História T3ddy And Love - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Gustavo Stockler (Nomegusta), Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Lukas Marques & Daniel Mologni (Você Sabia?), Mauro Nakada, Patricia "Pathy" dos Reis, Rafael "CellBit" Lange
Personagens Christian Figueiredo, Daniel Mologni, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Gustavo Stockler, Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Tags Hot, T3ddy, Youtubers
Visualizações 39
Palavras 869
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Ataque de raiva


POV Judi

Cheguei em casa e fui me arrumar , vesti um vestido preto curto de manga longa até as mãos , um Bondage Boots  preto . Eu parecia gótica , apesar de não ser , arrumei meu cabelo e fiz uma make realçando os olhos , coloquei um boné pra trás e passei meu perfume . Fiquei na sala cantando Rap Lord , sim , eu curto Hip Hop . E eu consigo cantar rápido, então fiquei lá mongando , escutando Hap Lord e cantando junto 


~ Ah, um salve a quem não falha na conduta
Filha de uma puta
Veste a carapuça, vida cara que me escuta
Mudo a tela que te muda, que se foda
Muda o ano mas não muda o que se planta
Vim pra terra que te canta, vende o almoço, pega a janta
Maloqueiro canta junto
Com a vontade dessa porra de esse mundo ser melhor
Mas na verdade o que se prega é diferente da novela
Vida louca, vida curta
Eu com a navalha que te corta
Vale para o que se pensa
Que no mundo que defende, vale mais seguir em frente
Caminhando diferente, caminhando com a minha gente
Cara a cara com o obstáculo que pega nossa mente
Na verdade eu canto aquilo que difere o nível
O cara é compatível, mas não passa no canal domingo
Aquilo que se fala de importante pra nação
Mas que se foda, eu falo mesmo
Rápido como quem bate o coração
Em cada passo eu olho e vejo na bagagem calejada
Meu comunicado, mano, é complicado
Cada laço que mantenho vale o ouro
Mas não vale o couro
Aqui se vê suborno, põe na conta do mano
Que engana o povo
Eu quero ver tá cara a cara com o menor, ó
Tem muito veneno e pouca dó, ó
Falam da vitória mas não falam da derrota
Mano, para, para, para, para, para, Rap Lord ~ Cantei e me joguei no sofá 


Sério , isso cansa . Até que a campainha tocou , fui abrir e era o T3ddy


~ Eu não sabia que você sabia cantar Rap Lord ~ Disse ele me abraçando 

~ Sei cantar mais ou menos ~ Falei o abraçando 

~ Vamo ? ~ Perguntou ele né encarando 

~ Pêra aí ~ Falei pegando meu celular 



Deixei comida pro Pug , e eu e o T3ddy fomos pra balada . Quando chegamos lá a fila estava enorme .


~ Nu , que fila é essa hein ~ Falei erguendo uma sobrancelha 

~ Vem cá ~ Disse o T3ddy me puxando


Ele me levou pra um lugar escuro que tinha uma  porta , o T3ddy abriu a porta e entramos , tinha outro lugar escuro , ele me guiou até uma outra porta , quando ele abriu a porta nós estávamos dentro da balada , que Porra é essa ?


~ Oush ... Como ... Han ? ~ Falei confusa 

~ Eu tenho meus contatos ~ Disse ele sorrindo 

 A balada estava meio cheia , mas várias pessoas iriam entra ainda . Nós sentamos no bar eu pedi uma cerveja , e o T3ddy foi logo na vodka 


~ Você não pode ficar bêbado ~ Falei pro T3ddy

~ Relaxa bebê ~ Disse ele colocando a mão no meu queixo

Eu tenho vontade de morrer quando ele faz isso . Começou a tocar To Apaixonado Nessa Mina , eu não curto muito funk , mas essa música é muito top . Comecei a dançar sentada mesmo 


~ Quer ir dançar ? ~ Perguntou o T3ddy pra min

~ Haham ~ Respondi sorrindo 



O T3ddy me puxou pra pista e começamos a dançar , eu e minhas danças estranhas  . Depois que a música acabou começou a tocar Uptown Funk , eu amo essa música , então já comecei com minhas dancinhas estranhas novamente . Aí eu cansei me sentei num sofá e fiquei observando ao meu redor , o T3ddy se sentou do meu lado


~ Já cansou ? ~ Perguntou ele sorrindo 

~ Haham ~ Falei fazendo cara de tacho 

~ Nossa ! Agente chegou agora ~ Disse ele rindo 

~ Eu vou no banheiro e eu já volto ta ? ~ Falei me levantando do sofá 

~ Beleza ~ Disse ele 


Eu fui pro banheiro e fiquei uns cinco minutos na fila , depois que sai fui pro bar e pedi outra cerveja . Fiquei rodando na balada procurando o T3ddy , mas eu não o encontrava em lugar nenhum . Fui pra um lugar que tinha lá que era meio que uma varanda , acho que é  lá que as pessoas ficam com mais intimidade . Até que vi uma cena que eu não queria acreditar , o T3ddy estava agarrando uma mina , que raivaaa . Sai dali o mais rápido possível , ainda bem que ele não me viu , me sentei no sofá e fiquei segurando pra não ter minha crise de raiva . Quando isso acontece eu saio quebrando e socando tudo que eu vejo na minha frente , até mesmo pessoas , eu passo por tratamentos médicos em relação a isso , mas tem vezes que não da pra segurar . 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...