História Taehyung,um computador apaixonado. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Exibições 116
Palavras 1.285
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não pergunte pq a imagem do capítulo é essa...Não pergunte ´0hfrguortg Boa leitura <3

Capítulo 6 - O que tá acontesenu?


Fanfic / Fanfiction Taehyung,um computador apaixonado. - Capítulo 6 - O que tá acontesenu?

JUNGKOOK ON:

Deixei Taehyung e as crianças em casa e avisei que iria ao supermercado. E assim fiz. Chegando lá,me direcionei ao corredor de comidas práticas para se fazer porque não sou obrigado a nada. Peguei alguns - muitos - pacotes de miojos e comidas que com certeza vão me dar câncer no futuro de tanta radiação,mas foda-se. Enquanto andava sem saber exatamente o que comprar,uma frase que Tae falou veio em minha cabeça.

''-Na hora de gozar nas minhas teclas,tu não pensou nas consequências.''

-É...Acho melhor comprar algumas camisinhas se eu não quiser ser pai de novo.-Pensei.

Me direcionei até o local onde os preservativos ficam e comecei a escolher.

-Te peguei no flagra,Jeon Jungkook.-Ouvi uma voz conhecida dizer.-Que safado,vai usar com quem?

-Y-yoongi? O que você está fazendo aqui?-Perguntei. Ah,aposto que você está se perguntando: Yoongi? Não era ele que tinha sequestrado o Tae?. Sim,a resposta é sim. Após toda aquela confusão,nós nos tornamos grandes amigos. Eu,Taehyung e Yoongi somos bem próximos.

-Ué. Eu vim fazer compras. É isso o que as pessoas fazem num mercado,não é?

-É...

-Bom,mais tarde eu vou em um clube e tals. Você quer ir?-Ele perguntou.

-Eu não posso,Yoongi. O Tae está me esperando em casa com os nossos filhos...

-FILHOS?-Yoongi perguntou,assustado.-COMPUTADORES TEM FILHOS? MAS QUE MERDA...

-Nós transamos sem proteção e...Você sabe o resto.

-Não,eu não sei o resto. Eu nunca transei com um computador,eu não sei o que acontece depois. De qualquer forma,você aceita meu convite pra se distrair um pouco dos choros de bebês irritantes,do Taehyung gritando no seu ouvido e etc?

-Tudo bem...MAS VAMOS FICAR POUCO TEMPO LÁ,eu tenho filhos pra cuidar.-Disse.

-Ah,o Taehyung se vira.

------QUEBRA DE TEMPO------

Chegamos ao tal clube sobre o qual Yoongi falou. Era um lugar realmente bonito,imenso e bem iluminado. Haviam várias e várias pessoas esperando na fila,para entrar.

-Yoongiiiiiiiiiiiiiiiiii. Isso vai demorar MUITO.-Fiz ênfase em ''muito''.-Olha essa fila. Nós nunca vamos conseguir entrar nessa bagaça.

-Relaxa,parça. Eu sempre tenho um jeito para tudo.

Yoongi chegou perto de um dos seguranças e sussurrou algo em seu ouvido,fazendo-o sorrir maliciosamente.

Alguma merda está por vir.-Pensei.

Yoongi fez um sinal com o dedo me chamando para entrar. Quanto entramos,o lugar era ainda mais espetacular. Tinham tantas mulheres gostosas lá,que,por um momento,esqueci que eu não sou hétero.

-Jungkook-ah,vem aqui.-Yoongi disse,me chamando para um canto meio escuro.

-Por que aqui? É muito escuro. Não dá pra ver nada.

-E é isso que eu quero.

-O que?

-Jungkook,vamos lá. Desde a primeira vez que te vi saindo daquele carro de polícia,em busca do seu amado computador,meu coração começou a bater de forma diferente. Pelo amor do meu pau,você é um gostoso,convenhamos. Eu só te trouxe aqui justamente para termos uma noite especial,a qual você nunca irá esquecer.

-Y-yoongi,isso é errado. Eu tenho filhos,um namorado e sou completamente apaixonado por ele. Eu não posso fazer isso,sinto muito.

-Tsc tsc tsc. Que baby boy mal. Nós estamos aqui e aqui continuaremos. Você só vai sair daqui quando eu quiser e como eu quiser.

-B-baby boy? E como assim, ''como eu quiser''?-Perguntei.

-Você sendo meu baby boy,será meu submisso e seu corpo a partir de agora,pertence a mim,dos pés á cabeça.-Disse sussurrando em minha orelha e depositando uma mordida na mesma.-Eu faço o que quiser com ele.

ETA PREULA. SE CONTROLA,JEON JUNGKOOK,SE CONTROLA.-Pensei.

-Yoongi,eu não vou fazer nada que eu não queira. Eu não vou fazer nada disso.

-Mas eu sei que você quer. Não minta para si mesmo,Jeon Jungkook. Você inteiro me quer. Eu sei disso,eu tenho certeza.

Antes que eu pudesse me pronunciar,Yoongi atacou meus lábios ferozmente e começou a explorar toda minha boca com sua língua ágil. Quando o ar se fez necessário,nós nos separamos e Yoongi deitou-me no sofá que ali havia. Arrancou minha blusa e começou a deixar uma trilha de beijos por toda a extensão do meu abdômen. Logo,começou a dar mordidas e chupões em meu pescoço,fazendo-me arfar. Estava me sentindo tão estupidamente entregue,eu tinha que reverter essa situação. Troquei de posições com Yoongi e logo,quem estava em cima,era eu.

-Baby boy mal,merece ser punido.-Disse com um sorriso malicioso.

De um segundo para outro,em instantes,Yoongi já estava sob o controle novamente. Abocanhou um de meus mamilos e começou a lambe-los e a dar pequenas mordidas. Sentia meu pau ficar cada vez mais duro. Soltei um gemido abafado e baixo. Yoongi começou a rebolar em cima de meu membro.

-Porra,Yoongi.-Soltei um gemido baixo novamente,o que fez Yoongi não gostar muito. Ele realmente queria me ver gritando seu nome em alto e bom tom. Mas eu não seria tão fácil assim.

Com esforço,retirei sua camisa e ele retirou minha calça,dando visão de quão duro eu estava.

-Eu nem comecei de verdade e você já está assim. Imagina quando começar.-Disse em um tom extremamente provocante.

Ah,Yoongi. Eu vou fazer você pagar por isso,ah se vou.

Ele deslizou suas mãos até minha cueca e começou a massagear meu membro lentamente,fazendo-me gemer em negação. Eu queria mais daquela sensação,eu queria sentir sua mão quente em meu membro,manuseando-o rapidamente.

-Y-yoongi. Vai l-logo.-Eu soava tão entregue que estava me condenando mentalmente por aquilo.

-Como quiser.

Logo,retirou minha cueca e abocanhou minha glande,já molhada pelo pré gozo. Gemi alto seu nome,fazendo-o gemer apenas com a visão de mim tão vulnerável e sensível a ele. De repente,ele simplesmente parou,fazendo-me fazer uma careta feia.

-H-hyung,co-continua.

-Eu vou pensar,baby boy. Já sei,você tem que dizer a palavra mágica!

Palavra mágica?

Palavra mágica...

Bingo!

-Continua,d-daddy.

Aquelas palavras soando nos ouvidos de Yoongi,eram quase como melodias. Aquilo era mais que visível. Rapidamente,ele pegou em meu membro e começou a masturba-lo lentamente em movimentos de vai e vem.

Porra! Aquilo era bom demais.

Nada passava por minha cabeça naquele momento,eu apenas queria sentir Yoongi e nada mais. Se ainda restasse algum tipo de preocupação,se foi naquele momento.

-Yoongi.-Gemi manhoso.-M-mais rápido.

-Por que a presa,baby boy? Quanto mais rápido eu for,mais rápido acabará. Você não quer isso,hm?

-N-não.

-Foi o que eu pensei.

Logo,enfiou todo meu membro em sua boca. Eu conseguia sentir meu pau perto de sua garganta.

-E-eu tô quase,Yoongi.

Ele acelerou os movimentos com sua boca e em alguns segundos depois,me desfiz em sua boca,fazendo-o lamber tudo.

-Ah,baby boy. Seu sabor é tão bom. Agora é sua vez de sentir meu gosto.-Ele disse,retirando sua calça juntamente com sua cueca. Ele estava tão,mais tão duro. Ah,mal vejo a hora de sentir tudo aquilo.

Ele abriu suas pernas,me dando uma ótima visão de seu membro ereto,e só de saber que fui eu que causei tudo aquilo,meu ego já inflava. Mas o que menos importava era meu ego,nesse momento.

Lambi toda a extensão do seu membro e logo depois o abocanhei,fazendo Yoongi soltar um gemido alto e falar coisas provocantes,o que me dava cada vez mais vontade.

-Porra,baby boy. Assim não dá.-Gemeu.

Comecei a manipulá-lo com movimentos rápidos. Yoongi estava indo a loucura,e isso me deixava cada vez mais louco também.

-Jungkook.-Gemeu e se desfez em meus dedos logo em seguida.

-Daddy,você está oficialmente acabado. Eu nem tinha começado direito e você já gozou. Que feio...-Disse.-Vou ter que te castigar.

-E-eu sou o daddy aqui. Eu que comando as coisas.-Ele disse ofegante.

-Tsc tsc tsc. Agora eu sou o daddy.

-M-mas...MAS QUE PORRA TÁ ACONTECENDO AQUI?

-HO-HOSEOK?-Yoongi perguntou.

-Hoseok? Quem é Hoseok,Yoongi?

-Meu...Namorado.

-EX-NAMORADO.

TAEHYUNG ON:

Jungkook saiu para ir ao mercado há horas e até agora não voltou. Estou extremamente preocupado. Essas crianças são mini demônios,não é possível. Jungkook tem chegar logo,eu não aguento tudo sozinho. Merda!

-SEHUN,QUE MERDA CE TÁ FAZENDO AÍ? KAI,LARGA O KYUNGSOO! LUHAN,XIUMIN,LAY,SAIAM DE PERTO DO FOGÃO! CHEN,NÃO FAZ ISSO,SAI DAÍ. AAAAAAA,SOCORRO,SUAS PESTES. FIQUEM QUIETOS E EU DOU TODDYNHO PRA TODO MUNDO.

-TODDYNHO?-Todos perguntaram juntos.

-SIM,AGORA VÃO DORMIR,BAGAÇA.

-Sim,papai.

CONTINUA

 

 


Notas Finais


ISSO FOI INESPERADO? NÃO É MESMO?
ME DESCULPA POR DEMORAR UM SÉCULO PRA ATUALIZAR
MAS EU TENHO UMA BOA DESCULPA
EU ESTOU EM SEMANA DE PROVAS E TENHO QUE FICAR ESTUDANDO E TALS
UHUU
COMENTEM PRA ME INCENTIVAREM,eu to pensando em desistir da fic ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...