História Sweet Revenge - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Lily Collins
Personagens Justin Bieber, Lily Collins
Tags Amor, Criminal, Ódio, Sexo, Violencia
Visualizações 60
Palavras 1.733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - First date


Point Of View Justin Bieber

“Mas agora você sabe garota, nós sabemos que este é um mundo cruel, mas eu vou me arriscar.”

Nova York – Estados Unidos

Voltei da viagem com a cabeça mais cheia possível, esse mundo da máfia realmente não é fácil, mas aumenta a adrenalina do meu corpo e amo isso. Tentei me concentrar bastante nos meus assuntos enquanto estava em Portland, mas ainda sim não conseguia parar de pensar em Claire, eu precisava vê-la. Então resolvi mandar uma mensagem.

Eu: Oi!

Claire gostosinha: Quem é?

Eu: Tudo tranquilo gatinha?

Claire gostosinha: Sim. Fala logo quem é

Eu: Mal humorada. É o Justin. Da boate, se lembra?

Claire gostosinha: JUSTIN! OI! CLARO QUE LEMBRO

Eu: Uau! Parece bem contente agora ao saber quem é hahahaha!

Claire gostosinha: É... Claro que não... Bom, só achei que não me chamaria. Como está?

Eu: Melhor agora. Risos. Gostaria de saber se qualquer dia, você gostaria de dar um jet comigo?

Claire gostosinha: Jet? Hãn?

Eu: Hahahahaha! Se você quer sair comigo Claire...

Claire gostosinha: Hahahahah que merda Justin! E sim, adoraria.

Eu: Ok, combinado. Preciso ir, flw!

Claire gostosinha: Até mais.

 Confesso que conversar com ela, melhorou um pouco meu dia estressante, então resolvi comer uma de minhas putas, estou há um bom tempo sem transar. Uma semana. Ah qual é, uma semana sem o amiguinho aqui foder uma buceta é muito tempo para Justin Bieber Ok?

Liguei para Tracy, dançarina de uma de minhas boates. 15 minutos depois e ela já estava na porta do quarto do sexo com o rabo fervendo. Deu três batidinhas e eu abri. Tendo a visão maravilhosa daqueles enormes seios saltando da blusa regata apertada, e de seu minúsculo short totalmente socado no rego e marcando a frente também. Puta de uma gostosa.

- Olá tracy – lhe dei um sorriso malicioso. Dando espaço para que ela entrasse.

- Como vai Justin? Confesso que fiquei impressionada com sua ligação – Observava o quarto, depois se virando para me encarar.

- Não vem de papinho, que já te fodi outras vezes, não é nenhuma novidade – revirei os olhos e ela cruzou o cenho.

- Tem razão, e sabe... – se aproximou alisando meu peitoral ainda coberto – estava sentindo falta do seu pau dentro de mim – vagabunda mesmo. Tem mais fogo na buceta que o “Tocha” de quarteto fantástico.

- Eu sei – dei de ombros – agora cala a boca e tira logo essa roupa – empurrei seu corpo contra a cama, e ela sorriu maliciosamente, fazendo o que pedi.

 

Point Of View Claire Mitchell

- ELE O QUE? AI SOCORRO! – Sof gritava histérica.

- Para de gritar garota! Nos falamos bem pouco... Nada demais – dei de ombros, sentando da cadeira ao redor da piscina.

- Tempo suficiente para ele te chamar para sair – disse Charlotte, tirando sua canga, deixando o biquíni a mostra e sentando-se na cadeira do meu lado.

- Ele não me chamou para sair, quer dizer, não deu certeza, disse “qualquer dia” – bufei frustrada.

- Idai, só não te chamou para sair H-O-J-E -, mas logo logo ele manda outra mensagem e vocês vão sair, beijar muito e transar a noite toda loucamente – Sofia suspirou, sentando nos pés da minha cadeira. E eu gargalhei alto.

- Sofia! – dei um tapa em seu braço – vai com calma, enfim, quero sair hoje! Agora, que droga. – bufei

- Então mande uma mensagem para ele e o chame para sair ué – Charlotte disse.

- Ficou louca? Claro que não! Eu não chamo homens para sair, eles que me convidam – sorri, jogando o cabelo para trás.

- Então tá otária, fica aí perdendo as oportunidades que a vida te dá e criando teias nessa perereca – Sofia disse e saiu. Entrando em casa pela porta de vidro da cozinha, que da no quintal dos fundos, onde estávamos. Que também fica a piscina.

- Ei! Você concorda com ela Lott? – respondi indignada.

- Bom, acho que você deveria mesmo falar com ele Claire – disse e foi atrás de Sof, me deixando com aquilo na cabeça. Eu falo ou não falo? Não! Ok falo. Você enlouqueceu? Ele vai achar que você é uma desesperada. Decidi. Não vou. Levantei indo para dentro, então parei no meio do caminho e resolvi ligar. Estou nervosa, vou ter um ataque. Se eu me arrepender depois e Justin me der um fora, eu mato aquelas duas.

Chamando Justin...

*Ligação On*

- Alô – ele atendeu após dois toques.

- Justin? Sou eu... Claire – respondi, com as mãos suando.

- Eu sei, tenho seu número salvo aqui esqueceu – deu uma risadinha. – O que quer?

- Eu... Eu... – gaguejei. O que há de errado com você Claire, porque está tão nervosa assim, por um garoto que viu apenas uma vez.

- Você o que? Sei que te deixo nervosa na minha presença – disse e pude sentir que sorriu convencido do outro lado. – mas pode me dizer, porque ligou. 

- Gostaria de ir tomar um café comigo hoje?

- Claro baby. A que horas?

- As oito no Le’Coffe pode ser?

- Sim, então nos vemos mais tarde, tchau – disse e desligou.

Pude finalmente respirar aliviada. Eu não estava nervosa por gostar dele ou algo do tipo. Claro que não, mal o conheço, não sou mais uma adolescente bobinha. Mas estou há um bom tempo sem sair ou me envolver com alguém, desde que minha vida se baseou apenas em se vingar do assassino do meu pai. E mesmo que não passe de uns beijos, Justin é legal, até uma amizade seria de grande valia. Olhei no celular e já eram 6:35pm, não teria muito tempo para me arrumar, então corri para contar as meninas, enquanto me arrumava para o “Encontro” é isso mesmo? Claire Mitchell depois de anos sem saber o que é sair de verdade com um garoto, irá ter um encontro e ainda com um dos caras mais gatos que já conheci em toda minha vida. Não vejo a hora de esbarrar a boca naqueles lábios rosados, passar a mão naquele abdômen definido e encarar fundo novamente, aqueles belos olhos cor de mel. Estava quase babando ao pensar nele, então sacudi a cabeça afastando os pensamentos e entrei apressadamente.

 

Point Of View Justin Bieber

Fiquei um tempo parado e pensando, no fato de a garota pela qual eu estava fissurado e doido para explorar todinha, tinha acabado de me ligar e me chamar para sair. Geralmente eu que faço isso, já que as garotas quando me procuram assim, tomando a iniciativa, são putas e apenas estão loucas para me dar. Mas ela me convidou para um encontro, o que é bem uma coisa de viado, mas resolvi dar uma chance, pois estava realmente interessado nela. Puta que pariu! Esqueci da vagabunda da Tracy, ela estava peladinha na minha cama pronta para ser fodida. Mas não queria me atrasar para o encontro com Claire, vou ter que expulsa-la.

- Veste sua roupa e vaza daqui – disse a ela, me despindo para tomar banho.

- O QUE? COMO ASSIM BIEBER? – ela gritou, mas sem tirar os olhos do meu pau de fora.

- Tracy meus olhos ficam em cima – debochei

- Eu... Eu não estava olhando. Mas me diz, porque quer que eu saia? E Ainda nesse estado?

- Porque sim – dei de ombros, indo até o banheiro.

- EU ESTOU PELADA! E EXCITADA, NÃO VOU SAIR DESSE JEITO, NÃO ANTES DE VOCÊ ME COMER JUSTIN – gritou, batendo os pés no chão.

- SUA VAGABUNDA DO CARALHO, JÁ MANDEI VOCÊ SAIR, EU VOU TE FUDER QUANDO EU QUISER, E NÃO VAI SER AGORA, ENTÃO SAI ANTES QUE EU ESTOURE  SEUS MIOLOS – aquela vadia já estava me irritando.

- Você é um babaca mesmo – peguei-a pelo braço e a tirei de lá, jogando suas roupas junto. Entrei no banheiro, tomando um rápido banho. Fui até o closet. Coloquei uma cueca. Escolhi uma calça jeans. Uma camiseta branca. Uma jaqueta por cima. Calcei os tênis, coloquei o relógio e pronto, estava gostoso como sempre. Peguei as chaves e desci até o escritório, como ainda estava cedo, aproveitei para checar se estava tudo em ordem.  Passei pela sala, chamando a atenção dos caras, que estavam vendo um jogo de basquete na tevê, e logo começaram com as piadinhas.

- Olha só Bieber, aonde vai gatão desse jeito? – Chaz zombou.

- Não que seja da sua conta Charles, mas vou sair com a Claire – dei de ombros, sentando no sofá com eles.

- Quem é Claire? – franziu o cenho – Desde quando você vai a encontros com suas putas.

- Claire é a namoradinha do Justin, a garota da boate que o deixou de quatro – Ryan disse.

- Vão tomar no cu! Ela não é minha namorada e muito menos alguma mulher me deixa de quatro, sou Justin Bieber porra – disse entre dentes.

- Não fica irritadinho cara! Mas aí, aonde vão?- Rudy que só observava, resolveu abrir a boca.

- Vamos tomar café naquele Le’Coffe – respondi

- Ih olhem só o Bieber indo tomar cafezinho da tarde com a gostosa do bar – Chaz zombou – Pensei que você não fosse disso, que decepção.

- Cala a boca seu bichinha, está é com inveja, pois queria que fosse você no lugar dela né? Sair comigo e depois acordar na minha cama. – debochei o fazendo fechar a cara.

- É o sonho do Charles – Ryan disse, caindo na gargalhada. Rudy e eu acompanhamos.

- Vão pra puta que pariu, vocês – jogou pipocas em nossa direção, irritado. E eu ri mais ainda.

- Tenho mais o que fazer, se os viados me dão licença vou até o escritório resolver umas paradas, já que oito horas terei uma gata a minha espera – pisquei, saindo de lá.

 

Point Of View Claire Mitchell

Corri para meu quarto. Tomei um banho, e chamei as meninas para me ajudarem. Arrumei o cabelo, fiz a maquiagem, e estava só de roupão analisando minhas roupas no closet. Quando finalmente aparecem.

- Suas cachorras, demoraram – sai do closet indo até elas.

- Foi mal, a gente estava comendo – Charlotte disse.

- Então quer dizer que resolveu ouvir nosso conselho e ligou para o bonitão? – Sof disse, me encarando com um sorriso malicioso.

- Sim. Mas parem de conversa fiada e me ajudem logo a escolher a roupa, quero estar perfeita esta noite – elas sorriram, assentindo – É hoje.

“Contanto que você me ame, serei sua platina, serei sua prata e serei seu ouro.”

 


Notas Finais


Capítulo oito, espero que gostem. Beijocas e pfvr comentem sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...