História Sweet Little Cat - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jihope, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin, Yoonseok, Yoonseokmin
Exibições 586
Palavras 1.603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá gente,tudo bem?
Primeiro,obrigada pelos +50 favoritos \o/ Vocês me deixam muito feliz,sério.
Segundo,eu irei fazer uma perguntinha nas notas finais,então se puderem ver e me responder,eu ficaria muito grata.

Saindo do assunto da fanfic,só eu que estou viciada em Blood Sweat & Tears? Não consigo parar de escutar,kk.

Boa leitura \o

Capítulo 3 - O Gukkie vai me ajudar,não é?


Estava cansado, e tudo por causa de um certo híbrido fofinho demais para eu conseguir brigar ou obriga-lo a alguma coisa. O motivo de eu estar morto, jogado no sofá da sala é o que aconteceu durante nossa pausa na sorveteria.

 

— Então, TaeTae, do que vai querer? — Perguntei observando o híbrido olhar os sabores de sorvete.

— Hum... O Tae não sabe! — Ele falou. — Tem muitos sabores diferentes! O Tae quer experimentar e comer todos!

— Você não vai aguentar comer todos de uma vez! — Ri. — Olha, você pode escolher quatro sabores diferentes hoje, e outro dia viemos de novo comer mais, pode ser?

— Pode ser! — Ele sorriu corado. — Então o Tae vai querer de creme, chiclete, blue ice e de amora. — Enquanto eu colocava as bolas dos sorvetes na "bandeja" de isopor ele puxou minha blusa.

— Sim, bebê?

— O Gukkie vai tomar sorvete também?

— Vou sim, porquê?

— O T-Tae não quer comer sozinho. — Corou. — Ele tem vergonha...

— Não se preocupe, bebê! — Acariciei sua cabeça, recebendo um ronronar. — Eu estou com você, então não precisa sentir vergonha.

— O-Ok. — Ele pegou uma bandeja para mim também. A peguei de suas mãos, deixando a dele ao lado. Escolhi os sorvetes de menta, uva, groselha e framboesa. Depois de colocar, peguei sua bandeja com sorvete com a outra mão e fui em direção á seção de guloseimas.

— Pode colocar qualquer doce que quiser, TaeTae.

— Sério?  — Ele sorriu e começou a pegar balas de gelatina de ursinhos, jujubas, marshmallows e confeitos de estrelinhas. Dizer que tinha mais doces do que sorvete não seria exagero. Resolvi colocar algumas balinhas de gelatina, um pouco de confeito e granulado. Não esqueci de colocar dois canudinhos de chocolate — seria só um, mas pensei que Tae poderia querer um também. 

Depois de pesarmos os sorvetes, pegamos as colheres e fomos nos sentar em uma mesa. Enquanto comíamos, eu via as pessoas olhando para Tae. Alguns olhares eram de curiosidade, outros de malícia e até alguns de ódio, mas eu fiquei mais incomodado com os de malícia. O que eles querem com o meu Tae? Quando olhei o pequeno, percebi que ele estava todo melecado de sorvete e o mesmo já havia acabado. Dei uma risadinha pegando um guardanapo limpando seu rosto, mas teríamos que lavar para sair o melecado.

— Venha Tae, vamos pagar a conta e ir para casa, você precisa se limpar. — Peguei nossas bandejas e dei á ele um canudinho que tinha sobrado do meu sorvete. Enquanto pagava a conta ele fez um biquinho e me olhou.

— O Tae vai ter que tomar banho de novo? — Perguntou e eu respondi com um sim, segurando sua mão para sairmos do shopping e irmos para o carro. — Mas o Tae não quer tomar banho de novo! — Emburrou.

— Desculpe Tae, mas vai ter! — Coloquei o cinto de segurança nele.

 

E agora aqui estou eu, morto por ter que obrigar de várias maneiras o híbrido a tomar banho. Demorou, mas eu consegui. Valeu a pena, já que o resultado é um Tae cheirosinho e com um pijama com ursinhos amarelo bebê. Respirei fundo e liguei a TV em um canal de desenhos. Seus olhinhos se focaram na tela, e ele começou a prestar atenção no desenho.

— Gukkie...

— Sim?

— O Tae pode tomar l-leite?

— Leite? — Assentiu. — Quente?

— S-Sim...

— Vou fazer para você e já trago, tudo bem? — Acariciei suas orelhinhas e fui para a cozinha.

Depois de Tae ter bebido o leite, alguns minutos depois ele já estava dormindo. Resolvi deixa-lo dormindo comigo hoje, e amanhã perguntar se ele queria dormir no quarto de hóspedes que tinha. Fiz minha higienes e resolvi me deitar também.
                                                                                                        ---- Nyah ----

Acordei assustado, com meu celular tocando ao meu lado. Escutei um resmungo de Tae e peguei o aparelho, atendendo-o.

Alô? — Perguntei sonolento.

A-Alô, senhor Jeon... — Um ajudante de minha empresa falou supostamente nervoso.

Aconteceu algo?

B-Bem, o senhor Jung não compareceu hoje, e como o senhor Kim está em outra cidade, a necessidade de negócios e como o senhor Jung faltou hoje, precisamos de alguém para ter uma conversa com alguns diretores de outra empresa, e é muito importante. Me desculpe incomodar o senhor em seu dia de folga, mas preciso que o senhor compareça o mais rápido possível... — Agora entendi o porquê dele estar nervoso. Todos sabem que eu odeio ser incomodado nas minhas folgas.

Espere um pouco. Irei me vestir e já vou até ai.

Tudo bem. Obrigado senhor Jeon, até.

Até. — Ele desligou e eu me levantei, indo até o banheiro.

Depois de fazer minhas higienes, fui até o guarda-roupa, tirando meu pijama e colocando meu terno.

— Gukkie, você irá sair? — Taehyung perguntou sonolento, coçando os olhinhos.

— Desculpe bebê, eu tenho que ir fazer uma coisa na empresa com urgência.

— Empresa?

— Você não sabe ainda, não é? Eu sou dono de uma empresa bem famosa.

— Por isso o Gukkie é rico?

— Como sabe?

— O Taehyung sabe que híbridos são caros, e ele viu o dinheiro que o Gukkie gastou ontem com ele...

— Bem, eu sou. — Ri. — Agora eu tenho que ir, bebê. Se quiser voltar a dormir, tudo bem. Você pode comer o que quiser ou assistir o que quiser, só cuidado para não se machucar, e não tente sair de casa. Não mecha no fogão também, tudo bem? Nem mecha nas facas. Irei deixar o telefone de meu escritório na geladeira, qualquer coisa ligue para mim.

— Ok Gukkie! — Ele me segui até a porta, e puxou meu terno, me fazendo me abaixar um pouco. Deixou um beijo na minha bochecha e sorriu. — Até depois, Gukkie, se cuide.

— Até, gatinho. Se cuide também, ok? 

Sorri e sai, trancando a porta de casa e indo até o carro. Enquanto ia para a empresa, liguei para Hoseok, para saber o por quê dele faltar hoje.

Huh! A-Alô?

Alô, Hoseok?

Sim? — Percebi que sua voz estava falha, e ele arfava.

Posso saber o por quê de sua falta no trabalho? — Perguntei irritado.

Então, é que aconteceu... algo. — Escutei um gemido alto do outro lado da linha. Corei e então consegui compreender a situação.

É o cio do Jimin, não é?

Sim. Eu mal tinha acordado que ele já estava se esfregando no meu--

Eu realmente não quero saber o que vocês fizeram, estão fazendo ou vão fazer. — Suspirei. — Você vai ter que me dar um dia de folga depois, ok?

Ok. Ahn. Agora deixe eu desligar, não quero você me escutando gemendo, nem escutando meu Jimin gemer também.

Pode apostar que eu também não. — Fiz uma careta. — Já vou desligar, até. — Antes dele responder desliguei. Essa conversa me deixou preocupado com o cio de Taehyung.
                                                                                                           ---- Nyah ----

Quando abri a porta de casa fui recebido com um abraço apertado de Taehyung e lhe dei um beijinho na testa.

— Oi bebê. Você está bem?

— Sim! O Taehyung não destruiu nada, não mexeu nas facas ou no fogão e também não tentou sair de casa, como o Gukkie disse! — Ele sorriu. É bom saber que ele é obediente.

— Está com fome, bebê? — Ele assentiu. — Irei fazer nosso almoço.
    Fui para a cozinha sendo seguido por Tae, enquanto pegava os ingredientes para fazer um Doenjang jjigae¹ .

— O Gukkie sabe cozinhar? — Tae perguntou me olhando.

— Eu sei. — Dei uma risadinha. — Eu não gosto muito de empregadas, então resolvi aprender.

— O Taehyung não sabe cozinhar. O Gukkie não vai ficar irritado?

— Por que eu ficaria?

— Geralmente os donos de híbridos querem que eles saibam cozinhar também... Lá onde eu ficava com os tios e com meus amigos eles tentavam ensinar nós a cozinhar, mas eu nunca consegui aprender...

— Eu não vou ficar bravo, bebê. Eu não me importo em cozinhar para você, longe disso, acho até fofo. — Sorri dando um beijinho nas bochechas rosinhas dele, o que fez elas ficarem ainda mais vermelhinhas.

Depois que a comida ficou pronta, nós comemos e conversamos sobre os desenhos que Tae estava vendo. Depois de terminamos de comer fui lavar os pratos, e Tae ficou sentado na cadeira na mesa me olhando.

— Bebê?

— Sim?

— Você não sente saudades de seus amigos? — Perguntei. Não quero que ele fique triste, já que eu trabalho muito e ele também havia dito sobre seus amigos híbridos. Como Jimin e Jin eram híbridos também, eu poderia ver se eles querem ser amigos.

— Um pouco... Mas se o Gukkie etá comigo eu não me sinto triste! — Sorriu, e eu não consegui conter meu sorriso também.

— Meus dois amigos tem híbridos. Vocês podem ser amigos, que tal?

— Seria legal! — Ele sorriu mais ainda.

— Que bom. Quando o cio de Jimin passar eu posso falar com eles, para eles virem aqui, tudo bem?

— Sim. Aliás Gukkie, o cio do Tae está perto, não está? — Engoli seco com a pergunta e assenti. — É o meu primeiro, então não sei o que terei que fazer... Mas o Gukkie vai me ajudar, não é? — Fiquei nervoso com a pergunta. Eu teria que me segurar para não tirar a inocência dele nesses dias, mas o problema é que se eu não fizer coisas improprias com ele, ele pode querer sair de casa a procura de alguém que o satisfaça, e é isso que eu não quero.

— Bom, falta mais ou menos uma semana, então não precisa se preocupar com isso agora. — Uma coisa que eu também não quero é ter a primeira vez dele no cio. É estranho eu sei, mas ele vai estar consumido pelo desejo, e eu realmente estou gostando bastante dele. Mas, não vou pensar muito nisso agora. — Bom, eu já terminei aqui. Quer assistir desenhos comigo?

— Sim! Vamos Gukkie. — Ele se levantou correndo e segurou nas minhas mãos, me puxando para a sala.


Notas Finais


Doenjang jjigae¹ = Para ocidentais, o parente mais próximo deste prato seria o guisado (o jigae, que pode ser de vários sabores) e é cozido de pasta de soja fermentada (o deonjang) com vegetais e tofu – e um punhado de pimenta, claro – vai no centro da mesa no dia a dia dos coreanos.

Sobre a pergunta. Eu queria saber se vocês querem que eu faça o lemon do Hoseok com o Jimin (talvez eu inclua o Yoongi). Eu tinha falado que eu queria fazer a fic com muito lemon,mas ainda vão ter os momentos fofos.Se quiserem,é só falar c:

Me avisem se houver algum erro.
Beijos~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...