História Sweet Nightmare - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Cara Delevigne, Incesto, Justin Bieber, Romance
Exibições 39
Palavras 2.221
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HI SWEETERS! DESCULPEM A DEMORA, FOI POR CAUSA DA FALTA DE COMENTÁRIOS E CRIATIVIDADE, E TALVEZ TEMPO, MAS AQUI ESTÁ!
ESPERO QUE GOSTEM, POR FAVOR, COMENTEM! APAREÇAM LEITORES FANTASMAS.
KISSES 💋💋💋
ESSA NA FOTO É A LIZZIE, FICANTE DA BECKY

Capítulo 5 - I need to stop with that!


Fanfic / Fanfiction Sweet Nightmare - Capítulo 5 - I need to stop with that!

                                                                 Segunda-feira/ 7:57 P.M./ Mansão Bieber

    Justin Bieber's P.O.V

Já estava quase na hora do racha, só faltava eu acabar de ajeitar o cabelo. Quando terminei, me olhei uma última vez no espelho. Gostei do que vi, estava com uma calça de couro preta, uma camiseta cinza, uma jaqueta também preta e uns supras azul escuro.

Saí do quarto e desci as costumeiras escadas, fui para a sala, senti meu celular vibrar na calça. O peguei e era uma mensagem de Ryan, mandava eu ir logo, pois eles já estavam lá.
 Andei até a garagem e peguei meu carro, saindo com ele de lá, cheguei na entrada e os seguranças abriram as portas, e eu saí cantando pneu.
                         Melanie Bieber's P.O.V.

Estava deitada em minha cama, pensando no que eu fiz. Meu Deus! Por quê eu fui fazer isso? Bom, não posso negar que foi bom, mas, cara! Ele é meu irmão! Como faz pra voltar no tempo? Desde pequena eu odeio ele, e duas horas atrás eu transei com ele.
      

Passei a mão no rosto e bufei, me levantei da cama, e peguei o celular em minha cômoda e mandei uma mensagem para Becky:

"Becky, posso dormir na sua casa hoje? Preciso te contar uma coisa."

Um tempo depois, senti meu celular vibrar em minha mão.

  "Acho que dá sim. É muito sério o que você tem para me contar?"

"Bom, ao seu ponto de vista deve ser bem sério."

 "Que merda você fez agora, Mel? Meu Deus."

 "Calma."

"Me acalmar como, caralho?"

 "Tá bom, parou, não vamos começar uma briga agora. Que horas devo estar aí?"

 "Pode ser às 9:00 P.M.?"

 "Ok. Tchau. Beijo."

"Tchau vadia. Beijos e um tapa na bunda."

 

Ri fraco e botei o celular na cama. Tenho que começar a arrumar minhas coisas...
                     Justin Bieber's P.O.V

Já havia chegado ao racha, procurei os meninos com os olhos, achei eles perto da "linha de partida". Caminhei até eles e fiz nosso cumprimento.
 

- Já viram Jacob por aqui?- Perguntei olhando para umas putas perto da arquibancada.

 - Ainda não.- Respondeu Chaz.

Uns minutos depois e uma das putas que estava perto da arquibancada se aproximou de mim. Sorri malicioso e ela devolveu no mesmo nível. Ela tinha cabelos castanhos e seus olhos acompanhavam o tom dos cabelos, ela era gostosa, suas curvas eram bem ressaltadas pelo minúsculo short e cropped que usava.

Andei em sua direção. Nosso corpo deu de encontro, aproximei nossos rostos bruscamente e começamos um beijo selvagem.

 - Justin! Vem cá.- Ouvi Chris me chamar e virei a cabeça, avistei um homem ao lado deles. Deveria ser o cara que organizou o racha.

 - Ei! Você não vai me querer?- Perguntou a garota que eu estava beijando. Ela mordia os lábios e falava de um jeito sexy. Pisquei e me afastei dela indo até os garotos. Chegando lá, cumprimentei Michael, quem organizou a corrida.

- E aí, Bieber? Como vai?- Perguntou Michael.

- Bem, Jacob já chegou?

 - Acabou de chegar.- Falou ele apontando para uma Lamborghini verde.

- Bom saber, de quanto vai o prêmio?

 - Oitenta mil dólares- Ele falou dando ênfase no valor. Sorri de lado satisfeito.

 - Huh... Preciso ir, a corrida vai começar, melhor pegar seu carro, Bieber.- Michael falou olhando para o pulso, onde tinha um relógio de ouro.

- Ok.- Falei e foi se afastando.
 Fui até onde meu carro estava, peguei as chaves no meu bolso e abri  o mesmo, entrando no veículo. Conduzi ele até linha de partida, onde Jacob já estava com seu carro, sorri maldoso. Abri a janela do carro, dando de cara com o meu competidor, que logo irá perder.

- Olá, Bieber. Bom te rever, pronto para perder?- Falou sínico. Cerrei os punhos.

- Eu que pergunto, não foi à toa que já ganhei em todas as corridas que já competi.- Sorri irônico e vi ele fechar a cara.

- Vamos ver se vai ser assim hoje à noite.- Falou e subiu o vidro do carro. Fiz o mesmo e virei para frente, onde vi, não muito distante, uma loira gostosa em frente aos nossos carros, liguei meu querido Bugatti, a loira tirou a blusa indicando a partida. Acelerei meu carro a toda velocidade, saindo na frente.

Jacob estava um pouco atrás, tentava me ultrapassar a todo custo, mas eu fazia zigue-zague pela pista, o impedindo. Quando cheguei na curva diminui a velocidade, para que não acontecesse algo sério, mas ele continuou com a velocidade, me ultrapassando. Saindo da curva aumentei ao máximo de novo, chegando em sua cola, comecei a repetir um movimento como se estivesse prestes a ultrapassá-lo, para o confundir. Assim que consegui o destruir corri em sua frente, fazendo a poeira subir, avistei mais uma curva, diminui apenas cinco quilômetros, não podia perder essa corrida, continuei mais um tempo, logo avistando a linha de chegada, eu não conseguia mais ver Jacob, mas por garantia, liguei o nitro, chegando lá rapidamente .

Saí do carro, olhando para o lado e vendo Jacob com uma cara nada boa, ri fraco e me aproximei.

- Pois é Jacob, continuo o melhor.- Falei sínico e fui para longe dele.

 Vi Michael se aproximar de mim com uma mala, provavelmente a que tinha o dinheiro.

 - Parabéns Bieber, não estou surpreso por ter ganhado. Aqui está, oitenta mil dólares.- Esticou a mala até meus braços e eu a peguei a maleta.

 Melanie Bieber's P.O.V

Neste momento estava na porta da casa de Becky, com o meu violão dentro de seu porta-violão. Comecei a pensar: Acho melhor não contar isso à ela, eu vou falar que era exagero meu, e que eu queria que fizéssemos uma coisa.

O barulho da porta se abrindo, acordou-me de meus devaneios, logo em seguida vi minha amiga aparecer na porta, sorrimos.

- Oi minha vagabunda.- Ela me abraçou.

- É bem você, sua puta.- Começamos a rir, ela se afastou da porta para que eu pudesse entrar. Fomos até seu quarto.

Deixei meu violão encostado na parede e me joguei num puff verde-água.

- É muito folgada!- Falou Becky rindo fraco. Olhei para ela e a mesma pareceu se lembrar de algo.- Ah, claro! O que queria me contar?- Respirei fundo, me preparando para mentir para minha melhor amiga.

- Huh... Não é nada sério, era só exagero meu, eu queria te contar que eu queria fazer um vídeo com nós duas cantando e colocar no YouTube.

- Melanie, você falou que era sério.- Falou desconfiada.

- Eu já falei que foi só um exagero meu. Podemos gravar o vídeo? Por favor.- Supliquei manhosa. A mentira parecia ter convencido ela

- Ok. Qual música podemos cantar?

- Eu sugiro Say it - Flume. Você quer outra?

- Também poderia ser Don't let me down - Daya.

- Então cantamos as duas músicas, pode ser?.

- Pode sim, vou pegar a filmadora, quando terminamos você edita o vídeo.- Falou saindo do quarto para ir pegar a câmera. Eu apenas assenti.
 Passei as mãos pelo rosto. Eu sei que ela vai descobrir que é mentira, eu sei que vamos brigar, mas... Bom, não tenho defesa, eu não devia ter feito isso.

Minutos depois ela chegou com a filmadora na mão esquerda.

 - Bom, onde vamos gravar?- Perguntei.

- Vamos para... Melanie!- Virei minha cabeça rapidamente para a olhar.- Lembrei que meu pai comprou microfones e aparelhos para cantar. Tá aqui no meu closet.- Ela andou em direção ao mesmo e de lá voltou com dois microfones brancos e os suportes, deixou em minha frente e foi buscar o resto dos aparelhos. Quando terminou, a ajudei, levando metade para a sala e ela o que sobrou. Eu peguei uma banqueta pra mim, e ela pegou outra. Posicionamos a câmera. Sentamos e eu peguei o meu violão e Becky pegou o seu. Eu segurei o violão com a mão esquerda. Eu sou ambidestra, porém, têm coisas que eu não consigo fazer com a esquerda e outras com a direita, uma dela é tocar violão. Becky é destra.
 A filmadora começou com o vídeo e eu comecei a falar:

- Oi gente, eu estou aqui com a minha melhor amiga, Becky.

- Oi!- Acenou com a mão.- Nós vamos fazer dois covers: Uma vai ser Say it - Flume e a outra é Don't let me down. Vamos começar com Say it.
Becky começou com o violão e eu a acompanhei alguns segundos depois, logo comecei:

- Crashing, hit a wall
 Right now I need a miracle
 Hurry up now I need a miracle.- Parei e ela continuou.

- Stranded, reaching out
I call your name, but you're not around
I say your but you're not around.- Ela parou e nós continuamos juntas.

-  I need you, I need you, I need you right now
Yeah, I need you right now
So don't let me, don't let me, don't let me down
I think I'm losing my mind now
It's in my head, darling I hope
That you'd be here
when I need you the most
So don't let me, don't let me, don't let me down
Don't let me down...
                                (...)

Terminamos de cantar a música e ficamos editando por uns 15 minutos e fomos comer. Passamos o resto da noite assistindo filmes e conversando. Já eram 23:34hrs, precisava ir dormir, tinha aula amanhã.             

Estava no quarto de hóspedes já deitada, não demorou muito para que eu caísse no sono.
                                       (...)
         

Acordei com o despertador do meu celular tocando. O peguei em cima do criado-mudo e desliguei. Fiquei uns dois minutos enrolando e me levantei, peguei o celular novamente e vi que horas eram. 6:50hrs, minha aula só começa às 8:00hrs, saí do quarto e fui até a cozinha, onde Rebecca já estava, preparando o café da manhã. Sentamos e comemos panquecas, bolo e suco- nem somos gordas.-Acabamos e eu fui tomar banho.

Depois que acabei peguei meu celular e liguei para Justin. Depois de quatro toques ele atendeu:

- O que é caralho?

- Belo jeito de falar com sua irmã.

- Ah Melanie! Fala logo, senão eu desligo.- Ouvi ele bufar no outro lado da linha.

- Eu já estou indo pra escola com Becky. Você leu o bilhete que eu deixei?

- Li sim, agora vai logo.- Falou grosseiro e desligou na minha cara. Desgraçado.
Guardei o celular e fui me vestir. Coloquei uma calça jeans de lavagem clara e uma blusa na cor vinho, calcei meus tênis da Adidas branco. Depois disso passei uma maquiagem bem leve, apenas muito rímel, um pouco de base, pó e um batom nude. Saí do quarto e fui para sala, me sentei no sofá, pois Becky ainda não tinha acabado de se arrumar. Ela sempre demora, bufei. Depois de uns 10 minutos esperando, vejo ela sair do quarto.

- Então... Vamos?- Olhei para semicerrando os olhos, meio brava.

- Estava a sua espera, donzela.- Falei de um jeito sínico e ela me mostrou o dedo do meio. Me lavarei do sofá e fomos para a escola
                                                                (...)

A aula acabou e eu fui até a saída da escola, para pegar meu carro. Andei até lá, procurei o meu veículo e destravei o mesmo, entrei nele e dei a partida. Comecei a andar e cantar, acompanhando a música que tocava na rádio. All we know - The chainsmokers. Amo essa música.

Passei uma meia hora dirigindo, até que finalmente avistei minha casa. Assim que os seguranças me viram, abriram o grande portão preto, dirigi até a garagem e estacionei o carro, saindo do mesmo logo depois. Entrei pela porta perto da piscina que me levava até a cozinha, fechei a mesma e fui até a sala, procurando por Justin.

- Justin! Cheguei!- Falei, mas ninguém respondeu. Dei de ombros. Devia estar em seu quarto. Fui até o meu, subindo as escadas, entrei no mesmo e me deitei na cama e comecei a mexer no celular...
                          
                  
                      Justin Bieber's P.O.V

Já eram 17:22hrs. Estava entrando em casa, tinha ido à casa dos meninos. Fui até as escadas, subi as mesmas e fui até meu quarto, entrei no mesmo e me deitei na cama. Comecei a pensar na transa que tive com Melanie. Ela transa bem, parece experiente. Ri com meu pensamento. Vadia gostosa.

Abri a gaveta do meu criado-mudo e peguei um maço de cigarro de maconha, peguei um e junto um isqueiro, acendi o mesmo,logo depois tragando-lhe.

Passei um tempo fumando, até que vi já eram 19:00 horas, eu ainda não havia jantado, estava com fome.

Saí do quarto e fui até cozinha, notando que só tinha um prato sobre a mesa, dando a entender que Melanie já tinha jantado. Me sentei e comecei a comer. Quando acabei, deixei o prato ali mesmo, sabia que a ajudante de Lucy iria pegar depois.
Subi até meu quarto e liguei meu Xbox e comecei a jogar FIFA 2015

   Melanie Bieber's P.O.V

Andando até a portando banheiro, pois ia tomar banho, pensei: Eu tenho que parar com isso entre mim e Justin. Estou decidida, a partir de hoje vou ignora-lo.

Entrei no chuveiro. Passei uns vinte minutos lá, saí do box e peguei minha toalha saindo do banheiro. Entrei no closet e peguei apenas um lingerie, estava meio quente hoje. A vesti e me deitei na cama. Pensei um um pouco e logo caí no sono...


Notas Finais


GOSTARAM? DEIXEM NOS COMENTÁRIOS, PLEASE!
QUEREM CAPÍTULOS MAIS LONGOS?
COMENTEM, EU TENHO BLOQUEIO DECCRIATIVIDADE QUANDO FALTA INCENTIVO. COMENTEM!
ME SIGAM NO TWITTER:
@ifyouweremine OU
@filosofando2930


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...