História Sweet Perdition - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orphan Black
Personagens Cosima Niehaus, Dra. Delphine Cormier, Felix "Fee" Dawkins, Helena, Krystal Goderitch, Paul Dierden, Rachel Duncan, Sarah Manning
Visualizações 44
Palavras 853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Graças a Deus, você está viva!!



POV Delphine

O som da casa ao lado estava absolutamente alto.
– Meu Deus, eu juro que se eu...— Paul completa— soubesse que a Krystal estava vendendo a casa dela você compraria só para não ser vizinha da Cosima, já sei.

 

– Amanhã faremos 3 anos de namoro e na última semana tudo que você falava envolvia Cosima e seu som extremamente alto. Por que você não vai lá e ameaça chamar a polícia de uma vez??— Me indaga.

 

– Porque não quero perder meu tempo com essa gente — respondo secamente.


– E reclamar o tempo todo não é perda de tempo?! — ele me diz com um tom sarcástico e em seguida dá um suspiro – Bom, preciso ir, já está tarde.


– Fica mais um pouco— imploro, fazendo biquinho como sinal de tristeza.


– Você sabe que eu tenho que acordar cedinho amanhã por causa da Rachel — Paul rebate.


Depois que sua mãe faleceu, Paul passou a ser o responsável por sua irmã Rachel, que era uma adolescente linda e cabeça oca, sempre se metendo em confusões...


Quando eu ia protestar ele me deu um beijo rápido – te vejo amanhã, flor. — e saiu batendo a porta atrás de si.


Não consegui dormir facilmente naquela noite, foi preciso dois comprimidos e tampões de ouvido para conseguir no máximo cochilar.


 Como ninguém reclama desse maldito som? — me perguntei –provavelmente todo mundo está lá também— concluí.


Nunca permiti me incomodar com os vizinhos e criar desavenças, não quero ser a chata da vizinhança, mas essa Cosima era uma tentação, em todos os sentidos, o que tinha de linda tinha também de perturbada. Cosima era um verdadeiro colírio para os olhos, nunca tive um relacionamento homossexual mas já senti atração por mulheres, minha sexualidade era um assunto que eu preferia deixar obscuro, na adolescência sofri muito só de pensar em assumir quem eu sou, então escolhi não rotular minhas preferências sexuais. Mas não sei, quando vi Cosima pela primeira vez ela estava tirando as compras do carro e quando me viu abriu um sorriso apaixonante, até estremeci, depois de conhecer sua irresponsabilidade fiquei completamente desinteressada, muita falta de noção para uma pessoa só.

 


***
Acordei com o toque do celular. Atendi sem ver quem era e me assustei com o berro que Felix me deu.


– GRAÇAS A DEUS, VOCÊ ESTÁ VIVA!! — Meu irmão grita ao telefone.


– Tá ficando doido, Felix? — lhe questiono — fala baixo, poxa!


– Ai, desculpa Del, mas você esqueceu do nosso almoço?? — Eu fico confusa —Estou no restaurante a mais de uma hora te aguardando.


– Claro que eu não esqueci, ainda está cedo— digo olhando as horas e sobressalto com o tamanho do meu atraso.


– O que aconteceu?— Felix me pergunta— você nunca se atrasa para nada, a noite foi boa né?! 


Reviro os olhos com a insinuação do meu irmão.


– Te digo quando chegar aí, vou me arrumar, beijos— me despeço e desligo sem esperar ele responder​.

 


***
– Bom dia, vizinha — Cosima me cumprimenta com um sorriso amigável. Minha nossa senhora ela estava tão linda com os dreads presos em um rabo de cavalo, jardineira e all star que eu poderia ficar parada o dia todo apenas lhe observando. Porém não faria isso, a odiava por ser a culpada pelo meu atraso, não via meu irmão a quase dois meses e por pouco não perdi a oportunidade de pôr o papo em dia com ele.


– Bom dia, Cosima. — respondo friamente encarando ela.


– Sinto muito pela sua caixa do correio, prometo comprar outra para você — faço uma expressão de confusa e olho para meu gramado avistando minha caixa no chão.


– Ah, tudo bem — digo tentando conter a raiva.
Entro no meu carro e parto amaldiçoando o dia dela.

 


***
Depois de quase 4 horas conversando sobre assuntos diversos com meu irmão, resolvi ir embora, já estava anoitecendo e eu iria jantar com Paul para comemorar nosso aniversário de namoro.


– Vê se não some hein. — Falo para Felix que está concentrado em seu celular– Preciso ir.

 

Dou lhe um abraço apertado e vou embora.


Meu irmão era um artista plástico e sempre estava viajando para participar de exposições de arte. Meu verdadeiro orgulho.


– E você vê se para de iludir o Paul, aceita logo que o relacionamento de vocês esfriou! — Felix diz alto e claro para eu entender enquanto entrava no carro.


Fiquei magoada com suas palavras, mas sabia que era a verdade. — concordo com a cabeça e dou partida.


Paul era uma pessoa incrível, mas nosso namoro estava desgastado e nenhum dos dois se esforçava para mudar isso, é como se fôssemos apenas grandes amigos, o que me deixa parcialmente confortável.

 


***
Coloquei um vestido preto justo com as costas aberta e um salto agudo também preto, meus cabelos estavam em um coque frouxo e algumas madeixas finas caídas.


– Ótimo!!— disse para mim mesma enquanto me olhava no espelho.


Ouvi a campanhia, já sabia que era ele. Desci as escadas apressada e quando abri a porta lá estava ela, parada, me olhou de cima a baixo e abriu os lábios como se fosse falar algo mas desistiu.


– Cosima! — disse paralisada. Seus olhos estavam marejados e seu rosto vermelho. Ela estava chorando



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...