História Taehyung,um computador apaixonado. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Exibições 70
Palavras 956
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HIHI
EU SOU IMPREVISÍVEL,MAN
HAHA
HIHI
q

Capítulo 8 - Eu te amo,seu filho da pota


Fanfic / Fanfiction Taehyung,um computador apaixonado. - Capítulo 8 - Eu te amo,seu filho da pota

JUNGKOOK ON:

Segui rumo para a casa dos meus pais. Talvez,essa seja uma péssima decisão...Sim,com certeza é. A casa dos meus pais é uma total loucura. Bom,eu não tenho outro lugar para ficar. Cavalo dado não se olha os dentes,não é verdade? Ainda nem avisei para eles que vou pra lá. Ah,quem liga? São meus pais,eles têm que me aguentar. Não,pera.

Toquei a campainha diversas vezes,mas,ninguém me atendeu.

-Espera...A porta tá aberta?-Falei comigo mesmo,abrindo a mesma.

Adentrei a casa e não vi ninguém na mesma.

Onde será que eles estão?

-Mãe,pai. Cadê vocês?

Comecei a subir as escadas,e,a medida que ia me aproximando,ouvia barulhos cada vez mais altos vindos de algum lugar.

O que é isso? Não...Gemidos? Será?

Cheguei perto da porta do quarto dos meus pais e tive certeza do que tinha pensado. Gemidos. Altos e fortes gemidos. Meus pais estão transando. Ok. Vou descer e fingir que não ouvi nada.

Desci as escadas e me sentei no sofá,ainda traumatizado com o que acabara de ouvir. Minutos depois,meus pais desceram as escadas,porém,não me viram. Minha mãe estava com o pescoço totalmente marcado por mordidas e chupões,com a boca borrada de batom e os cabelos bagunçados. Meu pai estava COMPLETAMENTE nu e com seu amiguinho meio duro.

-Você fez um bom trabalho hoje,baby girl.-Disse meu pai,enquanto mordia a orelha da minha mãe. Mas que merda. Será que eu sou invisível?

-Awnn,daddy. Da próxima vez,pode ir com toda a força.

-Tudo o que você pedir.

Vendo essas falas indecentes e melosas,decidi me pronunciar. Tossi levemente,tentando chamar a atenção. Meus pais rapidamente viraram-se para mim,assustados e envergonhados.

-F-filho? O que está fazendo aqui?-Meu pai perguntou,tampando seu membro ainda ereto.

-Uma longa história. Agora,pelo amor de Deus,vão tomar um banho e COLOCAR roupas.-Disse,virando o rosto na direção oposta.

-É-é...Ok. Já voltamos.-Minha mãe disse,completamente corada.

Minutos depois,eles desceram novamente,agora decentemente apresentáveis.

-Me desculpa por isso,filho. Você sabe,não é? Sua mãe é uma verdadeira pantera.-Meu pai sussurrou sua bizarra explicação em meu ouvido.

-Tá,tá,tá. Eu realmente não quero saber. Enfim...Eu tenho que dizer o por que de eu estar aqui,certo?

-Sim.-Os dois disseram em uníssono.

-Eu...TRAÍ O TAEHYUNG E NÓS BRIGAMOS FEIO E AGORA EU ESTOU AQUI POR QUE ELE QUER ME MATAR.

-Até que enfim você tomou alguma atitude certa. Eu não aguentava mais ver aquele computador bizarro na minha frente. Agora,me diga,com quem foi?

-Mãe,você é extremamente venenosa. Oxi. Não fala mal do Tae.-Respirei fundo para continuar.-Com...O Yoongi.

-YOONGI? AIN,ADORO ELE. AMEI FILHO. SEMPRE SHIPPEI. QUE CASAL MAIS LINDO. VOCÊS VÃO SE CASAR,NÃO VÃO?

-NÃO,MÃE. Eu não gosto do Yoongi. Meu Deus. Como assim? Tanto faz,o importante agora,é...Eu tenho que me reconciliar com o Tae. Eu amo ele. Nós temos filhos juntos,eu quero sempre estar junto deles. Eu fiz uma grande merda e agora vou consertar. A pergunta agora é: Como?

- Não conte comigo. Vou dormir.-Minha mãe disse,subindo as escadas e me deixando sozinho com meu pai.

-Filho,sinceramente,eu sou péssimo com essas coisas. Não vou poder te ajudar. Você terá que pensar sozinho. Sinto muito.

-Ok,pai. Tudo bem.

-Eu vou dormir também. Mais tarde nós nos falamos.

Merda...Eu não sei o que fazer. Já sei. Isso,isso. Não,não. Não vai dar certo. Ah,quer saber. Eu vou pensar nisso depois.

TAEHYUNG ON:

Acordei e fui até a sala para ver se Jungkook já havia acordado e continuarmos nossa conversa. Mas,não havia ninguém lá,apenas um papel em cima da mesa.

''Tae,eu vou para a casa dos meus pais. Você merece alguém melhor que eu e eu reconheço isso. Você é muito especial e merece alguém que também seja. Virei visitar vocês e as crianças de vez em quando. Eu amo vocês.

Assinado: Jungkook''

Porra. Não acredito. As coisas só pioram. Confesso que ainda amo Jungkook profundamente e nunca quero me separar dele,mas,o que ele fez,me magoou profundamente também. Tá,ok,eu sou apenas um computador,posso não satisfaze-lo o suficiente,mas isso não se faz. Saudades da época em que ele apertava as minhas teclas loucamente e me fazia bugar...Bons tempos.

-Omma.-Fui tirada dos meus pensamentos com a voz de Luhan me chamando.

-Fala,filho.

-Cadê o papai? Ele não está no quarto de vocês e nem está aqui. Será que ele foi abduzido por um alien?

-Sim,um alien chamado Yoongi.

-O que? Yoongi? O tio Yoongi abduziu ele?

-Deixa pra lá...Bom,os outros já acordaram?

-Sim,estamos brincando.

-Que fofos. Brincando de que?

-De beijar uns aos outros.

-É O QUE? COMO ASSIM,LUHAN?

-É. Ontem eu beijei o Sehunnie e nós dois chegamos a conclusão que quem se ama,se beija,então,nós podemos nos beijar,por que nós nos amamos. Então,ensinamos isso pros outros e agora todos estão fazendo.

-MEU DEUS,LUHAN. VOCÊS SÃO IRMÃOS,VOCÊS NÃO PODEM FAZER ISSO. ISSO É ERRADO. MUITO ERRADO.

-Mas nós nos amamos,omma.

-Aish...Luhan,você e os outros vão ficar uma semana sem toddynho. Agora,me leve lá. Eu preciso conversar sério com vocês sobre isso.

-------------QUEBRA DE TEMPO--------------

Após conversar muito - quando digo conversar,me refiro a gritar - eles finalmente entenderam a gravidade disso. Mereço. Essas crianças me inventam cada história...Que vazio. Estou me sentindo tão vazia. Estou sentindo a casa tão quieta - mesmo com essas pestes correndo e gritando por todo lugar - sem Jungkook. Se ele estivesse aqui,neste momento,ele estaria me ajudando a controlar as crianças e estaria tomando caixas e caixas de toddynho e depois passando mal. Eu desisto. Eu não aguento nem mais um segundo sem ele.

Eu preciso ir encontrar o Kookie. Eu preciso me reconciliar com ele. E eu vou fazer isso,nem que seja a última coisa que eu faça.

-CRIANÇAS.

-SIM.-Todas gritaram ao mesmo tempo.

-Vamos na casa dos vovôs. Peguem meu carregador que eu vou gastar muita energia. Vamos trazer o papai de volta.

NA CASA DOS PAIS DO JÃO:

CONTINUA (VOU DEIXAR VCS MORRENDO AE HAHAHAHA)

 


Notas Finais


ESPERO QUE AGORA ESTEJAM SATISFEITOS E NÃO ME MATEM HAHAHA
LIVIA,AGORA CE GOSTOU? EIN? ESPERO QUE SIM FIEHRIUFGBF FAÇO DE TUDO PRA AGRADAR MEU BOLINHOS <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...