História Sweet Teacher - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Cato, Peeta Mellark
Tags Capeeto, Peetato, Peeto, Potato, Sexting, Texting
Visualizações 89
Palavras 581
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Eight - Me in a cold





Confesso que eu estava um pouco distraído naquela aula. Minha mente estava bem distante. Vagava nas entrelinhas digitais.

Vez ou outra eu me pegava olhando para as janelas da sala de aula. Enquanto tentava, de forma distraida, dar forma a massa de biscoito.

Sim eu estava na aula de culinária. Bem cara de pau mesmo.

Quando encarei a minha obra de arte, percebi que não levava o menor jeito para ser escultor de sucesso. Pois o que era para ser uma bola, estava mais parecendo com a cabeça de um gato atropelado.

Suspirei entediado.

Eu meio que estava tentando - ao MÁXIMO - não encarar o professor Mellark. Descobri que depois de ontem não ia conseguir encara-lo, não depois da gafe que foi a minha última mensagem. Pelo menos não nos olhos, pois quando ele se virava eu dava uma breve espiada… Deus me dê forças...

Eu não sabia o que dizer na verdade. Como eu sou meio lento, as vezes, preciso de um tempo para pensar. Para bolar uma desculpa estupendamente brilhante.

Eu até que tentei evitar aquela aula, juro. Mas eu fui arrastado, por Johanna, para dentro da sala de aula.

Ainda me pergundo o que diabos Johanna estava fazendo em aulas extra curriculares de culinaria.

Ela odiava cozinhar.

Diferente de Katnnis, que não levava o menor jeito, mas ainda assim tentava.

Dei uma olhada na sala, em busca das minhas amigas. Mas elas não estavam mais ali. Não havia mais ninguem ali

Eu fui completamente abandonado pelas minhas duas amigas. A mercê das mazelas do mundo...

— Como está se saindo?

Senti um aperto suave em meu ombro. E quase dei um duplo twist carpado da cadeira para a janela ao lado, com o susto.

E por ver a quem pertencia aquela mão.

Bem ao eu lado, segurando uma bandeja com biscoitos prontos para irem ao forno, estava o professor Peeta.

Ou mini professor gostoso, como eu costumo chama-lo nas horas vagas.

— Me desculpe. Não foi minha intenção assustar você. — Disse ele. E riu baixinho.

Não o culpei. Eu tambem teria dado uma boa risada da minha cara de extremo pânico.

Eu fiquei encarando o professor Mellark, por um tempo. E só quando aquilo pareceu um tanto constrangedor, e eu quase babei, foi que eu pisquei algumas vezes e resolvi abrir o bico.

— Tudo bem, professor.

Murmurei encarando a bandeja com biscoitos. Peguei a minha cabeça de gato atropelado, que era para ser uma linda bola, e coloquei ali em meio aos outros, com formas bem melhores.

— Isso era para ser o que, exatamente? — ele perguntou com um sorriso oculto. tentando descifrar aquele biscoito de forma assimétrica.

Eu tinha uma leve impressão de que Peeta queria muito me zoar pela minha obra de arte moderna.Mas guardava isso para si.

— Está horrivel, não é? Pode falar. — Eu ri um pouco nervoso. Imaginando que talvez ele estivesse armando um bote para mim.

— Está horrivel sim. — Ele confirmou risonho. — Mas você está aqui é para aprender. Se já soubesse fazer, não teria graça.

Peeta afirmou, bagunçando os meus cabelos bagunçadose e eu fervi.

— o horario já terminou — balbuciei fitando a porta. Precisava urgentemente sair dali.

Não foi extamente uma pergunta. Mas Peeta assentiu. Retirei o avental sentindo o olhar dele sobre mim. Fiz Menção em caminhar em direção a saída. Mas a voz de Peeta retumbou como um trovão em meus timpanos, me fazendo congelar.

— Cato precisamos ter uma conversa, hum?!

Tentei não arregalar os olhos. Mas ai lembrei que Peeta estava atras de mim. Então arregalei os olhos enquanto murmurava um "hã... Aham"


Notas Finais


Feliz dia das kids q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...