iris, Kentin, Nathaniel, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya
Tags Amizade, Amor Doce, Colegial, Novela, Romance
Visualizações 255
Palavras 618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Primeiro Beijo e Briga - O Baile Parte 2


Fanfic / Fanfiction Sweet Girl - Amor Doce (Castiel) - Capítulo 5 - Primeiro Beijo e Briga - O Baile Parte 2

Estava tudo realmente sensacional, nós estávamos todos na pista de dança, até que todos que conhecia sumiram.

Peguei uma bebida não alcoólica (claro) e me sentei em um banco, porém um garoto estranho se aproximou de mim.

— E aíííí gatinhaaa! Gostosa! Uh... Vamo fecha? - arregalei os olhos, e ele passou a mão por minhas costas. - Ahh, qual é? O gato comeu a sua língua? - pude sentir o forte barfo de álcool.

— Aí Rick, essa aí não é uma das suas, vai agarrar outra garota, vai! - Castiel disse meio grosso para ele, que saiu, logo se agarrando a outra garota. Sorri para o ruivo.

— Obrigada. - agradeci.

— De nada. - ele se senta ao meu lado, quase que colado em mim. - Suponho que esteja procurando seus amiguinhos. A Rosalya saiu com o Leigh, o namorado. E o Alexy foi atrás do Kentin, e eles pediram para eu tomar conta de você.

— Ah, claro. - como se eu fosse criança, pensei.

— E pode apostar que vou cuidar muito bem de você, ainda mais com essas pernas... - ele disse e olhei para ele com cara de "OI???"

— A-Ah... - me xinguei mentalmente por ter gaguejado e corado. - N-Não precisa se incomodar, é... - me afastei um pouco dele, que me olhou estranho.

— O que foi? Nunca, ninguém falou nada desse gênero para você? - ele perguntou, e confirmei com a cabeça, engolindo em seco. - Você é BV? - ele perguntou sussurrando, e eu não respondi. - Se quiser posso tirar... - ele sussurrou em meu ouvido, me provocando arrepios. O que esse garoto provoca em mim?

— Não, não precisa. - eu queria aquilo, mas algo me dizia para dizer não.

— Tem certeza? - ele continuou se aproximando, e eu me afastando.

— Não! Sim, eu... Ah, não sei, é... AHHHH!! - gritei ao cair do banco, e a primeira coisa em que minhas mãos tiveram contato quando caí foi a jaqueta de Castiel, que puxei por instinto, o fazendo cair junto comigo, e por cima de mim. - Des-desculpa! - corei.

— Tá legal, mas só dessa vez, por que estou de bom humor.

— Agora já pode sair de cima de mim. - eu disse, mas não foi isso que ele fez. Não.

— Por que não aprofundamos isso? - ele agora tinha um sorriso malicioso nos seus lábios, que não demorou muito para se encontrarem aos meus. Seus lábios tinham gosto de... Não sei, acho que cereja. Seu beijo era calmo, e ainda que hesitante, não o impedi, não queria sair dalí, e quando finalmente descobri o que fazer com os meus lábios... Oh céus, que incrível! Nos separamos quando o ar se fez totalmente ausente, mas algo estragou tudo.

— Essa não é a melhor forma de tratar uma dama, Collins. - Nathaniel apareceu, e pude ver o ruivo a minha frente revirar os olhos. Nos levantamos e pude sentir o ar pesar.

— E o que você tem haver com isso? - Collins o respondeu, grosso.

— Nada, só queria dizer que se ela não quer, você não pode obrigar! - Nathaniel respondeu e pude ouvir Castiel soltar uma risada abafada, antes de atingir o nariz do loiro com um soco.

— CASTIEL! - gritei ao ver sua atitude, segurando seu ombro. Logo Nathaniel revidou o soco. - NATHANIEL! PAREM! - quando me dei conta, Castiel já prendia Nathaniel contra a parede. — CASTIEL SOLTA ELE!! - Gritei puxando seu braço e ele me empurrou, me fazendo cair não muito longe, mas no chão.

— Méli!? - Armin apareceu, me ajudando a levantar. - Vamos embora, deixe esses dois aí. - ele sugeriu e obedeci, ele passou seu braço ao redor do meu corpo e fomos embora para casa.


Notas Finais


Então foi isso!

O que acham?
Continuo?
Deixem sugestões!

Espero que tenham gostado do capítulo! FUI! ✋🎩💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...