História Sweetie Louis abo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Drama, Larry, Romance
Exibições 145
Palavras 1.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Ajuda e inimiga a vista


- Louis - o pequeno garoto falar
trêmulo, sentia seu corpo cansado pelo esforço feito, já estava de noite e desde de ontem que não comia nada nada, e amamentando seu filho sem comer, estava o deixando fraco.

Ele andava na estrada cambaleando sua visão estava escurecendo, mas mantém o seu filhote seguro, escutou uma zoada de um carro, acelerou as passadas não irá deixar ninguém mas machucar eles. Agora está de frente para um alfa alto e bonito. Ele perguntou seu nome.

- Louis - seu corpo enfraquece e ele tomba quase caindo no chão, mas é segurado por braços forte do alfa, deixou seu corpo relaxar e desmaiou.

Harry

Segurei o pequeno ômega, e levantei nos braços, o carregando até o carro, abri a porta o colocando ele deitado no banco de trás, com seu filho no colo.

Zayn estava dormindo no banco, me sentei no banco, liguei o carro saindo bem devagar.

A estrada estava deserta, fiquei prestando atenção no homem que ia no banco de trás, ele era muito bonito, mesmo com aparência cansada. O filho do ômega é tão pequeno, com os cabelos fino loiro.

Acelerei o carro, melhor levar eles logo pra vila.

←◆→

Louis

Sentia que estava deitado num lugar macio e espaçoso, virei meu corpo procurando pelo meu pequeno filhote, espalhei minha mão pela cama, não encontrando meu pequeno do meu lado.

Me despertei de repente, olhando ao redor e nada de Niall, me levantei da cama aos tropeços, saí do quarto.

- CADE MEU FILHO? - meu corpo enfraqueceu caindo no corredor.

- Não, meu filho.. EU QUERO MEU FILHOTE - meu corpo sacudia com os soluços, forcei os braços me levantando.

Seguir pelo corredor, segurando nas paredes.

Desci as escadas, acelerando os passos a escutar vozes vindo de onde parecia ser a cozinha.

Harry

Depois de chegar na vila, passei direto seguindo para casa principal onde eu morava, depois de colocar meu filho Zayn no quarto, peguei o pequeno ser que se chamava Louis com seu filhote no colo levando eles para meu quarto, coloquei o pequeno homem deitado colando seu filhote ao seu lado. Como sei que ômegas são muitos possessivos com seus filhotes. Desce e foi na cozinha beber água.

Encontrei a beta que trabalha na casa arrumando. Taylor é bonita se ela fosse uma ômega, teria muitos precedentes, mas os deuses sabem o que fazem.

Abri a geladeira enchendo o copo de água e bebendo.

Estava tudo calmo, até um choro de bebê invadir a casa, me levantei da cadeira e subir as escadas correndo, entrei no encontrando o filhote com o rostinho vermelho enquanto chorava. Fui até ele o pegando nos braços afagando ele, saí do quarto para não acordar o ômega.

- O que foi filhote está com fome? Hum - perguntei com a voz baixa, vendo ele olhar curioso pra mim - Seu pai esta dormindo.

Me virei ao escutar passos vindo.

- De quem é esse filhote fofo? Deixar eu pegar! - Taylor veio pro meu lado, querendo tirar o bebê dos meus braços.

- Melhor não - falei vendo a reação do filhote ao escutar a voz da beta, o bebê franziu a testa como se não gostasse da mulher.

- Me dê - e tirou o menino dos meus braços.

O menino na hora que ela pegou começou a chorar.

Ia me movimentar para pegar o menino, escutei um grito vindo do corredor, o ômega, um baque surdo de uma queda junto com soluços altos, me virei para escada para subir, mas o ômega vinha descendo meio cambaleante, seu rosto marcado pelas lágrimas recente.

Louis

Quem era essa mulher que estava fazendo meu filhote chorar.

Foquei meu olhar no alfa bonito parado me encarando.

Dei passos rápidos até a mulher que não exalava nenhum cheiro, provavelmente uma beta.

- Por quê você está com meu filhote? Me entregue - estiquei os braços esperando o meu bebê.

- Tome - ela me entregou, eu aconcheguei Niall em meus braços, cheirando a cabeça dele sentido o cheirinho de bebê - Esse menino é irritante, só sabe chorar.

- Acho que melhor você calar a boca - falei, dando atenção ao pequeno ser em meus braços, que começava a esfregar o rosto no meu peito atrás de leite.

Sorrir meu filhote é esfomeado, levantei a camisa que vestia, meus mamilo foi abocanhado assim que foi exposto. Olhei para cima vendo o alfa encarar meu outro mamilo, com um brilho malicioso nos olhos.

A baixei a cabeça envergonhado, olhei para meu filhote que eu me fitava inocente. Ele sugava o mamilo com força, causando leves estalos.

Taylor

Estava muito estranho essas encaradas que Harry estava trocando com esse ômega exibido.

Sempre quis a atenção de Harry para mim, mas ele me desprezar por eu ser uma beta, e agora vem esse ômega e chama a atenção dele sem nenhum esforço.

Harry age estranho com esse o ômega, desse o dia que a cadela da mulher dele morreu, ele nunca mais foi de ajudar os outros, sempre tratando todos com desprezo, menos é claro aquele filhote seboso do dele.

E agora ele chega na Casa Principal, trazendo não só um ômega gordo como também um filhote escandaloso esfomeado.

Ainda bem que conhecendo Harry, como conheço ele logo mandará esse ômega embora, e eu poderei executar meu plano de ter o corpo nu de Harry para mim.

- Louis quando terminar de alimentar seu filhote, vá ao meu escritório quero falar com você. - Harry falou, sorri como eu falei ele não vai demorar aqui - Taylor acompanhe ele.

Ele saiu, e me virei olhando com desprezo para aquele ômega.

- Com certeza, Harry vai mandar você ir embora - sorrir vendo ele me olhar assustado - O que você não pensou que ele ia deixar vot morar aqui. Né?

Gargalhei ao perceber que era isso que ele estava pensando.

Sair da sala, indo para cozinha é melhor esperar aqui.

Louis

Se tudo que aquela beta falou for verdade, vou logo me preparar psicologicamente para encarar essa realidade.

Para onde eu vou com meu filhote, não sei nem aonde estou direito.

Vou tentar o que for pra esse alfa me deixar ficar. Tudo mesmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...