História Sweet lies - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Sehun
Tags Baekhyun, Drama, Exo, Sebaek, Sehun, Yaoi
Visualizações 7
Palavras 470
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, amores :u:

Capítulo 1 - Capítulo único


   Nem sempre as pessoas cultivam o hábito de corresponder sentimentos, isso não as torna monstros frios e incapazes de amar.

Eu, Byun Baekhyun, não sou um monstro frio e incapaz de amar. Talvez eu seja incapaz apenas de amar você.

Estou certo de que há mais poemas sobre amor não correspondido, do que sobre o amor em si. Eu leria cada um deles pra você, pra te consolar quando eu partir.

A forma como você expressa todo esse amor e os sacrifícios que escolheu fazer por mim, não podem me manter preso a você.

Ao seu lado interpretei o amor perfeito, mesmo sabendo que ele não existe na realidade. No final de tudo isso, talvez estaremos machucados. Coloque-se no lugar de vítima, e eu me colocarei no lugar de prisioneiro.

Einstein dizia que duas coisas eram infinitas, o universo e a estupidez humana. E eu, não posso escapar de também ser um estúpido. Estúpido é como você vai me chamar quando ver o espaço que minhas roupas costumavam ocupar no armário, vazio, ou não encontrar meu casaco cinza jogado em cima do sofá. As pequenas coisas sobre mim das quais você já se habituou vão desaparecer da sua vida até se tornarem insignificantes. Isso é que as pessoas chamam de superação.

Tentei impedir que você mudasse de cidade por minha causa, que brigasse com seus melhores amigos, que fosse contra sua família e que fizesse coisas absurdas pra tentar, sem sucesso, me impressionar.

Hoje eu me desprendi das suas pesadas correntes, não me vejo mais como a paixão avassaladora que o trata como uma simples marionete. Você não precisa de mim para tal coisa, já que sempre será uma marionete das coisas que

sente ou se permite sentir. Sua visão de amor não correspondido vai ser diferente quando for você a pessoa que não corresponde esse amor.

Ao decorrer desses 4.383 dias, aprendi coisas sobre você, além de nunca comer a borda da pizza, tem obsessão por datas. E hoje fazem exatamente 12 anos que nos conhecemos naquele escorregador de madeira, vermelho desbotado.

Eu preciso ir embora antes que você chegue com bombons de licor dentro de uma caixa em forma de coração.

Recolhi minhas roupas, que se acomodaram perfeitamente em uma mala. Saí decidido, como se tivesse um destino certo.

Amanhã você vai me ligar, talvez chorando, perguntando se já tenho outro amor, e se é com ele que estou agora.

Mas eu não sei meu caro, não depende de mim. Depende do garoto alto sem expressão, que me serve café expresso há um mês, na minha cafeteria predileta, depende dele perceber meu sorriso e o algo a mais no meu "muito obrigado".

Se ele for como sou com você, talvez eu prove do meu próprio veneno, mas não é veneno.

 Você odeia as doces mentiras quando prova verdades amargas.


Notas Finais


Bom?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...