História Sweet Revenge - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Lily Collins, Ryan Butler, Selena Gomez
Personagens Ariana Grande, Camila Cabello, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Lily Collins, Personagens Originais, Ryan Butler, Selena Gomez
Tags Amor, Bieber, Drama, Justin, Lágrimas, Revelaçoes, Sangue, Vingança
Visualizações 72
Palavras 1.396
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


⚠Tradução: Festa do pecado
⚠Cap não revisado
⚠Amo vocês.

Capítulo 22 - Feast of Sin - Part 1


Fanfic / Fanfiction Sweet Revenge - Capítulo 22 - Feast of Sin - Part 1

Claire D. Rey POV.

O dia passou voando e logo chegou a noite, as meninas sairam pra se divertir eu até queria ir, beber e ficar chapadona, até que elas me deu o toque que eu estava grávida, eu sempre esquecia essa hipótese, minha cabeça lateja só de pensar, eu penso na gravidez eu penso em Justin, eu lembro do estupro a raiva me domina e eu acabo fazendo besteira. Não vou mentir eu tava ansiosa para saber qual sexo, era tudo tão novo e tudo que eu queria era uma menina, sei que isso soa uma puta estupidez porém eu gostava de pensar em como ele ou ela seria, era tudo tão desgastante mais ao mesmo tempo tão alegre, eu gostava de pensar na hipótese de ter uma família dentro de mim, um onde pode preencher o vazio em mim, um Del Rey me deixava alegre, porém, um Bieber o que me entristece, será que ele ou ela teria as mesma feições do Justin? Eu rezava que não eu não conseguiria olhar nem no rostinho dele, sim eu era  uma estúpida, e eu tentava encaixar na minha mente que ele/ela era inocente. Fui interrompida pelo meu celular vibrando da mesinha de canto do lado da minha cama, antes de pegar o celular olho no relógio que marcava 03:44 da manhã quem seria o desgraçado, atende sem olhar no ecrã pra saber quem era, eu só conseguia pensar em quais palavrões eu ia usar.

- Alô? - disse já mostrando toda minha raiva nesse simples alô.

- Claire? - a voz preencheu meu ouvindo causando um eco na minha cabeça.

- Ela... - fui interrompida por ele, Bieber.

- Eu queria dizer que eu aceito sua proposta - disse com aquela voz rouca levantando todos os meus pelos até o último fio de cabelo, só podia ser a raiva, tinha que ser a raiva.

- Esteja preparado por quê é amanhã, acho melhor ir dormir e acordar cedo, é um baile de máscaras esteja fardado conforme o tema, você e os seus cachorrinhos, e não se esqueça... esteja de máscaras, vamos se passar por convidados comuns, todas nós iremos ser o par de vocês, seremos suas "putas fixas" - ouvir Justin gargalhar do outro lado da linha - mas não abuse Bieber - repreende - estaremos ai as 7 horas da noite, esteja vestido - desliguei o celular em sua cara. Meu celular vibrou de novo indicando uma nova mensagem.

"Prometo ficar lindo pra você" 

Sério isso?

"E quem disse que eu vou ser seu par?" 

Mandei pra ele que visualizou no mesmo instante.

"Se não for meu par, eu nem vou"

Filho da puta me encurralou.

"Ok"

"Mas não abuse, Bieber, não abuse"

A conversa foi finalizada repousei meu celular encima da mesa de canto, desliguei a Netflix que passava na TV aumentando a intensidade do ar condicionado, puxei a coberta grossa e coloquei a cabeça no travesseiro, pude sentir a maciez das penas de gansos e apenas adormeci ali.

Justin Bieber POV.

Eu sorria pro chat e eu pude 'conversar' de verdade com ela, o que eu estava fazendo da minha vida? Algo dentro de mim fazia eu querer descobrir quem é ela e como eu pude machuca-la tão insanamente sem mesmo conhece lá, e esse tempo todo eu olhava em seus olhos avelã tentanto achar alguma brecha onde talvez houvesse mágoas mas tudo era penas avelã e nada mais. Deitei na cama espaçosa e pude dormir tranquilamente.

Claire D. Rey POV.

Acordei disposta o que era bom e tudo que veio a mente era o roubo de hoje o que me deixou preocupada com o estado de saúde do meu bebê, mas tudo ia correr plenamente bem, ok? Olhei no relógio que marcava 9 da manhã e a gente tinha que começar a agir, olhei pro lado e por outro e nada, ninguém acordou? Peguei uma balde e entrei no quarto da Ari que fedia a bebida entrei no banheiro e enche o mesmo caminhei até ela e joguei em sua cabeça que acordou com um pulo só, fiz isso nas outras duas, os quartos fediam a bebida o que me dava náuseas essas bêbadas loucas.

Todos já estavam de pé e banhados tomando o café da manhã eu que acordei cedo e comi antes.

- Prontas? Todas com seus devidos vestidos? - Ari perguntou, ela estava animada puta que pariu.

- Já compramos o necessário - disse simples - não se preocupe.

54 minutos para do baile

Me olhei no espelho e gostei da maquiagem que Ariana fez e do vestido comprado pela Selena elas são realmente boa nisso.

Minha maquiagem eera preta com lápis preto e de baixo do olhos esfumado o que realmente realçava a cor avelã dos meus olhos, meu rosto tinha uma aparência fina por causa do contorno, num canto na maçã da bochecha tinha iluminador que me deixava muito linda, já o batom ela passou um vermelho fosco que deixou minha boca um pouco maior por conta do lápis que deixava meus lábios bem desenhado e completamente convidativo. O vestido não tinha muitos panos mas era bastante chamativo, ele tinha mangas longas, a parte da cintura realmente realçava minhas curvas e me deixando ainda mais sex, o vestido também deixava meus enorme seios grandes quase a mostra e por fim, a máscara, a máscara era dourada diz Selena que era banhado a ouro, era realmente a máscara e por fim todas estavam prontas.

Todos de grande porte em festas sociais levavam suas devidas armas, umas banhada a ouro outros banhado a prata pura - como a minha -  o que deixam eles mas bonitos, e não podemos esquecer que estamos numa sociedade que valorizam armas e não jóias gravatas ou saltos, então peguei minha Desert Eagle prata e pus na minha cinta-liga que estava na minha perna onde tinha a abertura do vestido.

- Vamos? - disse.

Cada uma inclusive eu fomos de táxi, pra não suspeita que não somos putas fixas -de grande porte- e nos dirigimos até a mansão do Bieber.

Justin Bieber POV.

Eu estava já estava pronto porém jogado no sofa de qualquer, eu usava um paletó preto com uma calça jeans social e uma gravata slim preta e por fim a máscara básica porém muito linda.

Ouvir a campainha tocar e Ryan foi atender, ouvir passo e por fim um cheiro de perfume italiano se alastrou pela sala, o chero era maravilhoso.

Olhei pra trás e Claire conversava com Ryan enquanto ele dava encima dela, Ryan não tinha jeito, caminhei de passos largos até meu par.

- SEU PAI É DONO DA TAM?

- Não, por que?

- Então como é que faz pra ter um avião desse em casa? - sua gargalhada saiu um pouco alta e contagiante e infelizmente parou quando me viu parar ao lado de Ryan.

- Eu vou indo, princesa, mas se quiser mudar de par, eu tô sempre disponível pra você - beijou sua mão e fez uma referência ridícula e saiu, saltitando?

- Você está deslumbrante! - sussurrei até da de conta que meus olhos estacionaram em seus seios saltados, ele era tão, tão lindos.

- Você também não está mau - ela falou simples, olhei por cima do seu ombro que havia uma janela que dava pro jardim.

- Cadê o carro de vocês? - perguntei.

- Anta, samos putas! Putas não tem carro, só tem uma arma na coxa e vive dando pro patrãozinho - Olhou pra mim, até perceber uma arma em sua coxa, eu já havia visto uma parecida.

- Não vamos ser barrados na porta por você está usando uma arma numa festa? - disse recebendo um olhar de reprovação.

- Por que seríamos barrados por causa de uma arma? Bieber, estamos indo para uma festa onde só tem mafiosos! Todos estará armados - falou rude, nem me toquei desse detalhe.

- Vamos, precisamos por os pontos de comunicação - saiu andando até a sala, uma raiva me correu, vou dar mais uma chance para essa vadia.

Claire D. Rey POV.

Todos já estavam prontos em seus devidos carros com seus par.

O caminho era longo e agoniante tudo precisava correr bem, tudo muito bem, qualquer deslize... POW.

Justin pegou a melhor ferrari, ela era silenciosa porém rápida e era um preto fosco e dentro era aconchegante, e cheirava a carro novo.

- Gostou? É novo. - como eu pensei -eu comprei ontem para essa ocasião.

- Compra um carro para ocasiões importante? - perguntei incrédula.

- Só quando eu quero impressionar uma gata aí - continuei a olhar os vultos que passavam pela a janela.

- Que azarada. 


Notas Finais


Tava com muito sono então vou postar a segunda parte depois

Kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...