História T3ddy - O sonho que virou realidade. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Lucas "T3ddy" Olioti, Mauro Nakada
Personagens Christian Figueiredo, Lucas Olioti, Mauro Nakada, Personagens Originais
Tags Christian Figueiredo, Erótico, Mauro Nakada, Outros, Romance, T3ddy Games
Exibições 109
Palavras 1.224
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Máscaras caindo 3 de 3


 

Continuando.....

Lucas beija a moça, já a conduzindo para o quarto, lá Clara tira a camiseta dele enquanto deita na cama, mas um som já conhecido atrapalha o casal, o celular do rapaz toca, é seu amigo Cris.
- Atende mor
- A não, agora não.
- Não faz assim, atende.
- Droga !!!
O rapaz faz a voz mais simpática possível e diz:
- Oi Cris
- Cadê você cara ? 
- To em casa ainda.
- Vo pega uma mesa pra gente, não me deixa esperando.
Cris desliga antes que o rapaz pudesse dizer qualquer coisa.
- Ele ta esperando.
- Então vamo né rs
- Eu mando mensagem avisando que não vou.
- Vamo sim, se você não for ele vai acha que você ficou chateado com o vídeo, que eu estou fazendo sua cabeça ou coisa pior.
- Ta bom, ta bom.
- Na volta a gente relaxa lá na banheira rs
- Opa ! Então vamos logo pra volta logo kkkk
Clara resolve usar um vestido longo de alça fina, um colar delicado, sandália de salto médio e o cabelo solto.
- Ta linda. Diz o rapaz vendo Clara se arrumar.
- Tem certeza ? As vezes me acho estranha por não gosta de maquiagem.
- No seu caso a maquiagem iria esconder esse rosto lindo.
- Obrigado mor. Diz abraçando o rapaz é dando um selinho.
- Você vai passar em casa ?
- Tenho que pega o carro.
- Si é só pelo carro vamos no meu.
- Então vamos.
Os dois saem e ao chegar no Outback Lucas nota que o Amigo está filmando.
Lucas - Porra Cris desliga isso !!!
Cris - ta bom. Dessa vez desliguei mesmo ta.
Lucas - Espero que sim.
Cris - Oi Clara! Tudo bem ?
Clara - Tudo e você ?
Cris - To ótimo, não tá brava comigo não né ?
Clara - Mais decepcionada que brava.
Cris - Oloco !!! Desculpa tá, era só uma zueira com o porpeta.
Lucas - Uma zueira que não envolve só eu né mano.
Cris - Entendi, pisei na bola, foi mal mesmo, não foi a intenção.
Clara - Tudo bem, já passou.
Lucas - E verdade, vamo deixa isso pra lá.
Eles pedem bebidas e batatas, a noite segue agradável, conversa sobre os eventos, livros, aparição em programas até que o papo sobre o reality do Cris surge e Clara pergunta.
- Cris mata minha curiosidade, a Aline não falou nada quando soube do programa ?
- Ela deu chilique, disse que me ama que quer voltar.
- Sério ? To passada.
- Na real acho que ela nunca me amou, acho que ela só estava comigo pra aparecer.
- Você não sente mais nada por ela ? 
- No fundo eu ainda gosto dela, fiquei arrasado quando terminamos, mas não vou me humilhar.
- Tadinha Cris, ela se arrependeu.
- Eu sei mas não quero mais.
Lucas engasga com a cerveja é acaba tirando o foco da conversa.
Clara - Amor ta bem ? rsrs
Lucas - To sim.
Cris - Cuidado mano, não vai inventa de morrer agora.
Lucas - Pode deixa cara, quando eu for morre te aviso pra você grava rs 
Cris - Oloco !!! Só pedrada hoje hein.
Lucas - Po mano tenho que ir.
Cris - Sério ? Ta mo cedo ainda
Lucas - Tenho que deixa ela em casa, não quero b.o com os sogros assim de cara.
Cris - Ta bom então, Clara sua companhia foi muito agradável, espero te ver mais vezes e um dia poder filma o casal sem câmera escondida
Clara - Um dia Cris rs
O casal sai do local é assim que entraram no carro o rapaz diz:
- Desculpa ter coloca seus pais na mentira mas não estava mais suportando fica lá.
- Tudo bem, vamos embora.
Ao chegar no apartamento o rapaz se joga no sofá e chama Clara pra se junta a ele.
- Vem cá vem !!! Ela deixa a chave do carro é a carteira do rapaz na mesinha de centro e senta no sofá, o rapaz deita a cabeça em suas pernas e começa:
- Não sei mais oque pensar, oque achar, oque não achar, minha cabeça ta fervendo.
- A pior coisa que você faz e tenta entende tudo de uma vez, deixa que as coisas vão se encaixando.
- Vou tenta mas é difícil. 
O rapaz fica encarando o teto enquanto Clara faz carinho em seus cabelos, eles se encaram até o rapaz começar a acariciar seu rosto é o trazer de encontro ao dele. A noite está silenciosa, o casal não houve nada além do som do próprio beijo, o rapaz senta no sofá e puxa Clara pela cintura, sem dizer nada ele acaricia os cabelos da moça, beija o pescoço eo ombro dela, desce as alças do vestido desabotoa o sutiã eo tira. Clara ajuda a tirar o sutiã e em seguida tira a camisa do rapaz, ó recosta no sofá e começa a beija-lo e mordiscar os lábios é o queixo dele, vai descendo até o peitoral, tira o cinto da calça e ele tira o restante, Clara fica ajoelhada no chão e sem pensar duas vezes começa a chupar o pénis do rapaz, ela ouve ele gemer, sente a mão dele segurando seus cabelos, algum tempo depois ela sente o rapaz a conduzindo pra cima, ela fica de pe, ele puxa o vestido para baixo, tira a calcinha dela é recosta no sofá, a moca senta em seu colo de frente para ele, os dois se beijão e ela geme ao senti-lo dentro dela, o rapaz a beija e suas mãos na cintura de Clara ditam o ritmo, cada vez mais intenso e mais rápido, Clara aranha levemente o peito do rapaz enquanto geme em seus braços. 
Respiração ofegante, suor escorrendo pelas costas e Clara sente o rapaz a deitar no sofá, ele pega a camisinha na carteira e entrega a moça, ela abre, desenrola devagar no membro do rapaz, ele deita sobre ela é recomeça enquanto a beija.
Entre gemidos e respirações ofegantes finalmente os dois chegao ao ápice. 
Cansados eles se olhão e sorriem, Lucas se ajeita no sofá de modo a deixar Clara em seu peito e diz:
- To apaixonado !!! I agora oque eu faço ? rs
- Me faço essa mesma pergunta a algum tempo rs
- Você é demais sabia ?
- Bobo !
Ele a abraça e eles adormecem. 
Celulares tocando e sol batendo no rosto, este éo Bom dia do mundo ao casal.
- Lucas ! Mor ! Acorda. Diz Clara levantando e vestindo o vestido.
- Qui eeee ?
- Toma seu celular tava tocando.
- Que horas são ?
- 10:30
- Nossa perdemos a hora bonito.
- Não diga rsrs Sua sorte e que não tenho que ir pra agencia hoje
- Eu também não tenho nada marcado.
- Vem, vamo come alguma coisa, to morta de fome.
- Também to morrendo de fome, mais perai, então temos o dia é a casa só pra gente ?
- Parece que sim né rs
- OBRIGADA SENHOR !!!!
- Kkkkkkk
- Finalmente um dia de paz.
- I aqui ninguém te acha, ou seja nada de gente subindo sem ser anunciada rsrs

Contínua ......

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...