História Sweet Revenge - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens Anthony Rester, Kanzo Mogi, L Lawliet, Light Yagami, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Ryuuku, Sachiko Yagami, Sayu Yagami, Shuichi Aizawa, Touta Matsuda
Tags Anime, Death Note, Lawliet, Light, Magia, Misa Amane, Near, Nota De Morte, Rem, Riuk, Romance, Sobrenatural, Terror, Watari
Exibições 20
Palavras 1.425
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


esse masao aí querendo tirar a misa do near coisa feia...
Feliz dia das crianças pra vc que é!!! e pra vc que não é tbm! heuheuheueheueheuheueheueeee
Eu sou pros meus pai o ano td, no dia das crianças n, vai entender... só tenho 15 aninhos poxa, cadê meu presente q ainda n ganhei?

Capítulo 30 - Poço de perguntas sem respostas


Fanfic / Fanfiction Sweet Revenge - Capítulo 30 - Poço de perguntas sem respostas

-Refeitório-

Light caminha pelo refeitório, aproxima-se de um balcão e pega um prato. Coloca sua comida e caminha novamente pelo refeitório, dessa vez em busca de algum lugar vazio para sentar-se. Ele para de caminhar e olha para os lados, avistando uma mesa totalmente vazia. Não estava no momento com cabeça para socializar-se, então preferiu ficar sozinho ali.

Light senta-se e apoia o prato em sua mesa. Ele observa atentamente a comida. O modo como foi colocada e o jeito que foi preparada. Apoia o queixo em suas mãos e continua a observar a comida.

-Na verdade não estou com fome, era só ansiedade pelo tédio!-Light fala consigo mesmo.

Light observa por mais alguns segundos a comida, e ameaça levantar-se, mas volta a sentar.

-Esqueci  dos hashis-Light pensa em voz alta e bufa.

Após mais alguns segundos observando a comida, alguém se aproxima dele.

-A comida não vai pular para sua boca se você ficar olhando para ela, você vai precisar dos palitinhos-L diz entregando para Light os hashis.

Light assusta-se quando ele chega de surpresa. Pega os palitinhos e agradece L.

L senta-se ao seu lado.

-Não vai comer?-Light pergunta levando a comida à boca

-Não estou com fome-L responde dando de ombros

-Se fosse doce você aceitaria, certo?-Light pergunta olhando para L.

-Exatamente por isso que não estou com fome, enchi minha barriga com rosquinhas-L responde

-Deveria comer algo salgado, nem que fosse um pouquinho. A não ser que queira morrer de diabetes!-Light diz  levando novamente comida para sua boca

-Nunca morri de diabetes, estou inteirinho-L diz novamente dando de ombros.

Os dois ficam em silêncio enquanto Light come, sendo quebrado por L com uma pergunta que assustou Light:

-Você vai me machucar?-L pergunta sério e olhando fixamente para os olhos de Light, que estavam agora arregalados pelo susto.

-O que? Como assim?-Light pergunta franzindo a testa.

-Perguntei se vai me machucar-L repete ainda sem tirar seus olhos dos de Light

-Claro que não! Você está estranho desde aquela hora que eu o toquei preocupado se eu tinha lhe machucado-Light diz afastando seu prato de comida de si, pois depois daquela pergunta, toda fome que ainda restara havia ido embora.

L fica em silêncio olhando para Light.

-Se você está falando isso pelo soco que eu lhe dei, peço desculpas, não foi minha intenção. Mas já se era esperado com esses membros tão fracos-Light diz olhando para L

-Não tem nada a ver uma coisa com a outra, foi uma pergunta á parte. Mas já me respondeu, obrigado-L responde e vira seu rosto para o lado oposto em que Light estava, levando seu polegar aos lábios.

-Mas espera... Por que eu o machucaria? Qual o sentido da pergunta?-Light pergunta puxando L pelos ombros e fazendo-o virar-se para Light.

-Não é nada demais-L responde

-Você é estranho-Light diz franzindo a testa

-Você é um poço de perguntas sem respostas-L diz sem qualquer expressão

-Por que perguntas sem respostas?-Light pergunta arregalando os olhos

-Você nunca deixa transparecer as suas reais intenções, permitindo que as pessoas se façam inúmeras perguntas que talvez nunca sejam respondidas-L responde e respira fundo em seguida

“O que eu penso de você

É tudo o que você me faz sentir

Você sabe o que eu penso de você?”-Dope (Fifth Harmony)

-Dia seguinte, Hospital, Masao e Misa-

-Muito bem Misa! Passou a noite muito bem e agora tem alta! Mas não se esqueça que você não pode abusar, tem que ficar de repouso. E olhe para os lados quando for atravessar a rua!-A enfermeira diz para Misa com um grande sorriso no rosto. Ela caminha até a porta com Misa e Masao logo atrás de si. Saem do quarto e Misa despede-se da enfermeira.

-Finalmente! Achei que nunca sairia daqui!-Misa diz olhando para cima e levantando as mãos para o alto como se agradecesse profundamente sua saída.

Misa e Masao saem do hospital.

-Quero ir ver minha prima, ela deve estar muito preocupada comigo!-Misa diz olhando para Masao.

-Posso ir junto?-Masao pergunta

-Claro que pode!-Misa responde sorrindo para ele

-Quer que eu a leve em minhas costas?-Masao pergunta com um sorriso de orelha a orelha

-O que? Claro que não! Eu mal podia esperar para andar! Passar um dia inteirinho deitada não é nada legal!-Misa responde cruzando os braços.

Os dois ficam em silêncio, até que Misa olhasse para si mesma e levasse um susto:

-Mas o que? Eu estou ainda com a roupa do hospital!-Misa grita desesperada e começa a chorar

-Até que não fica tão ruim em você!-Masao responde meio sem graça com as bochechas corando

-Você pode me levar agora para uma loja e me comprar uma roupa! Isso é uma ordem!-Misa grita apontando o dedo para o rosto de Masao que a olhava assustado

-E-Está bem Misa. Se não me engano tem uma loja de roupas aqui perto-Masao diz caminhando e puxando Misa pelo braço

-Você fica na minha frente, não quero que ninguém me veja assim!-Misa diz empurrando Masao para sua frente

-Mais alguma coisa Madame?-Masao pergunta em tom provocativo

Misa olha para o lado e depara-se com uma vitrine. Ela olha para o vidro e grita em desespero:

-Eu preciso passar urgente em um cabeleireiro e um Spar! Olha para minha cara e meu cabelo!

-Está achando que sou rico?-Masao pergunta arregalando os olhos

-Você pode parcelar em 200 vezes, acho que não é um problema!-Misa responde

-Tudo o que você quiser, minha doce donzela-Masao responde e em seguida respira fundo

-Casa de Gray-

-Será que Misa está bem? Eu nem pude ir vê-la!-Gray diz cabisbaixa e com a voz melancólica

-Tenho certeza que ela está bem. Misa é forte, não?-Mari responde acariciando os cabelos da prima

-Sim, ela é. Para quem perdeu os pais quando ainda era uma criança, isso não é nada!-Gray diz levantando a cabeça e sorrindo

-Bom, desculpe prima, tenho que fazer minhas provas online-Mari diz sorrindo e retira-se

Mari caminha para seu quarto e fecha a porta, senta-se em sua cama e chama por Akina:

-Akina! Akina!-Mari grita chamando pela Shinigami

-O que houve Mari?-Akina aparece respondendo Mari em tom cansado.

-Tenho sorte que não tenha acontecido nada grave com Misa. Imagine o que seria de mim sem ela? Ela é meu pontinho de apoio para ter Kira em minhas mãos! Tenho de ter certeza que ela está sempre bem protegida-Mari diz deitando em sua cama

-E como pensa em usar Misa para conseguir o que quer?-Akina pergunta e revira os olhos

-Por enquanto meus planos não serão desvendados para você, sinto que você é encrenca! Mas se quiser realmente ajudar, Quando não estiver comigo, fique com Misa. Tenha certeza de protegê-la, e se possível, traga-me informações que conseguir-Mari diz e levanta-se de sua cama

-Como quiser Mari-Akina responde e desaparece

-Vai ser um pouco difícil, mas o universo conspira a meu favor!-Mari pensa em voz alta e dá um grande sorriso.

-Misa e Masao, Loja de roupas-

-Eu quero aquela jaqueta ali!-Misa diz apontando para uma jaqueta de couro preta

Masao olha na etiqueta da jaqueta e pula de susto

-Você é louca Misa!? Eu passaria minha vida inteira pagando esse nogócio!-Masao diz com os olhos arregalados

-Então eu quero aquela blusa!-Misa diz apontando para uma blusa vermelha

Masao novamente caminha até a roupa e olha em sua etiqueta

-Por que seus gostos são tão caros?-Masao pergunta e em seguida respira fundo

-Acha que sou mulher barata? Meu preço é maior do que do ouro! A conseqüência é esta meu bem!-Misa diz e sorri, em seguida volta a caminhar pela loja. Ela passa por alguns vestidos e pega um vermelho para vestir. Caminha até as prateleiras de calçado e procura um salto para experimentar.

-Vai ser esse aqui!-Misa diz pegando um salto de cor preta

-Lá se vai toda minha mesada!-Masao diz colocando as mãos no rosto

-Eu espero que Near ganhe bastante dinheiro para satisfazer meus desejos!-Misa diz colocando o salto no pé

-Você se interessa por caras ricos?-Masao pergunta.

-Não, mas se a pessoa puder comprar para mim o que eu pedir é mais fácil eu me apaixonar por ela, por que ela estará sendo gentil!-Misa diz caminhando para o provador

-Pode escolher o que quiser Misa, eu pago!-Masao grita

Misa olha para trás e pisca para Masao, em seguida entra no provador

Masao sorri, o maior sorriso daquele dia. Ele senta-se em um banco e fica a espera de Misa.

“Eu sinto as ondas começando

É uma agitação aqui dentro, eu não posso controlar

Seus olhos continuam me puxando

Eu sei, eu sei, eu sei”-Wolves (One Direction)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...