História Taboo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Alícia Gusman, Diana Ayala, Jaime Palillo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Mário Ayala, Paulo Guerra
Tags Amizades, Amor, Briga, Crimes, Defeitos, Desejo, Fachada, Gangue, Guerra, Incesto, Pecados, Sexo, Tortura, Turma Do Terror
Exibições 216
Palavras 678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Chapter 2: The Seven Sins


Fanfic / Fanfiction Taboo - Capítulo 3 - Chapter 2: The Seven Sins

Margarida

 

A aula estava insuportável. Como sempre, o único prestando atenção era o Jorge. Alguém precisava prestar pra nós sete passarmos.

Jaime estava dormindo, Koki está usando o celular, Paulo e a Marcelina estavam discutindo baixinho sobre alguma coisa, Mário estava sem fazer nada.

Eu aproveito que ele está na cadeira ao meu lado, e estendo minha mão sobre a parte frontal da sua calça. Ele sorri ao sentir minha mão massagens o seu membro.

 

- A professora tá vindo, caipira.

-E você se importa, filhotinho?

- de me pegarem brincando com você? Nem um pouco. 

- Margarida Garcia! O que você pensa que está fazendo?

- Ih professora faz tanto tempo que esqueceu é? 

- Senhorita Guerra!!

- Ei, velha! Não grita com a minha irmã!!

- Chega! você 6, pra fora! agora!

- Jaime! -Jorge grita

- O que é porra?! -Ele grita e alguns alunos riem

- A professora expulsou a gente de sala.

- Ah tá. Vamos?

 

Eu não consigo deixar de rir. Nós pegamos as mochilas e vamos para a porta.

 

- Senhor Cavalieri,  eu não o expulsei de sala.

- Mas eu estou saindo. Aliás, a resposta é 48.

 

Nós saímos e vamos pra uma sala abandonada. 

 

- Ela ficou furiosa, Margarida.

- Foi você que falou da vida sexual dela, Marce.

- Paulo, vai ser hoje?

- Só depende de você Ayala.

- Ele vai amarela, Paulo. Ele sempre amarela.

- Cala a boca, Jorge!

- Não comecem vocês dois. -Jaime pega um saquinho de maconha e começa dechava-la. Em minutos ele aperta o baseado- vamos fumar o cachimbo da paz e relaxar.

- O Jaime tá certo. -disse o Paulo.- Vocês andam brigando demais.

- igual a você e a Marce, vocês pareciam prestes a se matar na sala. -Eu digo

- Você tem razão, Margarida. -Paulo disse- Porque estamos juntos?

- Porque somos os piores dos piores. -disse o Koki

- Cada um de nós cometeu ou comete alguns dos atos considerados mais nojentos pela sociedade e mesmo assim nós não nos importamos. -Jaime falou sem tirar os olhos do baseado que ele terminava de apertar- Só nós importamos em nos satisfazer e uns com os outros.

- Somos a turma do terror, sete pecadores que não tem , ou não deveriam ter vergonha de seus pecados. -digo olhando o Mário.

- Vamos lá, vamos lembrar uns aos outros porque somos tão ruins. -Paulo diz.- Quem começa? 

- Sou bissexual e incestuosa, com orgulho.

- As vezes orgulhosa demais -ouço Paulo sussurrando

- Sou um Hacker. E um ladrão. -Koki fala despreocupado 

- Sou sádico, sinto prazer em torturar os outros. -Fala o loiro

- Eu sou alcoolatra, usuário de drogas e tenho tendências violentas e homicidas e gosto disso.

- Sou incestuoso, ninfomaníaco e sádico gosto de causar dor aos outros e não tenho vergonha disso, nem de nenhum dos meus outros gostos.

- Ah vocês sabem -digo rindo- Eu sou uma vadia, ninfomaníaca e bissexual.

- Eu ... Eu.. -como sempre o Mário fica hesitante 

- Enquanto você tiver medo de admitir, você não será livre. -surpreendentemente foi o Jorge quem disse isso- O que você está vendo é o abismo, e ele assusta, mas você tem que mergulhar pra ser livre.

-Pra alguns é bem mais simples, pra você parece ser um desafio, mas negar a verdade não vai fazer seus atos sumirem nem seu desejo desaparecer. -Paulo fala.

-Pra você ser um de nós, um de nós de verdade, você precisa se jogar, filhotinho. -uso o apelido que sei que ele detesta para irrita-lo 

 

O tapa foi inesperado, ele acertou a minha cara com rapidez e força. Da pra ver em seu olhar que algo se partiu lá dentro.

 

- Eu sou incestuoso, sádico e pedófilo e adoro isso em mim.

- Agora sim você se jogou, macho alfa.

 

Eu digo e o puxo para um beijo violento. Depois depois de um tempo nós nos separamos. E ele sorri para a galera.

 

- Vai ser hoje. Hoje a noite vocês vão conhecer a minha irmãzinha.  


Notas Finais


E aí?

Pra quem não entendeu o título eu fiz um trocadilho o título pode ser tanto traduzido para os sete pecados, como para os pecados dos sete(esse é o título)

Agora me.digam o que acharam paro ou continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...