História Sword Art Online - A Nova História Começa Agora - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sword Art Online
Personagens Kirigaya Kazuto, Personagens Originais, Yuuki Asuna
Exibições 19
Palavras 1.040
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Fantasia, Luta, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 47 - Briga


Fanfic / Fanfiction Sword Art Online - A Nova História Começa Agora - Capítulo 47 - Briga

Eu acordo e sinto alguém me abraçando e vejo que era o Ryan. Sorrio e me solto dele sem o acordar e vou pro meu quarto. Tomei um banho demorado e fui a cozinha, peguei uns ingredientes e fiz um bolo de chocolate com morango. Comi vários pedaços e guardei o que sobrou para eles e fui ate a Tv e estava passando jornal.


Jornalista - Olá bom dia para você. Hoje falaremos do caso do jogo Sword Art Online. 

Amanhã vai haver uma reunião de ex-jogadores do jogo. Nosso repórter tem mais informações.


Repórter - Olá bom dia a todos. Estamos aqui no local da reunião e vamos falar com o criador da reunião Ayato Akami.


Sammy - Ayato?


Ayato - Olá, amanhã vamos ter uma reunião para falar sobre uns assuntos do SAO. Favor se você é um ex-jogador compareça ao evento. É muito importante. Entrada para apenas ex-jogadores favor nenhum cidadão vir a reunião. Se quiser acompanhar tudo veja pela Tv.


Sammy - Parece que ele não é tão bom em falar nas câmeras.


Repórter - É só isso por hoje.


Jornalista - Obrigado pela notícia. E agora vamos falar sobre a família Kaneko. Descobrimos que os filhos do Sr. Kaneko estava presos nesse jogo. Estamos aqui ao vivo em frente a suas casas para pedir informações.


Sammy - Hm… PERAI MAIS OQUE?? - Falo alto e acordo todos.


Ikki - QUE SUSTO! Oque foi?


Sammy - Repórteres aqui.


Ikki - Ahh… OQUE??


A porta é batida. O Ikki abre.


Sammy - NÃO SUA ANTA!


Repórter - E estamos aqui com o senhor I…kki…?


Ikki - Oque? - Ele olha suas roupas e estava apenas de shorts. - OPAAAAA PERAI - Ele fecha a porta na cara deles e corre pro quarto.


Sammy - Deus… - Abro a porta.


Repórter - Senhorita Sammy, foi uma ex jogadora de SAO??


Sammy - Sim eu infelizmente fui.


Repórter - Oque achou de lá? E oque houve com o Senhor Kayaba?


Sammy - Não irei responder isso.


Repórter - Viu pessoas serem mortas??


Sammy - Não irei responder isso - Falo séria.


Repórter - E oque achou das pessoas de lá? São tudo um bando de pobres que te idolatravam?


Sammy - Bando de…? - Eu empurro a repórter, pego seu microfone e fico de frente para a câmera. - Acha que eu ligo para dinheiro? Ser rica? Ter tudo? Não! Lá eramos pessoas tentando sobreviver, riquezas ou ser da família Kaneko não nos importava. O importante era que todos sobreviva. Perdi amigos por causa de assassinos lá e tive que fazer coisas absurdas para não morrer lá. Então não chame meus amigos de pobres seus imundos. - Falo bem séria num tom de raiva. - Não passaram por nada daquilo então não podem falar oque não sabem. Tenham um bom dia. - Jogo o microfone no chão e fecho a porta na cara deles.


Chego na sala e vejo todos vendo a Tv.


Jornalista - Parece que a filha do Sr. Kaneko não quis falar. V-voltaremos depois com mais notícias. - E o comercial passa.

Ficamos todos em silêncio.


Victory - … OLOKO SAMMY MANDOU A REAL PRA AQUELES TROUXAS - Ela começa rir. - VIU A CARA DELES? ATE O JORNALISTA FICOU COM MEDO.


Sammy - Lógico queria oque? - Cruzo o braço o sorrio. - Ninguém fala mal da gente nessa bagaça.


Ouço passos lentos descer a escada. Vejo um homem de terno, cabelos loiros e olhos pretos descer. Era o meu pai.


Pai - Sammy. - Ele vem até a mim e segura meu pulso com força. - Quem acha que é para fazer aquilo? Acha que o nosso nome vai ficar bem depois disso? Hoje a noite eu irei fazer aquilo com você.


Ikki - Pai! Não pode a torturar por dizer a verdade! - Ele chega perto e tenta tirar as mãos do meu pai do meu pulso.


Pai - Ikki… - Ele o soca na cara - Não se meta nisso.


Ryan - Ele segura a mão do meu pai - Solta ela.


Pai - Quem você acha que é? - Ele tenta o socar mais Ryan segura sua mão.


Ryan - Solta ela, ou irá fazer isso por bem ou por mal.


Meu pai solta meu pulso que fica com uma marca vermelha.


Pai - Garoto. Quem acha que é para fazer isso me tocar? Eu sou dono da maior em-


Ryan - Você pode ser dono até da NASA mais na Sammy você não vai fazer nada.


Pai - Ora seu… - Meu pai tenta socar o Ryan que novamente segura sua mão e soca sua barriga.


Ryan - Não tenho medo de você. - Ele solta mão do meu pai que cai no chão pelo soco.


Pai - Cretino… - Ele levanta e tenta o socar mais Ryan novamente desvia e o da uma rasteira o jogando no chão. 


Ryan - Isso foi só o aquecimento.


Sammy - Chega. - Seguro a mão do Ryan e o levo para a a garagem e faço um sinal para Vic e Ikki me seguirem. 


Chego na garagem e eles entram nos carros, Vic e Ikki no do Ikki e eu e o Ryan no meu. Dirigimos até a uma casa um pouco longe da cidade. A casa era bem bonita.


Ryan - Aonde estamos?


Sammy - Essa é a casa que eu e o Ikki ficamos para nos proteger do pai.


Estacionamos e entramos.

Vic faz um curativo no Ikki.


Eu e Ryan ficamos na sacada. Ele segura meu braço e ver meu pulso vermelho. Eu percebo e e logo o solto.


Sammy - Eu estou bem.


Ryan - Tsc… Se eu ver o seu pai de novo vai dar um ruim.


Sammy - Isso não vai mais ocorrer. - Eu o abraço. - Eu e Ikki iremos ficar aqui.


Ryan - Tudo bem eu ficar aqui por uns tempos? Eu só vou na minha casa pegar minhas coisas.


Sammy - Certo. - Dou um beijo calmo nele - Pode ir.


Ele sai e chama um Táxi.


Ikki - Vic melhor você ir.


Victory - Porque?


Ikki - Seus pais.


Victory - Ahh… Deixa eu ficar… eu aviso a eles.


Ikki - Bom você que sabe.


Sammy - Fica Vic. Seu pombinho te quer. - Sorrio.


Ikki - O seu pombinho também. Ele foi até na casa dele pegar as coisas para ficar aqui - Ele ri.


Passou um tempo e Ryan voltou com seu carro e suas coisas. Passamos o dia todo em casa e depois dormimos a noite para irmos na reunião.


Notas Finais


Eeita altas treta hahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...