História Sweet Sacrifice - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruto
Visualizações 10
Palavras 722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada!

Capítulo 6 - Sweet Sacrifice


Fanfic / Fanfiction Sweet Sacrifice - Capítulo 6 - Sweet Sacrifice

 Será que tem como piorar? Algo inexplicável esta em minha frente, não deveria estar aqui, Naruto Uzumaki, sua vida bem sucedida  e com deveres que necessita de cautela, não deveria jamais cruzar aquele enorme objeto de madeira, que abre e fecha. Tinha uma profissão a zelar, fazer  parte da FBI não era brincadeira. Eu já havia deixado claro para ele, mas ouvido com cera não se escuta quase nada. É o caso dele.

Mas confesso, sua presença é irradiante. Não entendo todo meu nervosismo, besteira minha negar o homem que ajuda em minhas tramas. Algo que ele não sabe. E não me perdoaria caso descobrisse da pior forma, meu ideal interesse de sua amizade. Naruto me favoreceu muito, claro que por ter dados superimportantes em suas mãos, no seu controle. Ser um dos integrantes da FBI  me alegrava e muito. Mas sua ajuda deu-se por fim, desde o momento que Kankuro me disse que Madara ira fugir.

Com missão cumprida, o informante é inútil.  

Não necessitava mais de sua ajuda, mas meu real motivo de estar exasperada  com sua atitude,  é preocupação. Minha amizade com Naruto  acendeu em pouco tempo. O suficiente para querer protegê-lo.   Não estava em meus planos envolver tanto  sentimentos, mas aconteceu.

Enquanto aspirava o ar pesado do local, Naruto continuava me olhando sem piscar. A musica parou, me acalmando. Agradeci a presença de muitos com um simples obrigado. Desloquei-me do palco, com passos largos  tirando acessório por acessório grudados em meu corpo.

Percorro o corredor procurando meu camarim, enquanto  minha respiração ficava acelerada, a-descontrolando. Abro a porta feita de madeira pintada de rosa, e que insistia em fazer ruídos cada vez que  a abria.

Mas como obra do destino, meu admirador, não secreto, já se encontrava na área. Estou em um filme de terror? Aonde o assassino sempre chega primeiro, ou é só a física mostrando o poder da velocidade.

 Vou aderir à segunda opção. Naruto não é assassino, quero dizer, o cargo dele permite mirar e atirar em certos momentos, mas por necessidade.

Ainda não tinha me notado, mesmo com o barulho irritante da porta, parecia atento a algo. Seria um sinal de Deus para correr, ou impressão minha?

Foda-se

Com cautela, dou um passo para trás segurando o máximo possível de ar em minha boca. Mas todo meus anos de habilidades  ninja foram triturando, pelo simples mas fatal olhar de Naruto.

Engoli o seco soltando o ar que prendia em minha boca. Enquanto sentia meu rosto desinchar de tanta pressão que fiz  para não respirar.

Suas sobrancelhas ergueram, dando a entender que procurava o sentido da cena que presenciou. 

“Por que Sakura? Por que todo esse apavoro? Naruto é seu amigo? ”- meu subconsciente  condenava-me com perguntas aleatórias. Sério isso?

­– Terra chamando  Sakura Haruno?-  o vulto de suas mãos sobre meu olhar , me trouxe ao mundo real. De onde eu nunca deveria ter saído, o que ele vai achar agora?

– Ham? Naruto?- Foquei meu olhar em seu rosto preocupado com meu estado de abdução. – Esta tudo bem?.

Curvou graciosamente seus lábios, o moldando em um sorriso amarelo. – Eu que pergunto!?

– Haha, desculpa! Sua presença foi inesperada.

– Isso é amor. – piscou um olho.

–Não pense em besteiras.

– Eu ainda vou ouvir essas palavras de você, e quando isso acontecer, não vai ser tarde mais.

Se eu entendi o recado? Sim, ele insiste em me esperar.

– Não deveria estar aqui Naruto, você sabe que é perigoso, é um agente da FBI. Não pode frequentar esses tipos de locais.

– Claro que posso.

– Não com tanta frequência.

-Não me interessa. E outra, estou em trabalho, e pelo o incrível que pareça, meu suspeito esta aqui. - fixou seus olhos no meu.

Meus pilos eretores se manifestaram me causando mal-estar. Como assim? Suspeito? .Balaço minha cabeça, apertando minha fina pálpebra. Só poderia estar de brincadeira. Não sei se foi uma indireta, ou meus pensamentos me pregando uma peça. Fui cautelosa, em questão aos meus segredos. Se for o que estou pensando, o que iria fazer. Fugir?. Fingir-me de inocente?. Calma, calma, ele não disse o porque de estar procurando tal suspeito, muito menos como era.

Então pare de tomar decisões precipitadas Sakura Haruno.

– Sakura Haruno, você esta presa.

Ele descobriu.

– Eu-u posso explicar.- balancei  minhas mãos negando aquele absurdo. Fracassei?

–Não precisa  se explicar, eu sei que foi você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...