História Sweet Like Lemon - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Exibições 5
Palavras 1.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oooiieeee tudo boom com vocês??
Espero que siiim!!

Capítulo 3 - In Your House?


          Sweet Like Lemon


Chapter 3- In Your House?


Melly P.O.V

- O QUE? -grito.

- Oii boneca -diz Louis, sarcástico.

- Não me chama de boneca -digo seca.

- Ta bom boneca! -diz soltando uma risada.

- Como sabe que eu estudo aqui? -pergunto.

- Você perdeu seu celular... -ele ia dizer algo a mais.

- VOCÊ ESTÁ COM O MEU CELULAR?

- Mais ou menos isso -diz rindo da minha desgraça.

- Então você não está com meu celular?

- Estou com seu celular sim -e começa a gargalhar.

- Me devolve Louis Tom... sei lá seu sobrenome.

- Tomlinson.

- Mas eu não perguntei como é.

- Nossa que nervosinha, boneca.

- Não me chama de... ah, só fala o que você quer idiota.

- Direta heim boneca.

- Posso ser mais direta e acertar uma faca na tua cabeça -digo e a moça que estava ali me olha com os olhos arregalados e eu sorrio falsamente.

- Eu quero que você venha na minha casa.

- OI? VOCÊ TA ME ZUANDO NÉ, EU NÃO VOU NA TUA CASA NEM QUE ME PAGUEM.

-Ah... que pena... seu celular vai ficar comigo então...

- Eu compro outro depois, você nao vai saber mexer mesmo -digo me sentindo por cima na situação.

- Será? Você não foi muito inteligente sabe... "1234" de senha não é muito bom...

- Ta em português seu trouxa -digo sorrindo por dentro.

- Pode até ser, mas eu acho que... tem um tal de "cachorro" aqui... olha, eu acho que posso desbloquear ele e dizer que ainda o amo, o que você acha?

- Onde é sua casa? -pergunto afobada.

- Nossa, aceitou rápido heim.

- Eu não te perguntei se eu aceitei rápido ou não, onde é sua casa idiota?

Ele me passa o endereço.

- Alias, você vai ter que..

- Depois da aula ja estarei aí, tchau. -digo e desligo na cara dele.

Olho para a moça ao meu lado que me olhava estática.

- Tchau.

Digo e volto para a aula.

- Levou advertência? -pergunta com um sorriso no rosto.

- Não, é que era um telefonema para mim, sabe como é ser querida e... ah é, você não sabe como é isso.

- Sente-se senhorita.

- E se eu não estiver afim? -pergunto desafiando-a.

- Senho...

- Ja to indo calma...

Me sento em minha cadeira e fico olhando para meu caderno de desenho, e começo a desenhar.

- Senhorita Mellanie, preste atenção.

- Cuida da sua vida meu Deus, que saco.

- Para a diretoria agora, e leve esse papel aqui.

Arrumo minha mochila e me levanto pega do o papel da mão dela.

- Prazer conhecer você. -diz sorrindo falsa para mim.

- O prazer foi.... Não posso mentir, desculpa.

Saio da sala e bato a porta, ando até a diretoria e encontro o diretor la, logo me sento na cadeira colocando os pés sobre a mesa dele.

- Um "com licença" ia bem, e tire os pés da mesa -diz John, o diretor.

Bufo e tiro os pés da mesa.

- E o que você fez senhorita...

- Mellanie para você.

- E o que você fez? -entrego papel para ele- 2 dias de suspensão.

-Ta, posso ir agora?

- Antes vou ligar para os seus pais.

- Eu ja liguei. -minto mesmo.

Ele cerra os olhos para mim.

- Não confia? Vai em frente, gasta seu tempo ligando então.

- Ok, pode ir...

Saio dali e pego um papel que o diretor me deu para apresentar aos seguranças.

Ando até o portão da escola e um segurança me para, eu mostro o papel e eles me deixam passar.

Paro um táxi.

- Onde vai? -pergunta o taxista.

Entrego o papel com o endereço do Louis para ele.

Depois de longos minutos eu abro meus olhos ao escutar o taxista me chamando.

- 51 dólares.

- O Louis me paga, por me fazer gastar tanto dinheiro -pego o dinheiro da carteira e dou a ele- aqui.

Pego minha mochila e desço, dando de cara com uma mansão gigante, meu deus, esse baixinho ganha bem heim.

Ando até o portão e três seguranças me seguram pelos braços.

- Quem é você?

- Quem sou eu? Alguém que não quer ser encostada, ou você me solta ou além de eu cortar sua mãos fora eu reclamo de tentativa de estrupo.

- Senhor Louis falou que ela seria mal educada, Mellanie não é? -assinto- pode passar.

Ando até a porta da frente e toco a campainha uma vez... ninguém atende, duas... três, começo a apertar a campainha várias vezes com raiva, e me viro para ir embora.

Escuto a porta se abrir.

- Me da meu celular -digo estendendo o braço direito, mas quando abro os olhos tem um menino de topete em minha frente- cadê o Louis?

- Ta la dentro, sou Zayn, entra.

- Não, você não manda em mim, traga o Louis aqui e eu pego meu celular e vou embora.

- Entra menina.

- Você não manda em mim garoto do topete.

- LOUIS, MANDA MENSAGEM PRO CARA LÁ -diz e eu bufo empurrando ele e entrando.

Ando pela casa e não encontro ninguém.

- LOUIS TOM ALGUMA COISA, CADE VOCÊ?

- To aqui, pode nem mais beber água meu Deus.

- Meu celular -digo com uma sombrancelha arqueada.

- Ah, você vai ter que almoçar com a gente, vem.

- Não.

- Vai sim.

- Não vou não.

- Vai sim.

- O que eu preciso fazer para as pessoas entenderem que não mandam em mim cara?

- Então não devolvo -diz com os braços cruzados- dá um desconto vai.

- Eu não sou loja para dar desconto -respondo.

- Nem eu sou cliente pedindo 10% então vai, almoça com a gente.

- A gente...?

- Eu e a banda.

Eu começoa rir totalmente descontrolada.

- Qual qual a graça?

- Eu, Mellanie vou ter que almoçar com vocês?

- Sim, ou então, sem celular.

- Argh, ta bom Louis.

- Vem.

- Onde eu deixo minha bolsa?

- Qualquer lugar.

- Vou deixar no teu cu então.

- Coloca ai no sofá -diz revirando os olhos.

- Só avisando que eu não estou com fome.

- Mas você acabou de voltar do... calma, o colégio não deveria acabar daqui a duas horas?

- Me liberaram...

- Aprontou? -pergunta rindo.

- Viram que eu era mais inteligente que o normal e me liberaram por hoje.

- Sei...

- Que bom que sabe.

Chegamos na sala de jantar e as cadeiras ja estavam ocupadas.

- Esse é Niall -aponta para um loiro fofo que logo acena para mim.

- Esse é o Zayn que você ja conheceu. -diz apontado para Zayn que sorri com a língua entre os dentes.

- Esse é o Liam.

- Prazer. -diz me olhando e acenando logo depois.

- E aquele ali é o Harry- diz e aponta para um menino virado meio de costas, que mexia no celular- Harry -ele o chama mas o idiota nem escuta- HARRY -ele grita, impossível não escutar.

- OI?

Ele se levanta e se vira me fazendo olhar para aqueles olhos...


Notas Finais


E aiiii??
Gostaraaaam??
Aiinn espero que siiiim
Até o próximo capítuloooooo💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...