História Tá Rolando Amor? - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Eadlyn Schreave, Kile Woodwork, Maxon Calix Schreave
Tags A Herdeira, A Seleção, Eadlyn, Kile, Romance
Exibições 476
Palavras 668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá amores!! Eita, tem muita gente com a certeza que a Eady está grávida. Será mesmo?

Próximo capítulo teremos um P.O.V America.

❤ Boa Leitura ❤
💚 Desculpa qualquer erro 💚

Capítulo 64 - Não Kile, você não vai ser pai!


Fanfic / Fanfiction Tá Rolando Amor? - Capítulo 64 - Não Kile, você não vai ser pai!

Kile: Sim Eadlyn, eu vou ser pai! — Afirmo. Meu Deus, eu pai, um neném, um mini Kile ou Eady. Meu Deus!

Maxon: O quê? — Grita Maxon aparecendo no corredor. Meu Deus, eu estou morto. — Eu não acredito nisso. Eu não posso acreditar que vocês foram tão idiotas ao ponto de não se prevenir. Céus, eu vou ser vô!

Kile: Eu vou ser papai!  

Eadlyn: Você não vai ser pai, Kile! — Afirma indo em direção à sala.

Kile: Eu vou ser pai! — Afirmo entrando na sala.

Marlee: O quê? — Minha mãe pergunta se engasgando com um suco que bebia.

Carter: Eu não acredito!

America: Meu Deus! — Os três falaram ao mesmo tempo. — Eu vou ser vovó!

Marlee: Eu também!

Carter: Um herdeiro!

Maxon: Agora eu te mato garoto! — Agarro Eadlyn.

Eadlyn: Ninguém vai matar ninguém, porquê... — A interrompo.

Kile: Eu vou ser pai!

Eadlyn: Não Kile, você não vai ser pai!

Marlee: hãm?

Carter: Quê?

Maxon: Eadlyn...

America: Eadlyn, não me diga que aquela marca no seu pescoço a um tempo atrás tem algo a ver com isso.

Maxon: Esse filho não é do Kile?

Eadlyn: Esse filho não é de ninguém porque não tem bebê nenhum aqui dentro. — Grita. — Eu não estou grávida! 

Kile: Mas nós não usamos preservativo, como você pode ter certeza?

America: Doutora Montgomery! 

Eadlyn: Isso! Ela sabia que eu ia casar e perguntou se eu planejava ter filhos agora. Eu disse que não e ela me indicou um anticoncepcional. Para manter as aparências eu aceitei.

Kile: Mas você não toma remédios.

Eadlyn: É uma injeção que é aplicada em meses e meses.

Maxon: Estava até me acostumando com a ideia de ser vovô!

Kile: Mas por que você passou mal?

Eadlyn: Eu estava enjoada por conta do voo, depois de comer aquela comida cheia de tempero eu comecei a passar mal.

Marlee: Que tal para menina o quarto ser roxo e para menino verde?

Carter: Marlee, você ouviu?

Marlee: Ouvir o quê?

Carter: Não tem bebê, foi apenas um engano!

Marlee: Sério? Droga! Já estava pensando até em nomes. — Risadas escoam pela sala.

America: Talvez esse casamento vire algo verdadeiro.

Eadlyn: Não tem a menor chance disso acontecer! — Engulo em seco. Sim, isso nunca aconteceria porque o que você sente por mim é só uma paixãozinha que logo irá passar. — Vamos um pouco lá fora, Kile? Tomar um ar. — Afirmo com a cabeça. — Viu a confusão que vocês fez? — Pergunta rindo.

Kile: Eadlyn, você queria que eu pensasse o quê? Nós nenhuma vez usamos preservativo e você passa mal, foi a primeira coisa que me venho na cabeça.

Eadlyn: Nós quase fizemos meu pai ter um ataque cardíaco. — Ela gargalhava enquanto passeávamos pelo jardim. — Que foi, Woodwork? Você está quieto demais. 

Kile: Nada! Só estou assimilando tudo o que acabou de acontecer. O Maxon flagrou nós dois, depois todos descobriram sobre nós e ainda acharam que você estava grávida. E ainda tem uma enorme possibilidade do seu pai me matar. Eu desonrei a filhinha dele. — Digo rindo ao relembrar a cara do Maxon. 

Eadlyn: Coitada de mim, fui desonrada, nunca mais encontrarei marido. Ele só se esqueceu do detalhe que você e eu mesmo que não queiramos somos casados e que estamos no século vinte e um e essa coisa de honra nem existe mais. 

Kile: Pobre de você, desonrada por mim. — Brinco agarrando ela, distribuindo beijos pelo seu rosto. 

Eadlyn: O que será da minha vida depois de ter a minha honra tirada por um idiota que nem você? — Eadlyn sorri para mim e sai correndo. Começo a correr atrás dela entre as flores e plantas cobertas por gelo.


Notas Finais


Desculpa a pequena ilusão, não aguentei! 😄 Sorry!

🎶“A gente passa a entender melhor a vida quando encontra o verdadeiro amor."🎶


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...