História Syrup - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Original
Exibições 11
Palavras 638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Fiz isso durante a aula de história
bejaum
-Bunny

Capítulo 3 - 3 capítulo


Fanfic / Fanfiction Syrup - Capítulo 3 - 3 capítulo

Não consigo me mexer, tem um homem de cabelos negros e compridos me observando. Seus olhos brilham no quarto escuro, eles são vermelhos, o mesmo tom de vermelho do selo daquela carta misteriosa em minha escrivaninha.

-Onde eu estou? Quem é você? O que quer comigo?-. Pergunto olhando nos seus olhos. Sua estatura é alta, ele veste algo que me lembra um uniforme de mordomo.

-Você é curioso. Tenha calma. Na hora certa você irá saber-. Ele responde e logo em seguida tudo volta a ficar claro. Estou no meu quarto novamente, com a carta em mãos. Me levanto do chão, devo ter desmaiado novamente. Percorro o meu quarto com os olhos a procura de algo, de alguém. Suas palavras não saem da minha mente, muito menos sua voz. Um calor invade o meu corpo ao lembrar-me de seus olhos, tento afastar esses pensamentos, mas é em vão, já estou suando.

-Theo ! Venha almoçar !!-. Minha tia grita do andar de baixo. Logo escondo a carta dentro de um de meus cadernos de desenho e o ponho debaixo da cama "Vejo isso mais tarde" falo em minha mente.

-Theeo !-. Minha tia me chama novamente.

-Estou indo tia-. Respondo me dirigindo ao banheiro. Faço minhas higienes diárias e logo desço as escadas indo em direção a cozinha.

Tem um homem sentado na mesa junto com minha tia, eu reconheço esse rosto, não pode ser verdade... é o cara com quem sonhei.

-Boa tarde-. Ele diz com um sorriso simpático no rosto.

-B-Boa Ta-tarde-. Digo gaguejando de nervosismo, o calor toma conta de meu corpo. Volto a suar, tento conter meu nervosismo.

-Por que não me dissesse que temos visita ?-. Falo corado e tento olhar para minha tia, uma tentativa falhada de não olhar para aquele homem, que esta me observando como se me estudasse.

-Theo, este é Demétrios, Demétrios, este é Theo, meu sobrinho. Demétrios é o nosso novo vizinho-. Ela diz sorridente como sempre.

-De onde você é ?-. Pergunto tentando parecer calmo.

-Sou da Irlanda, mas acabei de me mudar da Alemanha, estava estudando-. Ele responde sorrindo para mim, fazendo-me ficar ainda mais corado.

Ele não está mais com aquela roupa semelhante a um mordomo. E sim com uma que lembra aqueles professores de universidade em filmes norte-americanos.

-O que você veio fazer aqui em Greenwich ?-. Pergunto me sentando a sua frente e ao lado de minha tia, ela sai para por a mesa para almoçarmos me deixando sozinho com ele.

-Vim aqui para vê-lo pequeno mestre-. Ele diz com um sorriso sádico assustador.

-O que ?-. Pergunto, logo então minha tia entra no comodo e põe a mesa.

-Sirvam-se-. Diz ela com um largo sorriso no rosto.

-Vim para continuar minha pesquisa-. Ele responde novamente.

-Uau, pesquisa sobre o que?-. Minha tia pergunta animada.

Ele demora a responder, parece estar procurando as palavras para formular uma frase que não pareça suspeita.

-É secreto-. Ele diz e ri logo em seguida.

Minha tia também ri. Sirvo-me, eles se servem em seguida. Como em silêncio enquanto eles conversam sobre trabalhos e da época em que estudavam.

Volto ao meu quarto. Puxo meu caderno de debaixo da cama e o abro. Não há nada dentro dele. Será que eu tirei a carta de dentro dele antes de ir ? Eu não me lembro... Deve ter sido isso, uma carta não sumiria sozinha.

Abro minha gaveta para pegar roupas pra ir tomar banho e lá esta ela, a carta, abaixo de uma de minhas calças. Eu a guardei ai ? Confesso que minhas percas de memória nunca tinham sido assim, talvez seja melhor tomar os remédios.

Pego a roupa que irei usar e me dirijo ao banheiro do meu quarto, levo a carta comigo, melhor a deixar no bolso da jaqueta, irei lê-la quando estiver sozinho.


Notas Finais


Espeeero que
Gostem !! <3 bejaum
-Bunny


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...