História Sweetie Suga - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Rap Monster, Suga
Tags Baby, Crossdressing, Cute, Daddy, Daddy Kink, Fluffy, Infantilismo, Jin, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Min Yoongi, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Threesome, Yoongi
Visualizações 117
Palavras 856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


김남준 (gim.nam.jun) = Kim Namjoon.

Capítulo 5 - 김남준


— Jinnie?

O mais novo se espreguiçou no sofá, acordando e sem perceber ter chamado o nome do mais velho. A carinha inchada do sono e o corpo quentinho por estar enrolado em Jin e em várias cobertas.

— Você estava sonhando?

— Por que está perguntando?

— Você estava sorrindo durante o sono, parecia um bebê recém nascido.

O mais novo riu, levemente corado.

— Yah, eu estava sonhando o melhor sonho de todos! Foi tão real...

— E com o que você estava sonhando?

— N-nada não hyung. Ainda tem pipoca? – Yoongi mudou de assunto rapidamente.

— Min Yoongi. – o mais novo o olhou com olhos inocentes e brilhantes, esperando que a beleza negra deles distraísse Jin o suficiente pra que ele não insistisse naquele assunto. – Não, não adianta me olhar com esses olhinhos. Me conte, o que estava sonhando?

— Aish, nada! Já falei.

— Se fosse "nada", você não estaria com o coraçãozinho tão acelerado e tremendo.

Só então Yoongi notou que sua mão estava entrelaçada com a do mais alto bem onde estava seu coração.

Ele corou fortemente enquanto fechava os olhos; o rosto numa expressão de pura vergonha.

Graças a alguma divindade o celular de Seokjin começou a tocar e ele teve que se ajeitar para atender.

— Alô? Não... Por quê? Aaaah, certo. Mas eu to na casa do Yoongi. Claro. Tá bom, te espero. Até logo, John.

— John?

— Kim Namjoon. Aliás, ele odiou esse apelido.

— Ah sim, o seu amigo. Mas o que aconteceu? – Yoonie agradeceu o fato de que, aparentemente, Seokjin tinha esquecido do assunto anterior.

— Perguntou se podia vir pra cá. Não tem problema, não é? Digo, se ele vier aqui pra sua casa. Ou devemos ir pra minha mesmo? É que aqui já está tudo bagunçado e como estávamos vendo um filme podemos continuar isso e...

— Calma, hyung! – Yoongi deu aquele sorrisinho que mostrava levemente os dentinhos superiores.

Por que tão fofo? Por quê?

— Ele pode sim vir pra cá. Gosto quando confia em mim. — sussurrou a última parte como se contasse um segredo.

— Confiar? Não entendi.

— Você está me mostrando um pedacinho de si ao me apresentar Namjoon. Ele é muito importante para você. Isso significa que confia em mim, mesmo que pouco.

O mais alto deixou um selar nos lábios do Min e se levantou, indo à cozinha. O deixou sem resposta mesmo, ele sabia que Yoongi não se irritaria com aquilo. Havia coisas que não precisavam ser respondidas.

Seokjin estava aprendendo com a convivência com Yoongi que algumas coisas que julgara importantes não são tão importantes assim.

Uma dessas coisas eram as palavras.

Yoongi era alguém bem calado, se falava era baixo e suas frases eram curtas.

Muitas palavras poderiam ser substituídas com ações e demonstrações. Por que dizer “eu gosto de você” quando se pode demonstrar? Ou “estou com fome” quando é possível se levantar e fazer algo para comer?

Seokjin se surpreendeu ao sentir braços pequenos rodeando sua cintura num abraço quentinho.

Yoongi pareceu querer aderir mais aos abraços após ter tomado aquela pequena inciativa no dia em que se machucou. No início se sentia desconfortável, mas Jin sempre teve paciência, e com o tempo se acostumou. Essas pequenas demonstrações de carinho pareciam parte deles agora.

Exatamente quando Jin terminou de lavar as louças – ainda com Yoonie abraçado a si –, a campainha tocou.

— Baby, eu preciso ir atender a porta, me solte um pouco, sim?

Sentiu o balançar de cabeça do Min nas suas costas, e como este não o soltou, entendeu como uma negação.

— Me solte um segundo apenas – o mais novo o fez e Jin se abaixou. Ao subir levou junto Yoonie, que se agarrou no mais alto como um bichinho preguiça.

Mais uma vez o som da campainha ecoou pela casa.

— Vamos antes que ele desista de nós.

Ao ser atendido, Namjoon se surpreendeu com a visão de um Yoongi agarradinho a Jin, parecia um bebê.

— É... Oi?

— Quer se soltar de mim? – Jin perguntou baixinho para Yoongi e o mesmo negou sua pergunta. – Bom dia, Namjoon!

— Dia? Cara, já são quatro e quarenta da tarde!

— Ah, tanto faz. Bem, John, esse aqui é Min Yoongi – Seokjin se virou de costas deixando o menor de frente para o amigo.

— Olá Namjoon! – fez um aceno com a mão, e envergonhado, se escondeu no pescoço de Jin.

— E pequeno, esse aqui é Kim Namjoon.

— Olá Yoongi!

Yoonie teve que se controlar para não voar em Namjoon e ficar brincando com os dedos nas covinhas dele, adorou seu sorriso.

Os mais altos seguiram pra cozinha, depois de Jin ter deixado Yoongi sentado no sofá escolhendo um filme. Eles prepararam e organizaram os lanches que o Kim mais novo tinha trago.




Yoongi nunca mais havia se sentido tão confortável na presença de alguém – exceto por Jin – o quanto se sentiu com Namjoon. A forma como ele falava, as brincadeiras, tudo deixando o clima mais leve e alegre. 

Assistiram cinco filmes e ainda tentaram maratonar qualquer série de madrugada, mas eles não estavam cem por cento acordados para se lembrarem de algo.

E caso você esteja se perguntando... Sim. Min Yoongi tocou e brincou com as covinhas de Kim Namjoon, enquanto o este sorria ainda mais com o ato fofo do menor, tendo ainda como fundo a risada escandalosa de Jin.


Notas Finais


hello hello hello
adivinhem quem não consegue largar o vício que é RuPaul's??
CUMPRIMENTEM O NAMJOON AAAAH
e gnt, pelo amor de deus, o Yoongi não tava tendo sonhos eróticos dkdmdld
eu achei tão sem graça esse capítulo, mas baile que segue
100% gratx por vc que chegou aqui (•ө•)♡

≈ariel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...