História Sweet Sacrifice (Larry A.U.) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Ariana Grande, Justin Bieber, Little Mix, One Direction
Personagens Ariana Grande, Ashton Irwin, Calum Hood, Harry Styles, Jade Thirlwall, Jesy Nelson, Josh Devine, Justin Bieber, Leigh-Anne Pinnock, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Perrie Edwards, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Jariana Brande, Jerrie, Larry Stylinson, Lashton Hemwin, Magia, Malum Cood, Misticismo, Nosh Devoran, Suspense, Ziam Mayne
Visualizações 56
Palavras 1.322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olhem quem voltou mais cedo!

Gente, a fanfic tá entrando em reta final. Devem ter apenas mais uns 5 ou 6 capítulos, e caso eu consiga me inspirar, terá menos.

Bom, espero que gostem, não ficou muito grande porque é meio que uma continuação direta do capítulo anterior, mas como o nome diz terá revelações...

Kisses

Capítulo 28 - Revelations


Narrador's P.O.V.

Já começa a amanhecer e Harry é o primeiro a acordar. O cacheado fica perdido por alguns instantes mas, ao sentir uma movimentação na cama as imagens da noite passada inundam sua mente.

Harry sorri.

Ele se vira e dá de cara com o lindo garoto de olhos azuis. Louis ainda dormia, sua expressão serena, boca levemente entreaberta que vez ou outra estampava um sorrisinho tímido... Era lindo! Harry não deixava de pensar em quanto Tomlinson era belo, como um anjo (e, por ironia do destino, ele realmente era um anjo).

O mais novo passa um bom tempo ali admirando seu namorado. Era incrível como ele sentia-se cada dia mais e mais apaixonado por Louis. Ele o amava e não tinha o menor receio em dizer isso. Pelo contrário! Harry fazia questão de deixar isso bem explícito para que todos, principalmente Louis, tivessem conhecimento.

Ele amava Louis mais que tudo!

Harry olha para Louis mais uma vez e decide se levantar. Ele põe uma calça de moletom qualquer e desce as escadas, indo para a cozinha para preparar o café da manhã (algo que ele ama e não fazia há bastante tempo).

- Nove e quarenta. - Diz ao olhar para o relógio de parede que havia no recinto.

- Por que está de pé tão cedo, Harryzinho? - Perguntou uma voz vinda de trás de si.

Harry gelou imediatamente.

Aquela voz era um som familiar, e esse som soava extremamente perigoso agora.

Era Taylor...

O que ele iria fazer?

Aos poucos Styles foi se virando até, por fim, estar face a face com a garota.

- O que você faz aqui, Taylor? - Perguntou receoso, mas decidiu demonstrar confiança.

- Eu? Ah, eu estava de passagem pelo bairro e decidi fazer uma visita a um velho amigo. - Respondeu aproximando-se de Harry.

Harry tentou contatar Louis mentalmente (algo que todos eles vinham treinando) mas por estar nervoso não conseguiu se concentrar o suficiente, então decidiu focar em seu bloqueio mental para impedir que Taylor pudesse ler seus pensamentos.

- Harry, Harry, Harry... Cada dia mais bonito, meu amado Harry... - Taylor chegou mais perto, até estar com seu corpo quase colado ao do garoto. - Que bom que em breve você estará junto comigo... No inferno! - Sussurrou.

Harry, ao sair de seu "transe", empurrou Taylor para longe de si.

- Você não me respondeu! O que faz aqui?

- Malock me enviou para te contar a verdade. - Deu de ombros.

- Verdade? Que verdade? - Harry sentiu-se confuso, mas algo no fundo de sua mente lhe dizia que ele sabia do que Taylor estava falando.

- Você nunca se questionou o real motivo disso tudo? O motivo de meu mestre querer tanto sua alma? - Riu. - Você é precioso, Harryzinho.

- Como eu vou saber que posso confiar em você e que você não vai me atacar a qualquer momento?

- Se eu quisesse atacar já teria atacado. - Falou como se fosse a coisa mais óbvia do mundo. - Eu não tenho permissão para tocar em você. É você não saberá se estou dizendo a verdade ou não, apenas terá que acreditar.

O cacheado hesitou por um instante mas ao ver a expressão séria no rosto de Taylor decidiu acreditar. Vendo que ele iria a escutar a garota demônio começou a falar.

- Tudo começou há dezessete anos atrás com um homem chamado Desmond. Ele era uma pessoa extremamente bondosa, se importava com os outros, era carinhoso, blá, blá, blá... - Taylor revirou os olhos e Harry se permitiu rir. - Desmond era casado, dois filhos, marido e pai perfeito. Ou nem tanto. Ele tinha um caso com outra mulher, e essa mulher era sua mãe. - Taylor parou para observar as reações de Harry, este que parecia em choque.

- Minha... Mãe?! - Perguntou incrédulo.

- Sim. - Afirmou. - Eles se relacionaram, sua mãe engravidou, mas antes que ele descobrisse sobre o bebê ela foi embora. O cara ficou triste mas seguiu com a vida. Alguns meses depois, Desmond voltou pra casa depois de um dia longo e cansativo de trabalho, e adivinha? Ele encontrou toda sua família morta. - Swift desatou a rir, e Harry só pensava em como ela era capaz de ser tão má, fria, até mesmo cruel, para rir de algo assim. - Ah... Voltando... O cara surtou! A polícia não conseguia descobrir quem foram os assassinos da família do pobre homem, e ele literalmente enlouqueceu. Ele fez de tudo pra tentar descobrir por conta própria, mas nada dava certo, então ele recorreu a algo... Perigoso, digamos assim...

- O quê? Ele recorreu a que? - Harry perguntou curioso e angustiado por Taylor ficar fazendo suspense.

- Ele fez um pacto com um demônio. Só que o idiota não fez com um demônio qualquer e sim com Lilith, a rainha do inferno! E Lilith, como rainha justa que é, prometeu achar e punir os assassinos que ele tanto procurava, mas em troca queria a alma dele. E ele aceitou. Os caras que mataram a esposa e os filhos dele foram mortos, e meses depois o cara foi pro inferno, daí...

- Até agora eu não entendi o que isso tem a ver comigo. - Styles disse impaciente.

- Como eu ia dizendo antes do senhor me interromper... O cara foi pro inferno, mas antes dele ser levado Deus ordenou a Lilith que retirasse a parte boa da alma daquele homem e a protegesse, e assim ela fez. Lilith depositou a bondade de Desmond em uma criança na noite de seu nascimento... E essa criança era você, Harry... Você é filho de Desmond e você carrega parte da alma dele guardada dentro de si.

- E onde ele está agora?

Taylor riu em puro escárnio.

- Desmond, meu caro Harry, agora se chama Malock.

Harry sentia como se o mundo tivesse desabado sobre si. Era impossível de acreditar que o demônio que o perseguiu durante toda a vida era seu pai...

Harry era filho de Malock!

Por fim todas as peças se encaixaram e na cabeça de Harry toda essa história começou a fazer sentido. Tudo fazia sentido agora! Mas algo ainda o incomodava...

- O que ele quer de mim?

- Ora, não é óbvio? Ele quer o que é dele, Harry! Sua alma, pelo menos uma parte, é dele! E ele fará de tudo para ter de volta!

Taylor disse e depois, como num passe de mágica, desapareceu, deixando um cacheado sozinho e completamente confuso.

(...)

- MALOCK O QUE?! - Todos gritaram em uníssono.

- É isso o que vocês ouviram: Eu sou filho de Malock. Ele é meu pai. - Respondeu.

- Meu Deus... Isso é possível? - Ariana questionou.

- Na verdade, sim. Muitos demônios já foram humanos um dia. - Liam afirmou. - Mas o que eu não entendo é: Por que Deus iria fazer um pedido desses à Lilith?

- Afinal, quem é essa Taylor? - Dylan não entendia mais nada daquela conversa.

- Taylor era uma garota obcecada pelo Harry que se matou por amor a ele. - Luke explicou.

- Nossa! - Louis comentou surpreso. - Como eu não sabia disso?

- Da mesma forma que eu não sabia da Eleanor. - Retrucou.

- Ei vocês dois, sem brigas estúpidas! - Perrie deu um tapa em cada um dos meninos e Niall, junto com Dylan, Jade e Ashton desataram a rir. - É falando nisso, onde está essa cretina?

- Ela anda quieta demais. - Zayn comentou.

- Nós temos que ficar de olho nela! - Agora foi a vez de Jesy falar.

- Sim, até porque devemos esperar tudo, principalmente de uma Calder! - Leigh-Anne completou.

- Isso não será nada fácil, meus amigos... Devemos estar prontos! - Liam por fim se pronunciou e um silêncio ensurdecedor se instalou entre os amigos.

A guerra estava próxima e eles deveriam estar prontos para batalhar! 


Notas Finais


Então é isso, espero que tenham gostado e qualquer dúvida sobre esse capítulo é só comentar que eu explico melhor.

Kisses

Ps: Eu estou com muito sono por isso essas notas estão mortinhas kkkkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...