História Sweet Love (Jungkook - BTS) (Hiatus) - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~kimchimin-

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Girl's Day
Personagens Chanyeol, Hyeri, Jimin, Jungkook, Minah, Sojin
Tags Bts, Girl's Day, Hetero, Hyeri, Jimin, Jungkook, Longfic, Minah, Staff
Visualizações 269
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


– Demorei de novo, miane gente ❤
– Mas voltei com bastante novidade na fic!
– Sem querer dar spoiler, mas dando assim mesmo: a Minah tá ferrada *risada maligna*
– Escrita por ~cookiecomleite/PandaCuteCrazy.
– Boa leitura.

Capítulo 17 - Eu acho que vou vomitar


Fanfic / Fanfiction Sweet Love (Jungkook - BTS) (Hiatus) - Capítulo 17 - Eu acho que vou vomitar

Hyeri POV’S

Voltamos para casa com um monte de sacolas cheias de doces, salgadinhos e claro, o famoso biscoito.

Assim que entramos, fomos para a cozinha silenciosamente para que nenhum dos membros saiba que chegamos. O Jin havia falado no caminho que a melhor maneira de acabar com todo o desespero dos garotos era deixando um pote com o biscoito dentro e colocá-lo em cima da mesa da cozinha. Assim eles se acalmam e comem.

Okay, eles são mais malucos do que eu imaginava. Mas eu não podia dizer nada, de qualquer forma.

Fiz tudo que eles me disseram e saímos da cozinha como se nada tivesse acontecido. O Tae já estava com umas cinco porções na mão, com sua boca toda cheia de biscoito.

— E agora? -pergunto encarando os três.

— Agora é só esperar. -eles saem.

Fui pra sala e me sentei no sofá. Vejo o Jimin andar lentamente até lá e pegar alguns biscoitos. Depois vem J-Hope, que pega só dois e se senta do meu lado.

— Como vai, Hobi?

— Bem melhor agora! -aponta para os biscoitos e eu rio.

— Vocês são loucos... -ligo a televisão. — Mas me fala, aonde está a Yura? Ainda dormindo?

— Não, ela havia saído mais cedo. -dá de ombros.

— Como assim? Pra onde?

— A Senhora Kim tinha ligado pra ela ontem avisando que alguns produtores estavam pedindo as anotações do M/V. E hoje ela precisou ir na empresa para entregar.

— Ata...

Nossa, como é que ele...

— Ah, e ela também foi resolver algumas coisas do M/V.

— Como sabe disso tudo? É algum tipo de espião? -o encaro surpresa.

— Ela me contou, sua boba. -ri.

— Entendi...

Minah POV’S

Continuei com a cabeça em seu colo. Eu e o Chanyeol ficamos por um tempo em silêncio, só aproveitando a companhia um do outro. Ele fazendo cafuné na minha cabeça e eu fazendo carinho na sua perna, que estava mais perto. Depois ficamos nos beijando e fomos para o quarto dele. Ele me colocou na cama delicadamente e ficou olhando fixamente para os meus olhos. Ele volta a me beijar, só que com mais intensidade. De repente eu sinto uma tremenda dor na barriga.

— C-Chan... -paro o beijo.

— O que foi?

— Eu não estou me sentindo muito bem... -falo colocando as mãos na barriga.

Quando ele ia falar alguma coisa a dor aumenta e eu gemo de dor alto.

— Deixa eu te ajudar! -ele fala desesperado.

Nego com a cabeça.

— Eu acho que vou vomitar! -ponho a mão na boca e corro para o banheiro. Vomito todo a café da manhã enquanto Chanyeol segurava o meu cabelo. Depois de botar tudo pra fora, lavo a boca e me sento no vaso fechado. — Foi aquele café forte que eu tomei... -digo meio tonta.

— Como assim? Você sempre toma café forte, Mi.

— Ah, sei lá... vai ver eu exagerei dessa vez. -eu não estava nada bem.

— Minah, eu estou ficando preocupado. -ele diz sério.

— Por quê? -não estava entendendo mais nada e esse enjoo não me ajudava nem um pouquinho.

— E-e se você estiver... -ele faz uma pequena pausa. — ...g-grávida?

Arregalo os olhos.

— Ai meu Deus!!! -entro em desespero e fico andando de um lado para o outro repetindo a mesma frase diversas vezes. — E se eu estiver, Chan? E se eu estiver?

— Amor, fica calma! -me abraça e eu retribuo. — Mi, você fica aqui descansando e eu vou comprar o teste, está bem? -assinto com a cabeça e ele sai.

Jogo água fria no meu rosto e me deito na cama. Fico esperando ele ainda com um pouco de dor. Não demorou muito e ele aparece no quarto. Volto pro banheiro e faço o teste. Já estava mais do que agoniada para saber o resultado e Chanyeol não podia estar diferente lá fora.

Nunca me senti tão nervosa na vida (claro que depois do dia em que assisti a minha mãe sendo espancada pelo meu pai).

Longa história...

Hyeri POV’S

 Depois de um tempo assistindo desenhos,

Sim eu assisto;

Fui em direção ao quarto do Jimin e do Jungkook. Eu estava querendo falar com o meu bebê-Chim (bebexin) sobre o M/V. Assim que eu ia bater na porta, ouço a voz do mais novo conversando com alguém. Acho que pelo telefone. E como eu sou bem intrometida, encostei o meu ouvido na porta e pude ouvir a conversa perfeitamente.

"— Jiwoo, por quê me ligou de novo?" -sua voz saiu um tanto quanto elevada. Ele parecia estressado.

Desde quando ele fica com raiva pela Jiwoo?

"— Eu já disse que estou bem! Para de me ligar a cada cinco minutos, isso já está me cansando!"

Arregalei os olhos.

Caramba, eu nunca ouvi a sua voz sair num tom tão elevado assim.

"— Se continuarmos desse jeito, não terei outra escolha a não ser... Não, eu não estou terminando com você. Mas se você não acabar com isso, sim!"

Eu não estava acreditando. Logo eles? Eles sempre foram tão grudadinhos... tão fofinhos um com o outro. Era até meloso as vezes. Principalmente o Jungkook, que não parava de mimar ela.

"— Eu tenho que ir agora..."

Acho melhor eu sair logo daqui antes que...

"— ...eu também te... amo... tchau, Jiwoo."

Esse "eu te amo" não foi sincero.

Ouvi passos dele se aproximando da porta e comecei um pequeno desespero mental. Olhei em volta e entrei no primeiro dormitório que vi. Fiquei tentando recuperar o fôlego enquanto apoiava as minhas costas na porta. Olho pra frente e vejo o Taehyung me encarando sem entender nada.

Rio nervosa.

— O-oi, Tae, tudo bem?

Minah POV’S

Vejo o resultado e fico imóvel.

POSITIVO

Eu não sabia se gritava ou se chorava, então fiz os dois ao mesmo tempo.

— CHANNNNN!!!! -grito já sentindo as lágrimas caindo. Mas não eram lágrimas de tristeza e sim de felicidade.

Ele abre a porta bruscamente e me olha assustado.

— E então? O que deu?

Levanto a mão lentamente mostrando o resultado. Ele arregala os olhos e abre um enorme sorriso. Sorrio também e ele me dá um abraço apertado.

— Eu vou ser pai! Eu vou ser pai! -ele repetia animado e eu ria.

— Vamos ter um bebê, Chan! -digo alegremente e ele se afasta me dando um beijo.

Eu vou ser mãe...


Notas Finais


Fico imaginando a expressão de vocês nesse momento... *disfarça e sai correndo*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...