História Sword art online V || - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Lobinha_Chan

Postado
Categorias Originais, Sword Art Online
Personagens Personagens Originais
Exibições 16
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OI OI GENTE
NÃO ME MATEM
Fim do ano é fogo! Mas então eu trouxe o capitulo
Espero que gostem... E quem vai revisar dessa vez, NÃO SOU EU

Capítulo 5 - Só esperar


~Ayunnie on~

Mas que porcaria hein, com tantas pessoas nessa droga de jogo logo o filho de uma mãe chamado Paulo é que tem de desmaiar numa hora dessas. O pior é que eu não consigo parar de me preocupar, nem o Dimi, esse fica toda hora checando o nível de vida do falecido ali. Perdi a conta de quantas vezes quase dormi esperando o doido acordar, tô aqui vegetando no quarto da pousada já faz um dia e nada! Tá ficando chato já... Eu preciso mesmo evuluir, aumentar de nível, ficar mais forte... Sei lá evitar ao máximo ficar para trás!

* Hey Dimi, cansei de ficar esperando aqui, vou é treinar por ai... Quer ir? – falei já quase derretendo de tedio – Quando o Paulo acordar ele com certeza vai atrás da gente...

* Não, valeu... Prefiro ficar esperando esse preguiçoso aqui... – resolvi sair, mas tenho certeza que ouvi o Dimi falar um “anda Paulo acorda” antes de eu ir.

:

:

:

Passe quase uma eternidade treinando aleatoriamente, até chegar ao nível 34... Na verdade foram apenas algumas horas, mas eu estava tão entediada que o tedio permaneceu por algum tempo. Foi quando eu estava andando atrás de mais alguma coisa pra fazer, até que eu encontro com ela denovo.

* Oi... – Cumprimentei a dando um leve susto – como andam as coisas, Kill?

* Primeiro: não me assuste assim! Segundo: Vão bem! E você? Aquele seu amigo já acordou?

* Não, ainda não... Mas sei que ele vai acordar a qualquer momento! – Sorri sincera, apesar de já estar quase se esperanças.

* Ah... Ei que legal o que você faz com o Boss! Quase tive medo de você...

* Você sabe  muito bem o quanto posso ser assustadora quando quero!

* Não, pra mim você fica fofa!

* Olha quem fala! A rainha da fofura! – Apertei suas bochechas, a fazendo ficar irritada e quase arrancar as minhas – Ai quanta agressividade!

* Você só acertou na parte da rainha! – Não me aguentei e cai na gargalhada com o que ela disse, depois de algum tempo ela riu também – Ah, faz um bom tempo que não rimos assim, né?

* Sim, mas vamos aproveitar este jogo pra isso... Quando nós sairmos daqui damos um jeito.

* SE, a gente sair – ela sussurrou cabisbaixa.

* Nós VAMOS sair daqui, tenho certeza disso. E você também deveria! – Embora eu saiba que não seria eu a nos libertar, conto mais com o Paulo para isso.

* É, você tem razão! Hm... Ayunnie... E o Hiroshi? Ele não quis jogar? – ao lembrar de Hiroshi, meu sorriso que antes rinha sumiu, era ridículo como não pude fazer nada por meu amigo e Kill pareceu perceber o que aconteceu – Ah, ele não vai mais precisar por todo esse jogo agora, pelo menos... Você disse que vamos sair daqui né? Façamos isso pelo Hiroshi então!

* É! – foi quando eu reparei que ela estava apenas um nível acima de mim e como já não queria mais nenhum clima tenso – Hey! Isso não vale! Você esta um nível acima de mim! Nem pense que vou deixar barato!

E foi com apenas um sorriso que começamos uma pequena disputa de quem subia de nível mais rápido. Até que depois de muito tempo empatamos no nível 36 e começamos uma pequena luta de tempo, apenas para divertir um pouco... Estávamos bem empatadas e eu não iria usar minha skill com ela. Até que, ela faz uma feição fofa de frustão quando tiro um pouco de vida dela, me desconcentrando e me fazendo tropeçar num golpe, consequentemente...

~Dimitri on~

Depois que a Ayunnie saiu fiquei mais um tempo esperando o Paulo e pensando no que ela disse... Realmente ele nos procuraria, né? Levantei para ir procurar a Ayunnie, olhei mais uma vez para Paulo e sai. Fiquei alguns milênios atrás dela, só que quando eu finalmente a encontrei, não pude evitar pensar alto.

* Puta merda, meu irmão perdeu pra uma menina! – sussurrei, observando.

Hm... Com explicar a cena que eu vi, tinha uma menina deitada no chão e a Ayunnie em cima se apoiando com as mãos e os joelhos. Se encarando de forma... Intensa? Bem, esperei escondido as duas se levantarem constrangidas e cancelarem a luta que estavam para eu brotar dando um susto nas duas!

~Ayunnie on~

Puta merda, o que aconteceu? Ok, demorei um pouco pra levantar, estava com alguns pixels rosados no rosto, indicando-me corada e ela também. Estiquei a mão para ajuda-la e cancelamos a luta, dei um cristal de cura fraco que eu tinha, afinal tirei bem pouquinho de vida dela. Até que o Dimitri aparece nos dando o maior susto.

* Dimitri! Não faz isso garoto! – Olhei pra ele, percebendo que ele viu o que aconteceu, puxei de leve a orelha dele como um aviso e resolvi apresentar o povo – Dimi, essa é Kill minha amiga.

* Eu sei, dá pra ver o Nick dela!

* Mas não que ela é minha amiga – Dei um soco, um pouco forte demais, na cabeça dele, percebendo Kill rir um pouco.

* Você tem uma sorte pra amigos, Ayunnie... – olhei pra ela confusa – qualquer um consegue te irritar fácil.

* Verdade! – Respirei fundo e olhei para Dimitri me perguntando o que ele estava fazendo aqui –Moça, por mais que me doa, você tem razão. O Paulo que corra atrás da gente! Ninguém mandou ele desmaiar...

* Paulo? – Kill perguntou curiosa.

* O meu irmão, aquele que desmaiou e quase matou o Boss – Ela acenou com a cabeça que sim mostrando que entendeu. – Peraí! Vocês estão no nível 36 já? Não acredito! Que injusto!

* tadinho, vai chorar? – Provoquei brincando antes de partimos para mias uma competição por nível...

.

.

.

Depois de algum tempo, estávamos no nível 39, já estava me cansando. Então e Dimitri nos despedimos de Kill que estava em outra pousada e fomos para o nosso quarto, com Paulo ainda desacordado.

* Ei, moça, acha que o Paulo vai acordar? – ele parecia preocupado novamente com o irmão

* Olha, Dimi, vou ser soncera. Eu não sei QUANDO esse preguiçoso vai acordar, mas sei que se mantivermos a esperança, ele vai acordar. Nós vimos o que o Paulo fez e a barra de vida dele esta bem, afinal. Ele VAI acordar, sei disso. Só precisamos esperar

* Verdade, moça... Obrigado!

 

“Só esperar”


Notas Finais


Bom, é só
Espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...