História Sweet Girl (BTS) - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Min Yoongi Suga Bts
Exibições 121
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~Oeeee biscoitossssss
~Meus amores... desculpa eu postar tão tarde assim! É que eu tenho a triste mania de deixar para depois... e depois... e depois...
~Bom... mas está ai!

Capítulo 43 - EP. 43


Fanfic / Fanfiction Sweet Girl (BTS) - Capítulo 43 - EP. 43

Espera... eu ouvi certo? 

"Noivado?... C-como a-assim???" 


Olhei para Yoongi que estava com uma cara de espanto. 


Todos levantaram suas taças com o vinho, menos eu e Yoongi! 


Eu não quero fazer isso! não sou a favor disso. 


-Filha o que você está esperando? Levante sua taça!  -Minha mãe chamou minha atenção, mas mesmo assim eu não fiz nenhum movimento. 


-Anda crianças; levantem suas taças e vamos desejar muito amor a esse casal!  -O pai de Yoongi nos olhava com um sorriso ironico no rosto. 


-NÃO!  -Gritei me levantando da mesa. 

 

Percebo todos os olhares diantes de mim.  inclusive o da garota que supostamente é a futura mulher de Yoongi.  Que isso não aconteça... 



-Filha! Se sente por favor, está nos fazendo passar vergonha!  -Meus pais me olhavam envergonhados por meu comportamento.  


Mas como disse... Não sou a favor desse noivado. 



-Eu não posso oferecer felicidades a um casal do qual não existe amor!  Eu não posso oferecer felicidades ao amor da minha vida, com outra pessoa!   -Sinto minhas lagrimas começarem a cair. 


Mas não vou me calar e sair como um cachorrinho triste. 


-O que disse garota? Você é tão cheia de classe... mas não chega aos pés da Andréia! -O pai de Yoongi retrucou enquanto toda a mesa se mantia em silêncio. 


( Andréia... esse e o nome dela então?) 


-Vocês não podem me obrigar a nada! e principalmente Yoongi! Não é mesmo Min?  -Gritei olhando para ele. 


Ele não me olhava, apenas olhava para suas mãos em cima da mesa, que pareciam agitadas a cada grito naquela mesa. 


-Então é isso mesmo Yoongi? Não vai falar nada a respeito? Tudo bem...  - Saio dali com toda a raiva que eu poderia ter. 


Saio do restaurante causando um grande tumutuo com os seguranças, por não me deixarem sair. 


-Anda logo seus brutamontes! ME SOLTEM!!  -Gritava, mas eles não me largavam. 


-Deixem ela!  -Uma voz diz vindo de trás dps seguranças; que logo deram passagem.


Pude ver a garota que chamou Yoongi de "Amor". Minha raiva acabou se multiplicando. 


-O que você quer garota?  -Disse com ironia e raiva. 


-Como assim o que eu quero? Por sua culpa o Suga não quer me amar.  -Ela se aproximou de mim. 


-Quem é Suga?  -Perguntei a ela, que acabou soltando uma risada forçada. 


-É o futuro nome artistico do Yoongi!  -Ela continuou se aproximando...  -Olha... ele te ama tanto que nem te conta que vai ficar noivo, não é?  Olha como é a vida... ontem você era a valorizada, hoje sou eu. 


( Não aguento mais isso! ) 


Acabei acertando o rosto dela em um tapa, do qual podia se ouvir o barulho do outro lado da rua. 


-O que você fez garota? -Ela virou sua cara colocando a mão na mesma.


-O que você merece! Quem é você pra dizer isso? Se acha melhor?  -Minha raiva ja Havia sido descontada nela... mas eu não me sentia convencida.  -Prove!! 


Ela se aproximou com seus olhos transbordando de odio, me pegou por meus pulsos e começou a me empurrar para fora do resturante. 


-Acho que você acabou de se meter com a pessoa errada! Garota sem classe!  -Ela continuava me empurrando para a rua. 


-Me solta! sua maluca! o que pensa que esta fazendo?  ME SOLTA!   -Ela não me ouviu...


-Agora o Suga só vai olhar para mim, querida... não vai ter você para ele chorar!  -Ela me empurra para a rua movimentada, e eu acabo caindo no chão, no meio da rua. 


-Nunca mais pense em chegar perto do Suga!  Babaca! -Ela diz entrando novamente no restaurante. 


Me levanto com dificuldade e limpo meu vestido que agora esta sujo. 


Por sorte não havia nenhum veiculo passando na faixa quando ela me empurrou. 


Do nada uma luz forte amarela aparece na rua, me fazendofechar os olhos por causa de minha sensibilidade.  Ouço buzinas de moto, mas não consigi descobrir de onde o veiculo vem. 


-YOONGI!!!!!! -Grito e sinto meu corpo ser laçando para o outro lado da rua. Bato minhas costas no chão por conta do impacto. Meu corpo agora doia mais do que tudo.  Meus olhos começam a escurecer.  Minha mente se embaralha cada vez mais.   -M-meu bebê...  


Acabo ficando inconciente....


 vozes surgem do fundo do meu pensamento... 



-Precisamos colocar um tubo de ar! Mais rapido! Ela está perdendo muito sangue!  《》《》《》《》《》《》《》《》《》《》


Acordo em uma cama de hospital, em um quarto escuro... vazio... e frio. 


-O que aconteceu?  -Me pergunto mas não há ninguém no quarto para me responder.


Minhas pernas doem, e há varios machucados no meu braço. 


Ouço alguém bater na porta... 


-Pode entrar!  -Digo com minha voz rouca. 


-Você está melhor?  -Yoongi entra no quarto. Prefiro não responder.  -Hey... me desculpa!  


-Desculpa por que? Você fez sua escolha, certo?  -Disse e virei meu rosto para a janela di quarto. 


Ele se aproxima da cama. 



-Você precisa ouvir tudo, antes de me julgar _______!  -Ele se senta na cama, e me olha. 


- Pra começar... minha saúde está bem? E o meu filho?  -Pergunto e ele me olha com uma cara triste.  -Yoongi... Meu filho... ele está aqui dentro de mim, não é?  


Minha preocupação só aumenta...


-Calma... Vocês dois estão bem! o que me deixa triste, é que você nem ao menos me pergunta o que aconteceu pra aquele jantar acontecer...   -Ele solta uma respiração pesada. 


-Eu ja sei... Seu pai quer que você se case com uma garota sem amor algum nesse relacionamento. 


-Não é bem assim... Ele... me obrigou por que tem uma rivalidade com seus pais. E falou que se eu não me casasse com a Andréia, ele...  -Ele para de falar.  


-Ele oqueee?   -Digo estressada. 


-Ele falou que ia matar você e o nosso filho, se eu não fizesse o que ele queria. 


Fiquei sem reação com aquelas palavras...

Foi por isso que ele estava daquele jeito no jantar... 


-Eu... não quero que você volte para a casa do seu pai!   -Disse enxguando minha lagrima que caiu ao perceber que Yoongi era o que mais estava sofrendo ali entre nós. 

-______... Foge comigo? 



C☆O☆N☆T☆I☆N☆U☆A...




Notas Finais


~Gente... eles vão fugir é isso mesmo?
~E comassim o pai dele queria nos matar? An??? keee?
~Shaushaushau... mete uma pedra na cabeça!!
~Amanhã, eu faço o cap mais cedo ok?
~Kiss :3 <3333333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...