História Taeyang - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Exibições 5
Palavras 762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem qualquer erro.

Capítulo 3 - Busan então


Fanfic / Fanfiction Taeyang - Capítulo 3 - Busan então

 

- Não ouse pular.

Me virei pra trás pra ver quem era o idiota que tinha me tirado a morte, e assim que o fiz, agradeci a Deus por não ter dito nada alto.

Ele aparentava ter em torno de 40 anos, era alto e tinha a pele muito escura dentro de um terno. Não passava de um guarda daqueles de filmes de ação.

- O que você tem a ver com a minha morte?- disse irritada, já me virando de volta e olhando pra baixo.

- Muita coisa, menina idiota – ele disse, me puxando pelo braço e me arrastando pra longe da ponte.

- EI, SEU MANÍACO. ME LARGA – eu disse me segurando pra não o xingar.

- Menina, cala a boca e me ouve, se você não for pra Busam, você, sua mãe, e todo mundo que você conhece, irá morrer.- eu o olhei incrédula – inclusive a sua titia Sook, e o seu priminho Tae.

Eu desabei nesse momento. Então era verdade. Eu tinha que ir pra porra de Busan pra salvar todo mundo desse maníaco desse cara, que eu nunca tinha visto na vida e que sabia o caralho do nome da minha tia e o apelido do meu primo? Então eu ia. Mas eu ia me vingar de qualquer que fosse a pessoa pra quem esse homem trabalhava.

No caminho de volta pra casa, eu tentava memorizar cada detalhe do Rio. Cada praça, cada praia que eu passava, tudo. Eu ia sentir falta desse lugar.

 Já no avião, cansada desse mundo, da minha mãe, daquele cara estúpido que tinha me ameaçado, e depois ido embora, me encostei na janela ao meu lado, e me permiti chorar, caindo no sono logo depois.

Sonhei com o que acabara de acontecer. Minha mãe me abraçando e chorando, sem me explicar a mínima coisa sobre aquilo tudo. Eu deixando a mala, e virando pra trás, pro último tchau, e acompanhando a moça de embarque.

Acordei com a aeromoça me balançando muito e falando:

- Se essa menina não levantar agora, eu vou jogar ela daqui mesmo, e seja o que Deus quiser com ela.

Eu ri, depois de muito tempo.  Levantei e pedi desculpa por dormir tão profundamente.

Desci do avião rapidamente, achando minha mala logo em seguida. Já conhecia o aeroporto, de viagens de férias que fazíamos pra Busan, e como sempre, lá estavam eles. Minha tia, com um vestido curto demais pra sua idade, e Tae, com uma calça rasgada e uma blusa branca, típica sua que eu tanto amava.

Ta bom, primeiramente, entendam uma coisa, quando eu era menor, nos meus 13,14 anos, eu era super apaixonada pelo Tae. Tipo, muito mesmo. Eu amava ele.

E, em uma das minha viagens pra Busan, eu o contei isso. Como eu tinha 14 e ele 16, rolaram alguns beijos, e toda vez que nos encontrávamos, isso meio que acontecia. Porém, eu nunca tinha passado mais de 2 meses na casa dele. Eu realmente não sabia o que ia acontecer.

Ok, voltando, eu os abracei, e foi quando eu percebi o que tinha de estranho.

- Quem é esse? – perguntei me voltando para o menino muito alto, branco, de cabelos castanhos, com um nariz engraçado, e por sinal, muito bonito.

- Ah, esse é o Jungkook, ou Kookie – afirmou Taehyung olhando pro menino que corou fortemente. – ele tá morando com a gente por enquanto – completou.

Eu até ia dar uma de educada, e apertar a mão do menino, mas nesse momento, ele simplesmente se virou andou até o banco mais próximo com aquela calça preta rasgada nos joelhos que realçava bastante a sua bunda.

- Am... ele tá bem Taehyung?- eu disse desconfiada – eu fiz alguma coisa?

- Não – minha tia disse me abraçando, enquanto Tae buscava o menino no banco, fazendo-o rir e mostrar seus destes muito parecidos com os de de coelhos. – ele é assim mesmo, querida. No começo, nem falava comigo, só com o Tae, ele vai se soltando aos poucos. – eu a olhei quando ela disse isso – ele é um amor de pessoa.

- Se a senhora diz. Eu nem posso discordar né?

- É – ela completou, e nós nos dirigimos em direção a porta do aeroporto, onde os dois riam alto.

- Vamos priminha – Tae disse deixando o menino, abraçando meus ombros, e fazendo meu coração acelerar.

O que tá acontecendo comigo? Meu Deus Taeyang. Ele é teu primo, pensei.

Levantei meu olhar a ele, olhando aquele sorriso quadrado, e aqueles cabelos loiros, pensando em quanto tempo eu ia me aguentar, e não ia voar naquela boquinha.


Notas Finais


Espero que tenham gostado :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...