História T3ddy - Apaixonado pela empregada - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Lucas Olioti
Tags T3ddy Romance Violência
Exibições 157
Palavras 1.213
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOM DIAAAAAAAA

GENTE EU NÃO FUMO MACONHA OK? SOU SO UM POUCO DUENTE XDDDD

QUASE 150 AAAAAAH EU VOU GRITAR

TA CHEGA DE ESCÂNDALO E VAMUS LER :3

Capítulo 43 - 0.43: Você tá gostando dela de novo?


— Bom Dia — ouvi Lívia dizer assim que abri os olhos, acabei deixando um sorriso escapar logo que lembrei dos dias que eu sempre acordava com ela.

— Que horas são em? — perguntei forçando os olhos.

— 20:07 — Chris gritou imitando a voz do Faustão e eu ri, é bom ter ele como amigo de volta, desde aquela briga achei que nunca mas íamos nos falar.

— Gente sério que horas são ? — eu disse tentando achar meu celular — Lívia meu celular tá com você ? — Perguntei e ela me entregou, Dei de cara com a única mensagem da Ana.

" Amei você com sua ex no avião "

Ah, pelo amor de Deus, eu não posso fazer nada se meu acento foi perto do dela, se ela ficou puta assim só com isso, imagina se ela soubesse das outras coisas como: eu ter dormido no colo da minha ex, eu sei isso é errado, posso acabar com meu relacionamento e pior, posso acabar voltando a gostar da tampinha.

P.V.O Lívia

12:03 — México Cancun.

— CHEGAMOS PORRAAA — Gritei assim que saímos do avião.

— Cadê o RBD ? — perguntei e todos riram

— Alguém aqui fala espanhol? — Lucas perguntou com expressão de preocupado, todos olharam pro luba

— Ai credo tudo vocês acham que eu tenho que resolver — luba disse com indignação — mas eu sei mesmo — ele deu de ombros e fomos pro táxi

— Crianças não briguem por lugar de novo tá bom? — luba disse referente a mim e Lucas.

— Vai ter que caber quatro em cada carro! — ele disse.

— Hahahahhaha como? — perguntei irônica

— Senta no colo ué — ele resolveu.

Voltei pro táxi, para dar de cara com Lucas, Mauro e Chris, sendo que Mauro tava sentando no colo do Chris, ri um pouco com a cena pra depois ficar completamente seria vendo Lucas me chamar pra sentar no seu " colo"

— Vem — ele disse com o dedo dando tapinhas no joelho

— Ah não nem fodendo! — eu disse negando com a cabeça.

— Sai e você senta no meu colo! — eu disse só pra receber um não

— Por que você não senta aqui logo e para de graça? — ele riu junto com os outros dois — Isso tá acontecendo mesmo destino? — pensei comigo mesmo

— Porque é estranho! — eu disse

— Ah mas não era estranho quando a gente transa.....

— LUCAS! — Gritei não deixando ele terminar a frase, enquanto os outros riam do que ele tinha acabado de falar.

— Mimada! — ele finalmente cedeu e saiu do carro, me sentei e esse se "sentou em mim" e começou a rebolar

— Porra tá de sacanagem? Eu sei que tu gosta de pau mas infelizmente não tenho nenhum aqui não! — eu ri

— Vou te mostrar quem gosta daqui a pouco! — Lucas disse — O meu ainda por cima !

— Olha você me respeita! — ri batendo de leve nele — Porque eu não fui com o luba deus?

— OH DEEEEUS PUXA A LUIZINHA — Lucas imitou Chris na mesma mania de sempre.

Ignorei completamente mexendo no meu celular, iria avisar Leonardo que cheguei, quando fui surpreendida por um abraço do Lucas, onde ele botou a cabeça no meu pescoço.

— Me acorde quando a gente chegar — ele disse com os olhos fechados respirando no meu pescoço

— Tá te querendo de volta — Mauro sussurrou no meu ouvido, enquanto Lucas dava dedo do meio a ele.

Lucas começou a dar beijinhos em volta do meu pescoço e eu me arrepiava, mas nunca conseguia falar um : Para! Talvez porque eu não quisesse que ele parece, ele não parecia satisfeito até subir aqueles beijos, ele já estava na minha bochecha quando suas mãos viraram meu rosto de frente pra ele, onde ele olhava pros meus olhos e pra minha boca, nessa sequência ele foi se aproximando como se não tivesse mas ninguém ali, não sei o que deu em mim naquela hora, que não cortei aquilo de primeira,me surpreendi quando ele riu negando com a cabeça e voltou pra mesma posição do pescoço.

Era um teste? Se foi concerteza eu fui reprovada, por que a expressão que passei foi que eu precisava daquilo, aí Lívia você é uma idiota, porque você não par....

Meu celular tocou enquanto eu pensava em tudo que tinha acabado de acontecer

— Alô?

— Amor?

— Oi Amor — eu disse fazendo Lucas me atrapalhar

— HMMMMMMMMMMMMMMM — Lucas provocou

— Cala boca idiota — ri — Oi Amor pode falar

— Quem tá aí ? — ele perguntou

— Só uns idiotas que eu tenho que dividir o táxi — Mas esquenta não TUDO GAY — falei isso e Lucas  apertou meus seios com força 

— FILHO DA PUTA! — tampei o telefone — Leo depois te ligo — desliguei a chamada e começei a espancar Lucas.

— Aí foi sem querer — ele tentava se defender dos meus tapas — Desculpa

— Mas Que você tá com maior peitão você tá — ele disse

O taxista disse alguma coisa que a gente não intendeu por estar em espanhol, mas acho que chegamos, desci pra fora peguei as malas enquanto os outros pagavam, tava todo mundo reunido de novo, e a casa era imensa, posso até chamar de mansão com piscina e tudo.

Assim que abrimos a porta se jogamos no sofá.

— Que fome! — Luba disse e todos concordaram, cá entre nós comida de avião é um lixo!

— Alguém sai pra comprar alguma coisa? Aqui nesse mapa tá dizendo que a 20 passos da gente tem um mercado. — luba falou analisando o mapa.

— Ah eu vou ! — Lucas disse — Bora comigo Rafael? — ele disse e cellbit assentiu.

— Bora Flavia — Rafael disse e puxou ela, que me puxou também

— Bora? — Flavia me perguntou

— Ah não deixa a anã aí — Lucas disse

— Agora eu vou só pra contráriar — me levantei do sofá e passei na frente de todo mundo.

— Tampinha se acha! — ouvi ele dizer mas ignorei.

Realmente foram os 20 passo mas longos da minha vida até chegar lá, Cada um dois meninos pegou um carrinho, sendo que Flávia entrou dentro do do Rafael igual uma criançinha.

— Entra, eu sei que você quer — Lucas disse e eu sorri. Entrei mesmo, desde de criança eu não fazia isso.

Eis que começou um guerra de carrinhos dentro do supermercado e levamos a maior bronca, mas não entendemos nada por estar no maldito espanhol!

— Foi tudo culpa da Lívia — Lucas disse enquanto caminhavamos pra casa.

— Ah Lucas cala a boca, foi você que começou! — eu disse enquanto reclamava das bolsas pesadas

— Ai Tampinha me dá isso — ele pegou minhas bolsas, não contráriei por quê tava pesado pa caraio

— Quem foi o gênio de voltar a pé com essas bolsas pesadas em — Rafael disse

— Você! — Flávia respondeu!

Final das contas eu e Flávia fomos na frente, por que achamos umas blusinhas lindas pra comprar enquanto Lucas e Rafael ficaram pra trás carregando as bolsas

P.V.O. T3ddy

— Mano posso te pergunta uma coisa ? — Rafael disse — Pode — respondi

— Você tá gostando da Lívia de novo? — ele perguntou e eu me arrepiei

— Mano sinceramente acho que ......


Notas Finais


TAN TAN TAN SUSPENSEEEE PRA AMANHÃ

* Comentem a fic 💜🐤 *

* Favoritem a fic 💜🐤*

*Namorem a fic 💜🐤 PERA KEEEE

FUUUUUI <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...